15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

35ª Meia Maratona S.João das Lampas

Escrever sobre a Meia Maratona de S.João das Lampas, é uma honra e um prazer.

Saber que esta Meia Maratona nasceu era eu uma menina de 8 anos e dava precisamente nesse ano de 1977 os primeiros passos na Corrida, ao mesmo tempo que a Corrida para todos em Portugal dava também esses mesmos passos, inspira-me um respeito e uma admiração como se só esse facto por si fosse revelador da riqueza e valor desta prova.

Só a conheci tardiamente, ia ela já na sua 29ª edição, decorria o ano de 2005. Depois de durante anos me meterem muito medo, pela fama alcançada, e exagerada na minha modesta opinião, de ser esta a Meia Maratona das Rampas, muito difícil e dura pelo seu percurso de constantes subidas e descidas, lá me atrevi a corrê-la.

Corri e de tal forma a senti e vivi, dura sim, mas prova mágica, de carisma excepcional, fruto do trabalho de uma equipa dedicada e orientada por um Homem de uma simplicidade e humildade invulgar, trabalhador e empreendedor, resistente e persistente como Maratonista que é, de seu nome Fernando Andrade, que nunca mais deixei de lá ir e é sempre prova obrigatória, a que não vou nunca querer faltar. Tem sido assim desde então, e não foi diferente este ano.
 
 
Este ano, havia me preparado (menos que o desejável) mas o que julgava suficiente para correr a 35ª Meia Maratona de S.João das Lampas e na Partida da Meia me apresentei.

A prova tem site próprio, inscrições on-line e boa divulgação e informação. Realiza-se ininterruptamente desde 1977, quando a 6 de Setembro apresentou a 1ª edição. Nos últimos anos tem visto aumentar o seu número de participantes, e este ano com 421 atletas a chegar à meta teve um aumento de participações de 10% em relação ao ano passado, provavelmente sendo esta edição a 3ª mais participada (a 10ª e 11ª edições tiveram cerca de 600 e 500 e tal respectivamente, estabilizando-se depois para 200 a 300 atletas).

A entrega de dorsais realizou-se de forma regular. O ambiente era festivo e animado.

 
A Prova teve uma grande e excelente reportagem fotográfica, a cargo da AMMA , disponibilizando ainda um Diploma aos atletas com a sua chegada à meta.

A partida foi dada a horas, com os participantes da Mini/Caminhada a partirem em simultâneo na cauda dos atletas.

O percurso estava bem assinalado, com quilómetros marcados, suficientes abastecimentos de água oferecidos zelosamente por jovens e empenhados voluntários, satisfatório condicionamento do trânsito mediante o esforçado trabalho da GNR (esta é uma melhoria notável em relação a edições mais antigas), excelente apoio de voluntários e da população em geral. Controlo por chip, resultados disponibilizados rapidamente e entrega de prémios em palco digno e altaneiro como as serras.
 
A Organização esteve a cargo de Meia Maratona de S. João das Lampas - Grupo de Dinamização Desportiva, com o apoio de Câmara Municipal de Sintra e da Junta de Freguesia de S. João das Lampas

Prémios de participação para todos: t-shirt, livro, mochila, batatas fritas e bolos regionais.

Prémios monetários por classificação, geral e por escalão.

Mas o que é que esta Meia tem de especial? A meu ver, a prova transpira em cada passo, a postura singular do seu mais antigo e principal autor e promotor: Fernando Andrade, postura essa acima descrita. O ambiente das aldeias por onde se passa a correr, as serras altaneiras e o seu ar puro, os moinhos, as gentes à porta dos cafés e das casas a despedirem-se com um "até para o ano", o cheiro a terra e a estrume dos animais, as inúmeras e constantes subidas e descidas a proporcionarem-nos uma visão dos atletas entre as serras, o tanque de água onde nos refrescamos pelo caminho, o carinho e a animação em S.João das Lampas, quer na passagem a meio da prova, quer na meta, onde nos espera um tapete verde e o pórtico mais original, bonito e mimoso que conheço, que atravessamos quando desligamos o cronómetro e damos esta etapa por vencida, com um sorriso nos lábios, um nó na garganta ou lágrimas nos olhos, enquanto intimamente dizemos "Até para o ano Meia Maratona de S.João das Lampas".

Saíram assim as palavras. Nem belas ou ordenadas. Apenas saíram assim. Livres.

"Até para o ano, Meia Maratona de S.João das Lampas, na tua 36ª edição."

Ana Pereira
http://mariasemfrionemcasa.blogspot.com/


Resultados:

No sector Masculino:

1º Carlos Silva, do Sporting C.Portugal, com 01:10:28
2º Bruno Fraga, do GDR Reboleira, com 01:11:50
3º Adelino Monteiro, do Sporting C.Portugal, com 01:14:01

No sector Feminino:
1ª Anabela Tavares, do CRD Arrudense, com 01:23:18
2ª Lucinda Moreiras, do FC Penafiel, com 01:26:49
3ª Cátia Galhardo, Individual, com 01:28:40 

 

Periodicidade Diária

sábado, 15 de maio de 2021 – 17:44:44

Pesquisar

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...