15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Façam as vossas apostas no 'Casino Doldrums’

 

O AkzoNobel está a tentar já estar fora dos Doldrums no fim de semana, estão a fazer todos os esforços para ser o primeiro a sair da zona de calmarias. 

 

A equipa está agora mais a sul da frota, e começa a apanhar a brisa do oeste, isto pode indicar que já passaram o pior, os ventos ligeiros e incertos ​​que são comuns nessa zona.

 

Mas quem será o melhor a ultrapassar esta difícil zona, onde grandes formações de nuvens produzem um clima hiper-localizado, ainda não é claro.

 

Os primeiros vencedores foram o AkzoNobel, com o Brunel e o Turn the Tide on Plastic. Os dois últimos estão posicionados a oeste, mais distantes, enquanto AkzoNobel está agora (13:00 UTC) mais ao sul, cerca de 60 milhas a norte do equador. 

 

"Cada informação de posição é agora muito importante", diz Nico Lunven, navegador do Turn the Tide on Plastic. "Estamos nesta área de vento complicada, por isso é fundamental perceber que vento os outros barcos, e com isso entendermos o que está a acontecer. Não nos estamos a sair muito mal ... terceiro, atrás do Akzo e Brunel. "

 

Uma das equipas mais frustradas será o MAPFRE, que parece ter uma nuvem que os persegue, mantendo as condições ligeiras e variáveis, enquanto os seus adversários continuam a progredir. 

 

"Navegamos na transição e fizemos muitas mudanças nas velas toda a noite", disse Louis Sinclair. "Nós ficamos presos numa zona sem vento e muitos outros barcos passaram por nós com pressão, eu tenho a certeza de que agora estamos na parte de trás da frota. 

 

"Estamos a trabalhar arduamente para voltar para a frente ... Ainda há tantas transições pela frente, e Auckland ainda está muito longe ... o truque é não ficar muito contente quando estamos na frente ou muito triste quando nos atrasamos, apenas continue a navegar ".

E, no caso de q

ualquer um de vocês achar que isto vai passar rápido, a navegadora do Scallywag, Libby Greenhalgh, diz-nos que esperamos vários dias de tempo instável até que a frota apanhe os ventos que os vão empurrar para a Nova Zelândia. 

 

"A próxima semana vai ser difícil, intercalando com uma boa brisa do oeste, mas, em última instância, há um elemento de sorte necessário", escreveu Greenhalgh num blog. "Estamos a dar o máximo para superar essa zona de ventos ligeiros e entrar rapidamente nos ventos de oeste. 

 

"Como sempre, há variáveis que não controlamos e uma vez que apontamos para o sul com ventos ligeiros, só precisamos de aproveitar ao máximo".

 

Este será o mantra para toda a frota durante o fim de semana, seja lá o que for, aproveite ao máximo.

 

6ª etapa - Classificação geral - Sexta-feira, 16 de fevereiro (Dia 9) - 13:00 UTC

 

1 - AkzoNobel - distância até ao final - 2489,79

2 - Brunel +33,83

3 - Turn the Tide on Plastic +52,67

4 - Sun Hung Kai / Scallywag +66,82

5 - Dongfeng Race Team +68,79

6 - MAPFRE +76,77

Vestas 11th Hour Racing - NÃO PARTICIPA

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 16 de maio de 2021 – 18:28:31

Pesquisar

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...