IPMA e Comité Olímpico de Portugal celebram protocolo para apoio à Missão Portuguesa aos Jogos Olímpicos

 

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P (IPMA) e o Comité Olímpico de Portugal (COP) assinaram um Protocolo de Cooperação com vista ao acompanhamento e apoio do serviço meteorológico nacional à Missão Portuguesa participante nos Jogos Olímpicos.

 

O Protocolo de Cooperação traduz-se no desenvolvimento, pelo IPMA, de um website dedicado em exclusivo aos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, que permitirá a disponibilização de informação climática e de previsões meteorológicas em tempo real, com prazos de previsão que vão desde as “próximas horas” ao “próximo mês”.

 

Os parâmetros meteorológicos mais relevantes são a temperatura e humidade do ar, a precipitação, o rumo e intensidade do vento, a visibilidade e a agitação marítima.

 

Adicionalmente, são também disponibilizadas previsões de conforto térmico, com potencial influência no desempenho dos atletas.

 

A utilização do website estará adaptada ao calendário e locais das provas dos Jogos Olímpicos, em função de qualquer alteração que venha a ser feita pelo Comité Olímpico Internacional e pelo Comité Organizador dos Jogos Olímpicos, na sequência do adiamento para 2021 provocado pela pandemia COVID-19, e que o COP reportará atempadamente ao IPMA.

 

Atualmente em fase de testes, o website poderá ser melhorado de acordo com as necessidades de informação entretanto identificadas.

 

Para o presidente do IPMA, Miguel Miranda, “o desafio que foi colocado pelo Comité Olímpico de Portugal pôs à prova a nossa capacidade de disponibilizar e integrar informação meteorológica qualificada para apoiar aqueles que nos irão representar nos Jogos Olímpicos em Tóquio. É para nós um motivo de orgulho poder participar neste esforço coletivo e de representação nacional.

 

O presidente do COP, José Manuel Constantino, refere: “Estamos muito gratos ao IPMA pelo trabalho desenvolvido e que é colocado à disposição da Missão Portuguesa nos Jogos Olímpicos. Conhecendo a realidade em Tóquio por ocasião dos Jogos Olímpicos em matéria de condições atmosféricas, algumas delas fortemente condicionantes da prestação desportiva, esta é uma ferramenta essencial para atletas, treinadores e dirigentes conhecerem ao detalhe a realidade local. E é um grande trabalho técnico e científico da uma prestigiada instituição nacional que nos deve orgulhar e valorizar.” 

 

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...