18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

EHF Euro 2024: Portugal em busca do que nunca foi feito contra a Dinamarca

Heróis do Mar defrontam a tri-Campeã do Mundo em duelo de despedida do Grupo F mas que já entra para as contas do Main Round; Dinamarca x Portugal arranca às 19h30 desta segunda-feira – transmissão em direto na RTP 2.
Nesta que é a oitava presença de Portugal num Campeonato da Europa, desde a primeira edição em 1994, dificilmente se poderia ambicionar um arranque mais positivo. Duas vitórias nos dois primeiros jogos da competição – tal como em 2000 e 2020 – e o bilhete dourado para o Main Round, fazendo com que o último duelo do Grupo F, diante da poderosa Dinamarca, sirva ‘apenas’ para definir qual das duas seleções passará em primeiro e em segundo, já que os nórdicos apresentam o mesmo registo. Até ao momento, os tri-Campeões do Mundo estão a justificar em pleno o favoritismo e ocupam, nesta altura, o primeiro posto do Grupo F, com os mesmos quatro pontos do que Portugal, mas com mais dois golos marcados (63 vs 61) e menos nove sofridos (42 vs 51). Portugal e Dinamarca entram em campo a partir das 19h30 desta segunda-feira, na despedida do Olympiahalle, em Munique. Quem vencer, irá garantir dois pontos que podem fazer a diferença no desfecho do Main Round.
 
A nível individual, a Dinamarca tem a vantagem de ter atletas de enorme qualidade a competir pelos mesmos lugares no sete inicial e uma profundidade quase inigualável de um plantel que é liderado pelas estrelas Mikkel Hansen e Niklas Landin (ambos do Aalborg Håndbold). Para além disso, a seleção dinamarquesa continua a apostar em jovens atletas que tiveram impacto imediato, como é o caso de Mathias Gidsel (Füchse Berlin) ou Simon Pytlick (SG Flensburg-Handewitt) – este último esteve afastado devido a uma lesão no tornozelo mas recuperou a tempo da grande competição e já assinou quatro golos em cada um dos jogos do Grupo F até agora.
 
Face ao historial, palmarés e estatuto da Dinamarca, ninguém tem dúvidas de que esta seleção entra em qualquer competição para erguer o troféu. Assim foi nas três últimas edições do Campeonato do Mundo (2019, 2021 e 2023), um feito ímpar, nunca antes alcançado por alguma outra seleção. As duas presenças seguidas em Finais dos Jogos Olímpicos (2016 e 2020) reforçam o poderio desta equipa nórdica mas em Europeus os desempenhos não têm estado à altura: a última vez que a Dinamarca se sagrou Campeã da Europa foi em 2012. A segunda, depois da inédita, em 2008. 
 
Contrariar a história: com ambição e sem pressão
Se antes deste Europeu, Portugal já não defrontava as congéneres da Grécia e da Chéquia há mais de 15 anos, o mesmo não acontece em relação à Dinamarca, que esteve no caminho dos Heróis do Mar há três anos, em Tóquio. No entanto, há uma coisa que torna os confrontos com os nórdicos únicos: Portugal nunca venceu. Não foram muitos os duelos, cinco para ser exato, e em todos os eles, com mais ou menos dificuldades, a Dinamarca levou a melhor, desde o primeiro, há precisamente 30 anos, até ao mais recente, em julho de 2021, nos Jogos Olímpicos.
 
Em 1994, na edição inaugural do Campeonato da Europa, organizado em Portugal, a Jornada 1 do Grupo B assistiu ao primeiro cruzar de caminhos entre Lusos e dinamarqueses em jogos oficiais. Num duelo que decorreu na cidade do Porto, a Dinamarca venceu por 24-17. Nessa competição, a Seleção das Quinas haveria de terminar na 12.ª e última posição, ao passo que os nórdicos caíram apenas nas Meias Finais – e falharam depois a medalha de bronze.
 
Seis anos depois, aconteceu o Europeu de 2000, que decorreu na Croácia, e no qual Portugal conquistou um honroso 7.º lugar, já a Dinamarca faz por esquecer essa participação, uma vez que terminou no 9.º posto, imagine-se. Lusos e nórdicos mediram forças no Grupo B e este foi o jogo mais equilibrado entre as duas equipas: 28-26 (Portugal liderava ao intervalo por 12-13).
 
Não foi preciso esperar muito, apenas dois anos, para se assistir a novo duelo. Desta vez a contar para o Europeu de 2002, na Suécia, a Dinamarca venceu por 27-20 no caminho para a conquista da medalha de bronze, já Portugal garantiu o 9.º lugar. Em 2004 repetiu-se o filme. No Europeu organizado pela Eslovénia, a seleção que, quatro anos mais tarde, viria a ser Campeã da Europa pela primeira vez, derrotou Portugal por 36-32 e só se despediu da competição com nova medalha de bronze na bagagem. Os Lusos não foram além do 14.º lugar.
 
Seguiram-se 17 anos sem haver qualquer confronto ao nível sénior entre Portugal e Dinamarca. Por fim, em 2021, na histórica participação lusa nos Jogos Olímpicos, em Tóquio, 28-34 foi o resultado do último desafio entre as duas nações. O ímpeto nórdico nessa competição só foi travado na Final, pela França.
 
O contexto agora é perfeitamente favorável a Portugal que, não tendo nada a perder, poderá ambicionar fazer história e derrotar aquela que é, indubitavelmente, uma das super-potências da modalidade.
 
Também em representação da bandeira portuguesa encontra-se na Alemanha a dupla de árbitros constituída por Daniel Martins e Roberto Martins, que se estreou no maior palco europeu de seleções no jogo entre Islândia e Sérvia, do Grupo C. Os portugueses estão nomeados para ajuizar o encontro entre Macedónia do Norte e Alemanha, este domingo, dia 14, pelas 19h30 (hora portuguesa).
 
A Dupla Portuguesa Daniel Martins e Roberto Martins, dirigiu e bem o Jogo Islândia / Sérvia para o Grupo C da Fase Preliminar igualmente em Monique. Vai dirigir na 2.ª jornada do Grupo A, o Macedónia do Norte / Alemanha, no dia 14 pelas 19H30.
 
Men’s EHF Euro 2024
Calendário – Grupo F
11.01.2024 – 17h00 – Portugal x Grécia, 31-24 (18-14)
13.01.2024 – 17h00 – Chéquia x Portugal, 27-30 (7-13)
15.01.2024 – 19h30 – Dinamarca x Portugal, RTP2
 
Men’s EHF Euro 2024
De 10 a 28 de janeiro de 2024, todos os caminhos vão dar à Alemanha para os fãs de andebol de todo o mundo, com 17 dias de competição coloridos e dinâmicos, preenchidos com 65 jogos. A Alemanha acolhe orgulhosamente a primeira edição de um EHF Euro com 24 equipas a decorrer num único país.
 
Merkur Spiel-Arena em Düsseldorf, bateu um recorde de mais de 50.000 espectadores num jogo de andebol no dia 10 de janeiro, no encontro inaugural do EHF Euro 2024 entre França e Macedónia do Norte e, ainda, no frente a frente entre a anfitriã Alemanha e Suíça. Além da Merkur Spiel-Arena, os adeptos do andebol poderão assistir aos jogos do EHF Euro 2024 na Mercedes-Benz Arena de Berlim (14.800 espectadores), na Barclaycard Arena de Hamburgo (13.300), na SAP Arena de Mannheim (13.200), no Olympiahalle de Munique (12.150) e na “Catedral do Andebol” – Lanxess Arena – em Colónia, tradicional palco da Final Four da EHF Men’s Champions League, com capacidade para 18.500 espectadores.

Periodicidade Diária

terça-feira, 16 de abril de 2024 – 11:32:22

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...