13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Funchal recebeu final da Taça da Europa de Triatlo 2018

 

Realizou-se no dia 27 de outubro a finalíssima da Taça da Europa de Triatlo do Funchal na distância sprint.

 

Participaram nesta prova 15 portugueses, cinco triatletas femininas e dez triatletas masculinos. O segmento de natação foi disputado no cais na cidade do Funchal, com um percurso de ciclismo duro e técnico, que incluía uma subida e descida mais exigentes e um segmento de corrida plano.

 

Ricardo Batista, naquela que foi a sua última prova da época, foi o melhor triatleta português em prova, alcançando uma excelente 6ª posição. Com apenas 17 anos, o triatleta do Clube de Natação Torres Novas concluiu a volta de 750 metros de natação, as três voltas dos 20 quilómetros de bicicleta, e os cinco quilómetros das duas voltas de corrida em 00:53:00.

 

Ricardo Batista saiu muito bem posicionado da água, conseguindo ficar no primeiro grupo de ciclismo, mantendo-se sempre na frente em todos os segmentos, saindo da transição para a corrida na quinta posição. Fez uma corrida com ritmo elevado, juntamente com o grupo da frente, terminando esta competição de elevado nível competitivo na 6ª posição.

 

«Foi uma ótima prova para terminar o ano. Natação confortável de onde consegui sair num grupo de cinco atletas formando uma fuga até ao final do segmento de ciclismo», explica Ricardo Batista.

 

Os triatletas tiveram que enfrentar um percurso de ciclismo duro, mas o atleta do Clube de Natação de Torres Novas conseguiu manter-se sempre no grupo da frente.  «Senti me sempre bem no ciclismo que foi duro e onde conseguimos ganhar cerca de um minuto para o grupo perseguidor.»

 

Acabou por acusar algum cansaço na corrida por causa do segmento de ciclismo: «Na corrida acabei por perder um lugar devido ao cansaço acumulado do segmento de ciclismo.» Ricardo ficou satisfeito com a sua prestação e resultado, tendo tido a «sensação de dever cumprido, saindo da Madeira como o primeiro triatleta português a cortar a meta e sexto na geral numa final da Taça da Europa de elite.»

 

Ricardo Batista integra este ano o Centro de Alto Rendimento do Jamor e tem feito uma excelente época, é Campeão Nacional Júnior distância Sprint, 3º na Taça da Europa de Juniores em Holten, 4º no Campeonato da Europa em Tartu e 2º no ranking Europeu Júnior.

 

Vasco Vilaça, outro dos triatletas portugueses em prova, ficou na 8ª posição, conseguindo integrar-se no segundo grupo de ciclismo, terminando com a marca de 00:53:31. «Estou satisfeito com o resultado, quis apanhar o grupo de fugitivos no ciclismo, mas não foi possível. Fiquei no segundo grupo e consegui ficar na 8ª posição», explica o atleta que este ano ficará também no Centro de Alto Rendimento. 

 

Rafael Domingos foi o terceiro melhor português na 19ª posição com 00:54:22, Alexandre Nobre ficou em 22º lugar com 00:54:34, Pedro Gaspar em 26º com 00:54:48, André Dias na 28ª posição com 00:55:02, Miguel Arraiolos em 36º com 00:56:00, José Vieira em 43º com 00:58:01, Tiago Fonseca em 44º com 00:58:35 e João Mansos em 46º com 01:00:15.

 

Em primeiro lugar desta etapa final da Taça ficou o belga Marten Van Riel com 00:52:16, que disputou a posição com o alemão Justus Nieschlag num sprint final tão renhido que não foi possível identificar logo o vencedor. O resultado foi apenas apurado pela visualização da foto finisher dos dois triatletas, que caíram logo após a passagem da meta tal foi o impulso para chegar em primeiro lugar.

 

A prova feminina da Taça da Europa de Triatlo do Funchal

 

Na prova feminina, Gabriela Ribeiro conseguiu alcançar o 10º lugar, com o tempo de 00:58:08. «A natação que costuma ser o meu melhor segmento foi um pouco difícil, as triatletas alinharam todas do lado direito mais perto da boia, eu decidi alinhar do lado esquerdo, mas consegui sair nos primeiros lugares».  No ciclismo, a triatleta do Alhandra Sporting Club tentou andar sempre na frente, por vezes a liderar a prova que teve um ciclismo com um grau de dificuldade elevado devido à subida e descida técnicas incluídas técnicas no percurso. «Na corrida foi dar tudo o que tinha! Estou bastante satisfeita porque a start list era competitiva, por isso sinto-me muito bem com o resultado do 10º lugar».

 

Mariana Vargem, triatleta natural da Madeira, ficou em 13º e foi a segunda portuguesa a cortar a meta com 00:58:40, o que a deixou contente pelo facto de conseguir um bom resultado em casa.

 

Madalena Almeida ficou na 17ª posição com 00:59:26, Vera Vilaça obteve o 20º lugar com o tempo de 00:59:41 e Maria Tomé passou a meta em 23º com 01:02:13.

 

A vencedora desta final da Taça foi a russa Alexandra Razarenova que concluiu a competição em 00:56:51.

 

Os vencedores do circuito da Taça da Europa, cuja etapa final se disputou no dia 27 de outubro, na Madeira, foram o húngaro Márk Dévayque que ficou nesta prova na 4ªposição e a ucraniana Yuliya que nesta final subiu ao terceiro lugar do pódio.

 

 

 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 21 de novembro de 2018 – 03:28:57

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...