18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Escala Inaugural do MSC Euríbia em Lisboa

 

No passado dia 23 de Janeiro o mais recente navio da MSC Cruzeiros, o MSC Euríbia, teve a sua escala inaugural em Lisboa.

 

Os convidados foram recebidos no Carousel Lounge (elementos do governo, autoridades públicas, jornalistas e agentes de viagens)foram dadas as boas-vindas pelo Comandante do Navio Pietro Sinisi, e de seguida decorreram as apresentações a cargo de representantes da companhia de cruzeiros, assim como de seguida a cerimónia de Troca de Placas Comemorativas entre o comandante e as autoridades presentes. Após este evento, fez-se uma visita ao navio, o último da classe Meraviglia-Plus e o segundo da companhia a utilizar o LNG como combustível “amigo do ambiente”. O evento terminou com o almoço servido a bordo do MSC Euríbia.

 

Na cerimónia de abertura do evento, apresentaram os seus conteúdos Eduardo Cabrita (Director-Geral da MSC Cruzeiros em Portugal), mencionando as companhias que compõem o Grupo MSC, apresentou o MSC Euríbia e o facto deste navio ter sido o primeiro no mundo a fazer uma viagem movido somente a LNG. A silhueta deste navio foi desenhada por um artista alemão num concurso onde participaram pessoas de 59 países e representa a dedicação ao ambiente que a MSC Cruzeiros tem. Eduardo Cabrita salienta outros factores importantes que o navio tem relativamente à sustentabilidade e ainda as novidades que o navio trás de oferta de serviços para os seus viajantes de todas as idades.

 

Os itinerários do MSC Euríbia foram apresentados por Pedro Vasco, director comercial da MSC Cruzeiros em Portugal, referindo a oferta de viagens de sete dias no Mar do Norte na Europa durante este Inverno e a partir de Junho fica posicionado para fazer itinerários nos Fiordes da Noruega também de sete dias durante toda a temporada de Verão. No Inverno de 2024 e 2025 estará a fazer cruzeiros nos Emirados Árabes Unidos, no Dubai. Focou a campanha televisiva lançada havia uma semana e o reforço de navios no Mediterrâneo e Norte da Europa no Verão, assim como também nas Antilhas e Caraíbas com partidas de Miami e Nova Iorque. Há também um reforço nos cruzeiros com partida e chegada a Lisboa que começam em Abril, terminando em Novembro, totalizando 19 viagens sem o cliente ter que apanhar avião, numa experiência de 10 dias no Mediterrâneo.

 

Linden Coppell, Vice President Sustainability & ESG, fez uma apresentação de sustentabilidade relativa ao navio e à estratégia da MSC Cruzeiros com o seu compromisso com o ambiente em toda a operação. Foi abordada não só a temática da utilização do LNG como combustível, o uso da tecnologia Led, a importância de ter energia eléctrica ligada aos portos enquanto o navio está atracado (shore power), a gestão de resíduos entre muitos objectivos que a companhia tem trabalhado para implementar. Nem tudo é fácil, quando se depende de factores externos à empresa, como encontrar essas potencialidades nos destinos em que operam. A ambição é chegar às emissões zero em 2050 em toda a frota. Para isso a indústria no geral tem que caminhar para estes objectivos de substituição dos combustíveis marítimos tradicionais para os mais limpos. Outro aspecto é que os portos e operadores de combustíveis tenham disponíveis o LNG ou outros combustíveis que sejam mais eficientes ambientalmente. Por exemplo o MSC Euríbia é 44% ambientalmente mais eficiente comparado com outros navios construídos há 10 anos. A potencialidade de ligar a componente eléctrica ao porto (shore power) está a ser desenvolvida por vários portos ao longo da Europa, onde Lisboa está incluído, desse modo evita ter os motores ligados enquanto o navio está parado. Os navios da MSC que dispõem da navegação a LNG também o podem ter propulsão a Hidrogénio. O LNG é um combustível limpo, mas é de transição para outros melhores. Há também uma preocupação na actualização de toda a frota afim de ter uma eficiência cada vez maior, mesmo nos navios mais antigos. Algo em que a MSC Cruzeiros está a trabalhar também é com os operadores turísticos para que as excursões também sejam sustentáveis, é um paço importante para ter uma pegada ambiental mais reduzida na operação.

 

Nikos Mertzanidis- Clia Europe Director Government Affairs, Ports and Destinations, fez a sua apresentação reforçando que o ano 2022 foi um ano muito superior a 2019 na indústria de cruzeiros e houve um grande investimento na construção de navios em estaleiros europeus. A evolução de tráfego nos portos de Portugal está a correr bem, nomeadamente o Porto de Lisboa.  Não é só bom para a companhia de cruzeiros, mas também para a cidade, para os parceiros fornecedores que abastecem o navio de combustível, água e o impacto para toda a actividade económica envolvente. Falou ainda sobre a importância do relacionamento entre a companhia e os intervenientes locais com quem trabalham nos portos onde param. O tema da sustentabilidade também foi abordado por Nikos Mertzanidis, não só pelo ponto de vista da MSC Cruzeiros mas na globalidade da operação de Cruzeiros mundial em relação com os portos onde escalam, no seu investimento para acompanhar as necessidades dos novos navios. Introduziu também o trabalho que é feito pela companhia para definir rotas e destinos.

 

De seguida prosseguiu a Troca de Placas Comemorativas entre o Comandante Pietro Sinisi e as autoridades presentes.

 

Após este momento Eduardo Cabrita ainda falou com os jornalistas, seguiu-se a visita ao navio, terminando o evento a seguir ao almoço.

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 16 de abril de 2024 – 20:24:28

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...