12 anos ao serviço do Desporto em Portugal

50º aniversário do Grupo Recreativo de Santo António - Paio Pires

 O Concelho do Seixal, fundado por D. Maria II no dia 6 de Novembro de 1836 e com uma área de 95,50 km2, era até há bem  pouco tempo constituído por 6 freguesias  a saber: Corroios , Fernão Ferro , Amora , Seixal , Arrentela  e Aldeia de Paio Pires , sendo estas três últimas  agregadas numa só, em conformidade com a  legislação governamental . É precisamente numa destas freguesias , Paio Pires, que no dia 5 de Março de 1965, um grupo de "5 Magníficos " criar um local  onde os habitantes deste local pudessem conviver, pondo "as conversas" em dia  e praticando alguns poucos , sim , mas praticando,  o desporto de mesa como por exemplo , a sueca , o dominó , o ping-pong , o xadrês ,e outros . Isto porque naquele  tempo não havia a tanta oferta de manifestações artísticas , culturais e desportivas  que hoje é banalíssimo encontrar.

 

 
Se por um lado esta situação  afastou em parte  a  reunião entre gentes dos mais diversos estratos sociais ,também as  pôs ao corrente, e, muitas vezes em tempo real , a grande informação que o normal cidadão carecia.
 
 
E foi por aquela "carolice"  que o Grupo Recreativo de Sto. António  ( G.R:S,A. ) quis agora homenagear, ,  todo o empenho dado ao clube,por aqueles sócios ,que na altura eram pouco mais que meninos ,ou homens ainda sem barba, desde aquela longínqua data , faz agora meio século , organizando uma sessão solene e convidando dirigentes de autarquias , representantes de associações desportivas, culturais e sociais, e todos os que pudessem comparecer, sendo sócios de colectividade  ou não.
 
 
 
Abriu a Sessão Solene  o Presidente da assembleia geral do Clube,  Sr.Sabino , fazendo o historial do que foi e agora é o GRSA , saudando todos os presentes e lembrando os que" já nos deixaram" pedindo um minuto de silêncio, escrupulosamente cumprido, terminando com uma salva de palmas. 
 
 
O Presidente do Clube, Sr. Leonel  Encarnação,na sua alusão aos sócios, salientou a participação do GRSA na Seixalíada "que para nós foi um motivo de orgulho"  e gostaria de dizer que este bairro sem o GRSA, não tinha maneira de satisfazer as necessidades desportivas e culturais  da população local.
 
 
Outros oradores presentes  tiveram a possibilidade de manifestarem o reconhecimento a este clube , manifestando a sua colaboração  no crescimento desta Colectividade.
 
 
Após a realização da sessão solene foram atribuídas as medalhas e diplomas aos sócios com 25 e 50 anos de permanência no Clube .
 
 
 
O Bolo de Anos foi  saboreado no Salão de Festas  por todos os que quiseram dar o brilho com a sua presença nestas BODAS de OURO  do GRSA que muito possivelmente para alguns até é a sua primeira casa.
 
 
 
Entrevista a Leonel Encarnação, Presidente do Grupo Recreativo de Santo António
 

AMMA:-  Satisfeito pelos 50 anos do clube ?

Leonel Encarnação-  L.E. - Sem dúvida. O trabalho que é feito na prática e em teoria é a maior prova que se pode dar, e na colectividade , pequenina na dimensão mas muito grande na emoção,estou contentíssimo.

 

AMMA - Lembra-se dos primeiros tempos do Clube ?

L. E. - Não me lembro, por uma simples razão. Resido neste bairro há 28 anos ,e quando vim para aqui já esta colectividade existia.mas de imediato me inteirei do movimento da colectividade e comecei a frequentar e a ajudar de alguma forma  o GRSA e lógicamente fui convidado a integrar os Órgãos Sociais e, também lhe posso dar uma informação, que pode ser interessante  ou não , é que eu morava em Azeitão e já nos meus 16,17 anos comecei a integrar o movimento associativo numa colectividade que já é centenária, e ocupei o lugar de vice-presidente, portanto vim com alguma experiência de Direcção.

                                                                                                                           

AMMA - Num bairro como este é fácil angariar sócios ?

L.E - Vai dando. É um bairro um pouco envelhecido. A juventude que cá morava entretanto foram casando ,vão-se ausentando Têm desaparecido jovens, mas também vão aparecendo outros, isto porque vão tendo conhecimento dos desportos que possam aqui praticar, como o ténis de mesa , o snooker ,o futsal  e alguns mais.

 

AMMA - Quantos sócios tem o clube ,actualmente ?

L.E - À volta de 230

 

AMMA -  É fácil gerir esta "grande trabalhera"?                                                                                                                       

 L.E. - Como diria o alentejano; " grande trabalhera, compadri", mas como já aprendi da vida...nada se faz sem trabalho , e de facto quando as coisas acontecem depois do trabalho feito, sentimo-nos recompensados, como o que está a acontecer hoje ,por exemplo.A atracção das pessoas á colectividade, isto satisfaz-nos...

 

AMMA - O clube já precisava da ampliação das suas instalações ?

L.E. - Sim , nós estamos nessa expectativa , o Sr. Presidente da Câmara Municipal do Seixal assim o referiu, e já agora fica aqui o meu agradecimento  á Baía Tejo pela pela sua colaboração, e de facto se tivéssemos uma estrutura maior, adaptando aquilo que queremos fazer ,acreditem a sua publicação e o sr. que me está a entrevistar, conseguiríamos fazer muito mais..

 

AMMA -   O GRSA é um clube para ir sempre em frente ?

L.E. - Há situações na vida em que é proibido olhar para trás

 

Não deixe de ver as fotos deste evento na nossa Galeria
 
 
Texto e fotos:  José Carlos Pinto
 
 


 

terça-feira, 17 de outubro de 2017 – 03:58:31

Pesquisar

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...