13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Casa Benfica no Algueirão ganha “I Corta-mato Cidade Cacém/São Marcos”-Troféu Sintra a Correr

Começou no dia 1 de Março (domingo), a edição de 2015 do “Troféu Sintra a Correr”, quadro competitivo do atletismo pedestre, promovido pela Câmara Municipal de Sintra- Divisão da Juventude e Desporto, em colaboração com associações, clubes e juntas de freguesia aderentes à competição.

 

Casa Benfica em Algueirão-Mem Martins entra a ganhar no Troféu Sintra a Correr

 

Com duas vitórias nas edições de 2013, e 2014, a equipa representativa da Casa Benfica em Algueirão-Mem Martins entrou a ganhar com uma vitória nas equipas, batendo o Sporting Clube da Reboleira e Damaia (1.ª Extra Concelho), e o G.R.D. Manique de Cima que se apresentou no ervado do Centro Carlos Paredes, em São Marcos, muito forte em todos os escalões.

 

De salientar ainda o aparecimento do Sport União Colarense na prática da corrida, com muitos atletas jovens, muitos deles ligados ao triatlo dos bombeiros locais e ao desporto escolar.

 

Patricia Rivotti (Individual) domina corrida feminina

 

Patricia Rivotti, a mais forte no sector feminino. Vitória em F35...

 

A penúltima corrida do programa (4.500 metros) envolveu os escalões de seniores, F35, e F40, femininos, às quais de juntaram (se não bastassem já a quantidade de participantes), os M40/45/50/55/60.

 

E se a frente da corrida fosse naturalmente composta pelos homens mais experientes, casos de António Pinto (“Os Fixes”), as atenções viravam-se para o sector feminino, com a “Individual” Patrícia Rivotti (escalão F35) a fazer uma prova poderosa, liderando confortavelmente, embora a vitória, neste caso, fosse apenas para o seu escalão, uma vez que não havia por parte do regulamento (nem na atribuição de prémios) classificação absoluta para o sector, nem para a corrida.

 

Izabella Pires (CBAMM) conquista lugar mais alto em seniores

 

Izabella Pires vence corrida de seniores femininos-4.500 metros com forte presença masculina

 

Já por aqui tínhamos escrito que esta atleta que veste a camisola da Casa Benfica em Algueirão-Mem Martins-novata nas corridas de estrada-tinha potencial para progredir bastante, como de resto as suas presenças regulares nos pódios já indicava.

 

A correr em casa, já que reside na freguesia de São Marcos-Cacém, Izabella Pires aproveitou a oportunidade para brilhar e confirmar as suas qualidades de atleta, vencendo categoricamente a sua categoria, deixando a segunda classificada, Maria Navarro (Leião) a distância apreciável.

 

Nuno Carraça (URCA) mais forte na corrida masculina

 

O trio da liderança masculina. Nuno Carraça (URCA), Luis Barbosa e Hugo Sanchas, ambos do Benfica

 

A fechar o programa, entraram em acção, os juniores, seniores e M35 para enfrentarem 4.500 metros de um ervado já “castigado” com as várias provas da manhã. Poucos metros, após o tiro de partida, um trio passou para a liderança. O ainda júnior, Hugo Sanchas (Benfica), Ricardo Barbosa (Sub 23), e Nuno Carraça (União Recreativa e Cultural da Abrunheira (URCA), foram aumentando sempre o avanço relativamente à concorrência.

 

Na parte final da corrida, Nuno Carraça que esta época aparece com nível competitivo elevado, desenvencilhou-se da concorrência e chegou à meta isolado. Também, neste caso, apenas a vitória no seu escalão interessava e essa estava garantida desde os metros iniciais, desde que não se registasse contratempo de maior.

 

Organização deficiente e grande “rebaldaria” dentro da pista

 

Apresentada pela Associação Mente Traquina do Casal do Cotão, que em anos anteriores fechava o torneio (Setembro), a sua candidatura mereceu honras de abertura para 2015, e com o empenho da União de Freguesia de São Marcos-Cacém, a competição aparecia assim em alternativa aos muitos percursos em asfalto. Todavia, não correspondeu às expectativas da larga maioria dos concorrentes, avaliada pelos muitos comentários e desabafos, antes e depois das corridas. Foram apenas premiados os três melhores de casa escalão (medalhões), e os prémios colectivos (10 da geral) foram quase de presença para a maior fatia dos clubes pontuados.

 

Muitos atletas para uma pista por vezes estreita e acidentada

 

Acresce ainda o facto de nas três últimas corridas, o número de atletas em pista ultrapassava em muito os competidores. Muito por culpa dos próprios atletas incumpridores, que devem cumprir o regulamento e não entrar numa prova que não é deles, ajudar outros elementos da equipa (ou amigos/as), e ainda com o seu dorsal, complicando a tarefa de quem faz reportagem, uma vez que é necessário separar posteriormente quem corta a meta e quem se fica uns metros antes. Depois, os próprios juízes, e elementos do “staff” nas acções de controlo, deviam “expulsar” os “penetras” da pista, e neste caso foram coniventes com os infractores.

 

Uma última nota para a cerimónia de entrega de prémios e que teve a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Sintra, Rui Pereira, do vereador Eduardo Quinta Nova, do presidente da União de Freguesias do Cacém e São Marcos, Estrela Duarte, e de outros elementos do Executivo. Num espaço tão abrangente, não se percebe porque se colocou o pódio num lugar acanhado, com todos ao monte, com a confusão instalada na entrega dos troféus das equipas.

 

E já agora, só parte das classificações foram afixadas no local, não havendo possibilidade de conferência pelos interessados, nem tão pouco acesso aos números finais de clubes e participantes. Com três entidades envolvidas no processo (Câmara, UF, e Jesus Events), é de lamentar que esta crónica vá incompleta com as classificações,mesmo passadas muitas horas depois do fecho…) escrevendo-se num apelo constante à memória para que possa explanar com alguma clareza o que se passou em cada corrida, e na luta pelos melhores lugares nas várias classificações. Fica o desabafo…

 

Texto e fotos: Ventura Saraiva

 

Algumas classificações:

 

Seniores femininos

1.ª Izabella Pires, CBAMM

2.ª Maria Manavarro, GRCD Leião

3.ª Cláudia Emídio, AA Agualva

4.ª, Adriana Silva, GRD Manique Cima

5.ª Susana Fernandes, GC Queluz

 

Seniores masculinos

1.º Nuno Carraça, URCA

2.º Ricardo Barbosa, SL Benfica

3.º Ivo Fernandes, SCR Damaia

 

Geral Colectiva

1.ª Casa Benfica em Algueirão-Mem Martins

2.ª SC Reboleira e Damaia

3.ª GRD Manique de Cima

 

Periodicidade Diária

domingo, 26 de maio de 2019 – 19:48:18

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...