14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Campeonato da Europa RS:X 2012: João Rodrigues regressa ao Top-10

Foram ontem cumpridas mais duas regatas do Campeonato da Europa de RS:X que está ser discutido no Funchal. Os velejadores foram para a água por volta das 13h00 com o vento a soprar de Oeste com uma força de 10/12 nós. O percurso foi montado junto a terra, em frente ao molhe, o que permitiu ver a competição na Baía do Funchal.

Maksym Oberemko foi o vencedor da primeira regata do dia cuja largada foi dada depois de duas chamadas gerais (os velejadores estavam em cima da linha de largada). Na segunda competição foi necessário a Comissão de Regatas levantar a “Bandeira Preta” uma vez que foram várias largadas anuladas por muitos velejadores estarem a “queimar” a linha. Quando é içada esta bandeira significa que qualquer velejador que esteja em cima da linha é de imediato desclassificado. O velejador francês Julien Bontemps foi o vencedor da segunda regata.

Feitas as contas, e após oito regatas cumpridas, continua a liderar o velejador polaco Prsemslaw Miarcczynski com 25 pontos a quem ontem o dia não correu da melhor maneira: “Hoje não me correu nada bem. Tenho alguma dificuldade em andar com ventos fracos. Fiz boas largadas mas depois foi muito difícil manter a táctica entre os melhores concorrentes, não fiz as melhores escolhas, o vento forte é o ideal para mim. Acabei por me perder um pouco e consegui um 11.º e um 15.º lugar o que não foi nada bom”.

O velejador grego Byron Kokkalanis subiu uma posição ocupando agora o segundo lugar e o israelita Nimrod Mashiah desceu uma posição é agora terceiro.

No feminino, Marina Alabau continua a ser a melhor velejadora em prova depois da vitória na primeira regata do dia e de um segundo lugar na segunda regata, o que lhe confirma um acumulado de nove pontos, o primeiro lugar da classificação geral. “Foi mais um dia bom para mim, consigo andar com qualquer tipo de vento. Agora sinto-me já muito confortável uma vez que lidero o Europeu já com uma distância considerável. Estou muito feliz com este resultado”, afirmou a espanhola.

Imediatamente a seguir está a atleta finlandesa Tuuli Peteja que conta com 24 pontos e a terceira posição é ocupada pela israelita Maayan Davidovich com 26 pontos.

Quanto aos portugueses, João Rodrigues teve um bom dia de competição. O madeirense conseguiu largar sempre bem e cortou a linha na oitava e 10.ª posição, respectivamente, o que lhe garante o oitavo lugar da classificação da geral: “Estou muito satisfeito com os resultados de hoje. Foi um bom dia de regatas. Tive um percalço na rondagem da primeira bóia, fiquei com o arnês preso na rede da boia e estava a ver que não me conseguia soltar, passei muito perto. Depois na chegada vinha ainda com andamento e consegui passar o brasileiro e mesmo em cima da linha o polaco, tinha direito a espaço uma vez que estava entre ele e o barco do júri. São daqueles momentos com muita pressão, estou muito contente por estar no Top-10.

Quem também subiu alguns lugares foi Luís Rodrigues. O também madeirense soube aproveitar o vento mais fraco e fazer boas largadas: “Fiz duas boas largadas, é mais fácil com vento fraco, eu não tenho velocidade com esta prancha, por isso tenho que manter sempre atrás para ter vento limpo e hoje consegui estar bem. Quando o vento está muito forte, à popa ando bem mas à bolina tenho que me prender no cabo do trapézio porque não tenho força para aguentar. Hoje não foi preciso, porque eu tenho uma boa leitura do campo e das tácticas mas depois não tenho físico para aguentar. Hoje foi bom”, atirou o irmão de João Rodrigues que ocupa agora o lugar 47 entre 55 concorrentes.

O outro luso em prova, Pedro Moura, é 52.º na contagem à entrada para mais um dia de competição. Esta quarta feira, às 11 horas, deve ser dada a largada para a primeira regata do dia.  
 

Periodicidade Diária

terça-feira, 21 de janeiro de 2020 – 23:57:24

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...