18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Árbitro português na final da Champions

A cumprir 29 épocas como árbitro, Ricardo Ferreira, de 47 anos, vê reconhecido, uma vez mais, o seu trabalho pelas entidades que regulam o voleibol a nível internacional.
 
A Confederação Europeia de Voleibol (CEV) nomeou-o para a equipa de arbitragem – como 2.º árbitro – da (Super)Final da Liga dos Campeões 2023 – Masculinos, a disputar no dia 20 de Maio (20h30 locais) na cidade italiana de Turim entre as equipas polacas do Grupa Azoty Kedzierzyn-Kozle, actual bicampeã europeia, e o Jastrzebski Wegiel. O italiano Stefano Cesare será o 1.º árbitro e Ricardo Ferreira o 2.º árbitro.
Este jogo será antecedido pela Final de femininos (17h30 locais), disputada por duas equipas turcas, o VakifBank Istanbul, campeã em título, e Eczacibasi Dynavit Istanbul.
Os vencedores recebem 500 mil euros e os vencidos 250 mil…
 
“Esta  nomeação vem na sequência das boas prestações que tenho tido na Liga dos Campeões e nos Campeonatos da Europa. É um orgulho muito grande para mim poder representar o Voleibol nacional e a arbitragem portuguesa na Final da maior competição internacional de clubes. É mais uma prova do reconhecimento das entidades que regulam o voleibol a nível internacional pelo trabalho dos árbitros portugueses”, salienta Ricardo Ferreira, justificando: “No meu ponto de vista, a arbitragem nacional evoluiu imenso nos últimos anos. Tem havido um trabalho de proximidade e acompanhamento constante do Conselho de Arbitragem com os árbitros, que tem permitido fazer evoluir a arbitragem e possibilita termos mais árbitros capazes de arbitrarem os play-offs nacionais e, a nível internacional, chegarem a patamares de relevo“.
 
Para além do talento dos nossos árbitros, há uma série de factores que também têm contribuído para a evolução no sector:
“Tem sido muito importante o acrescento de tecnologia (boletim electrónico, tablet, sistema de comunicação e recentemente vídeo-árbitro) promovido pela Federação nas nossas competições em Portugal, o que nos permite, como árbitros, já estarmos bem familiarizados com as mesmas quando actuamos nos jogos internacionais. A verdade é que – e apesar de se calhar não ter a visibilidade que merecia na Comunicação Social –, nos últimos anos e a nível internacional temos tido árbitros portugueses nas meias-finais e finais da Taça CEV, nos quartos-de-final e meias-finais da Liga dos Campeões e, agora, a minha nomeação para a Final da Champions League, a competição mais importante do calendário europeu de clubes“.
 
Como alguns dos mais recentes momentos-altos de Ricardo Ferreira a nível internacional podemos referir: Quartos-de-final da Liga dos Campeões 2020/21 – Femininos; Quartos-de-final da Liga dos Campeões 2022/23 – Femininos; Final do Campeonato da Europa 2022 de Sub-23 Masculinos; Europeu de Seniores Femininos 2019 (oitavos-de-final) e Europeu de Seniores Masculinos 2021 (fase de grupos).
Ricardo Ferreira pertence à Associação de Voleibol do Porto (AVP), tendo iniciado a prática da modalidade no FC Porto e jogado Voleibol até aos 14 anos, tendo abraçado a arbitragem aos 18 anos.
 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 15 de abril de 2024 – 02:38:26

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...