12 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Liga Europeia

 


 

A Eslováquia deu hoje, em Matosinhos, um passo de gigante para se assenhorar do segundo lugar da Poule C da Liga Europeia, que poderá dar, eventualmente, um lugar de acesso à final, ao vencer, por 3-1 (25-21, 19-25, 25-19 e 25-20), a Selecção Nacional de Seniores Femininos.


Amanhã, as eslovacas defrontam (15h00) as suecas, enquanto Portugal vai enfrentar a Espanha (18h00), que já está apurada para a final da prova.

 

O primeiro set do Portugal x Eslováqui foi muito atípico, com a Eslováquia a ganhar vantagem (10-3), Portugal a recuperar (21-22), mas a equipa de Leste a triunfar após dois erros de Portugal na recepção e no ataque: 25-21.


Portugal entrou diferente no segundo set, criando uma vantagem preciosa (5-0), que tratou de prolongar no tempo (16-9), sobretudo através da acção do seu bloco. A reacção eslovaca, a explorar a deficiente recepção lusa, equilibrou as forças (17-19). Dois serviços directos de Juliana Rosas quebraram a resistência e um bloco de Aline Rodrigues fixou o resultado: 25-19. 


No terceiro set, a Eslováquia desfez uma igualdade (19-19) e construiu, com o serviço de Michaela Abrhamova, um triunfo precioso: 25-19.


Dois blocos de Neusa Neto, um de Julia Kavalenka e outro de Juliana Rosas voltaram a pôr Portugal na corrida (15-15), depois de uma desvantagem perigosa (9-15), mas a Eslováquia acertou o seu jogo (19-15) e a vitória voltou a sorrir-lhe: 25-20.

 

Julia Kavalenka, com 18 pontos, e Dominika Drobnakova, com 15, foram as melhores pontuadoras do jogo. 


Capitã Jaroslava Pencova: "Estamos muito contentes de ter somado os três pontos, pois sabíamos que iria ser difícil defrontar Portugal, que conta com o apoio do seu público e consegue fazer uma série de pontos seguidos, dificultando a nossa acção. Gostei da nossa reacção quando estávamos em dificuldade e é essa concentração que temos de ter amanhã, frente à Suécia. Somos mais fortes, mas a Suécia mostrou hoje que pode jogar muito bem".

 

António Guerra, Seleccionador de Portugal: "A Eslováquia tem duas «equipas»: uma mais forte nas manobras ofensivas e outra mais táctica e melhor na recepção. O seu treinador soube jogar com isso e quebrar a nossa reacção. Temos progredido bem como equipa e o jogo com a Espanha vai ser mais uma etapa nessa evolução, embora tudo vá depender do seis-base que elas apresentarem, já que o primeiro lugar do grupo é seu".

 

Suécia vence e Espanha apura-se para a final

 

A Suécia somou a primeira vitória na Poule C ao vencer, por 3-2 (15-25, 26-24, 21-25, 25-22 e 15-13), a Espanha, que não conseguiu manter a invencibilidade na prova mas que está já apurada para a final.


Depois de vencerem com facilidade o primeiro set, as espanholas fizeram algumas alterações no seu seis-base e, acusando muito nervosismo, as novas jogadoras não conseguiram contrariar o ascendente das suas adversárias, que voltaram a apoiar-se no poder ofensivo de Isabelle Haak – a jovem e excelente oposta voltou a ser a mais concretizadora, com 33 pontos –, e dos serviços de Dianna Lundvall.

 

Isabelle Haak, oposta da Suécia, rubricou o ponto da vitória: "Estou muito feliz. A equipa lutou muito até ao fim e mereceu esta vitória, que nos tinha fugido noutros jogos. Amanhã é um novo jogo, igualmente difícil, vamos voltar a dar tudo em campo".

 

Maria Segura, oposta de Espanha: "Começámos bem, mas, quando conseguimos vencer o segundo set e assegurámos a qualificação para a final, fizemos alterações na equipa, que se mostrou nervosa e não soube controlar o jogo e acabámos por perder um jogo que estava perfeitamente ao nosso alcance. Amanhã, vamos tentar fecha a nossa participação com mais uma vitória frente a Portugal, um adversário que luta muito, defende bem, com bom bloco, e que vai ter o apoio do seu público".

 

 


 

quinta-feira, 19 de outubro de 2017 – 23:55:11

Pesquisar

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...