14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Vestas 11th Hour Racing vence a regata In-Port de Gotemburgo, e o MAPFRE vence as In-Port Series

 

O Vestas 11th Hour Racing, de Charlie Enright, mostrou muita paciência e fez uma regata limpa, numa regata de trás para a frente hoje em Gotemburgo.

 

Mas foi o MAPFRE de Xabi Fernández ao conseguir o terceiro lugar, que garantiu a vitória na classificação final das In-Port Race Series, ficando 11 pontos à frente dos seus adversários mais próximos, o Dongfeng Race Team. 

 

Ainda com uma regata a ser disputada no porto em Haia, o MAPFRE não pode ser ultrapassada na classificação geral. 

 

“Era um dos nossos objectivos e estamos muito satisfeitos com este resultado", disse Fernández. “Hoje é um bom dia para nós. Tínhamos planeado fazer a nossa própria regata, mas no começo vimos que as coisas não a correr bem para nós, então decidimos segurar o Dongfeng e tentar terminar as In-Port Series agora. ”

 

Hoje as condições estavam ideais, com ventos entre 14 e 17 nós, de sul, o que proporcionava uma largada ao largo. Uma mudança do vento na segunda metade da regata transformou-a numa verdadeira popa/bolina durante o último terço da regata. 

 

O Brunel largou muito bem, vindo embalado de trás com um timming perfeito, cruzou a linha de largada com velocidade e totalmente ligado. 

 

Enquanto isso, o MAPFRE, de olho na tabela de classificação, ficou perto do Dongfeng Race Team, marcando-o cedo e seguindo-o. 

 

Na primeira marca, ambos tentaram forçar o seu caminho para cima do Turn the Tide on Plastic, apertando-o por dentro..

 

Mas enquanto o MAPFRE fez uma passagem limpa, o Dongfeng Race Team não tinha prioridade para empurrar o barco português para dentro e recebeu uma penalidade, o que os deixou na parte de trás da frota.

 

Na frente da regata, o Brunel estava desesperadamente a tentar segurar a sua vantagem inicial, mas uma má escolha na seleção das velas significou que passassem de primeiro para o sexto. 

 

O Vestas 11th Hour Racing e o AkzoNobel foram as equipas mais bem posicionadas para aproveitar o erro e conquistaram as as duas primeiras posições na última volta ao percurso, com a equipe de Charlie Enright acabado por vencer. 

 

“Largamos bem e tivemos uma hipótese", disse Enright. "Num dia como hoje, você nunca conseguirá acertar 100% no tempo da largada, mas a equipa que acertar ganha. Estamos felizes com o resultado. Toda as vezes que a pistola de partida dispara, é uma oportunidade de mostrar o nosso valor.” 

 

O segundo lugar da equipa de Simeon Tienpont, o AkzoNobel, colocou-os no pódio das In-Port Series, apenas dois pontos à frente do Brunel. 

 

Um quarto lugar, permitiu que o Turn the Tide on Plastic, de Dee Caffari, diminuísse a diferença para o SHK / Scallywag de David Witt para três pontos, antes da última In-Port em Haia, a 30 de junho.

 

Na quinta-feira, 21 de junho, começa a etapa final da Volvo Ocean Race, de Gotemburgo a Haia, a largada será às 14:00 (horário local) (12:00 UTC) com as três melhores classificadas empatadas na classificação geral. 

 

"Já estamos a pensar nisso", admitiu Fernández. "Sabíamos que seria tudo muito apertado, mas acho que ninguém pensou podia haver três barcos empatados, e quem vencer esta etapa, vence a prova!"

 

A corrida pelo título é entre o MAPFRE, o Team Brunel e o Dongfeng Race Team. Quem quer que entre eles termine a etapa de Haia à frente dos outros, vencerá a Volvo Ocean Race 2017-18. 

 

Este será o final mais dividido nos 45 anos de história da Volvo Ocean Race.

 

Classificação das In-port Series da Volvo Ocean Race

1.MAPFRE - 61 pontos - Virtual vencedor das In-Port Series

2.Dongfeng Race Team - 50 pontos

3. AkzoNobel - 45 pontos

4. Team Brunel - 43 pontos

5. Vestas 11th Hour Racing - 33 pontos

6. Sun Hung Kai / Scallywag - 24 pontos

7. Turn the Tide on Plastic - 21 pontos

 

Classificação Geral da Volvo Ocean Race após a 10ª etapa

1. MAPFRE - 65 pontos

2. Team Brunel - 65 pontos

3. Equipe de corrida de Dongfeng - 64 pontos *

4. equipe AkzoNobel - 53 pontos

5. Vestas 11th Hour Racing - 38 pontos

6. SHK / Scallywag - 30 pontos

7. Turn the Tide on Plastic - 29 pontos

 

* Um ponto adicional será concedido à equipa com o melhor tempo decorrido na conclusão da prova em Haia. Atualmente, o Dongfeng ganharia este ponto.

** Se houver um empate na classificação geral da prova no final das etapas, a classificação das In-Port Race Series será usada como factor de desempate.

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 19 de janeiro de 2020 – 08:01:59

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...