15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Gastão Elias junta-se a Nuno Borges e Tiago Cação na segunda ronda do M25 Vale do Lobo Open

 

 

Gastão Elias tornou-se, esta quarta-feira, no terceiro e último português a aceder à segunda ronda do quadro principal de singulares do Vale do Lobo Open, torneio internacional masculino de 25 mil dólares que a Premier Sports e a Federação Portuguesa de Ténis organizam na Vale do Lobo Tennis Academy, em Loulé.

 

No regresso ao circuito ITF três semanas depois de ter conquistado o título no torneio de 25 mil dólares da cidade do Porto, o ex-número 57 do ranking mundial (atualmente é o 441.º) somou uma vitória confortável sobre o suíço Raphael Baltensperger (880.º), com os parciais de 6-4 e 6-1.

 

Com a passagem à segunda ronda, Gastão Elias garantiu, desde logo, a presença de pelo menos um tenista português nos quartos de final, uma vez que na jornada de quarta-feira vai medir forças com Tiago Cação (536.º).

 

Nesta jornada também ficou conhecido o próximo adversário de Nuno Borges: será o italiano Raul Brancaccio (390.º), que derrotou o qualifier colombiano Nicolas Barrientos (786.º), por 6-4 e 6-4.

 

Ao contrário do que aconteceu na terça-feira, em que ficaram pelo caminho os cinco cabeças de série que entraram em ação, esta quarta-feira os favoritos avançaram todos: Viktor Galovic (primeiro e número 277.º mundial) derrotou Genaro Alberto Olivieri; Kacper Zuk (polaco que é o 285.º do ranking e segundo cabeça de série) passou por Sebastian Fanselow com 6-4 e 7-5; e Chun Hsin Tseng, que já foi número um mundial de juniores e é o 288.º ATP, derrotou Gianluigi Quinzi (top 150 há 18 meses) por 6-4 e 6-4.

 

Ainda em singulares, quem também se destacou foi o norte-americano Emilio Nava. Com 18 anos, a ex-estrela do circuito mundial de juniores (em 2019 jogou as finais do Australian Open e do US Open) superou o holandês Tim Van Rijthoven, com os parciais de 7-6(5) e 6-3, para juntar o nome ao grupo de apurados para a segunda ronda.

 

A fechar o dia, os wild cards Manuel Gonçalves e Hugo Maia não conseguiram contrariar o favoritismo dos terceiros cabeças de série, Jesper De Jong e Jelle Sels, e perderam por 6-0 e 6-3,

 

 

enquanto Nuno Borges e Francisco Cabral assinaram a única vitória portuguesa na variante, ao derrotarem os compatriotas Gonçalo Falcão e Luís Faria pelos parciais de 6-3 e 6-1.

 

Texto e Fotos: Gaspar Ribeiro Lança

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 5 de dezembro de 2020 – 15:24:34

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...