14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Pedro Sousa e Francisca Jorge são os primeiros cabeças de série na Figueira da Foz

 

O Circuito Sénior da Federação Portuguesa de Ténis não para e depois da Vale do Lobo Tennis Academy e do Lisboa Racket Centre chegou a vez do Tennis Club da Figueira da Foz acolher uma etapa. Esta segunda-feira começaram os primeiros encontros do “qualifying” e também foram sorteados os grupos dos quadros principais.

 

Número dois nacional e 110 ATP, Pedro Sousa é o primeiro cabeça de série do quadro masculino e está no Grupo 1, para o qual também foi sorteado Luís Faria, semifinalista na última semana, em Lisboa, e 817.º do mesmo “ranking”.

 

O Grupo 2 é encabeçado por Frederico Silva (193.º), o campeão da segunda etapa do Circuito Sénior FPT, a quem se juntou João Monteiro (937.º).

 

No Grupo 3, do qual sairá o adversário do vencedor do Grupo 2 nas meias-finais, ficaram Gastão Elias (terceiro cabeça de série fruto do 532.º posto mundial) e Nuno Borges (número 599 e campeão da primeira semana, na Vale do Lobo Tennis Academy).

 

Por último, o Grupo 4 é composto por Tiago Cação (547.º do "ranking" e quarto pré-designado) e Duarte Vale, que voltou a receber um “wild card” para disputar o quadro principal.

 

O elenco feminino volta a ser liderado pela tricampeã nacional absoluta, Francisca Jorge (579.ª), que ficou no Grupo 1 com a número dois do "ranking" FPT, Sara Neto.

 

No Grupo 2, duas tenistas que partilham o primeiro nome: Inês Murta (a número 645 WTA, que vem da final em Vale do Lobo e do título em Lisboa) e Inês Oliveira (1292.ª), que depois de ultrapassar dois "qualifyings" recebeu um convite.

 

O Grupo 3 juntou Maria Inês Fonte (912.ª) e Madalena Amil (número 3 do "ranking" nacional), enquanto o Grupo 4 volta a reunir Ana Filipa Santos (1141.ª) e Matilde Jorge (número 5 FPT), que se defrontaram nas últimas duas semanas.

 

À semelhança das etapas da Vale do Lobo Tennis Academy e do Lisboa Racket Centre, também o torneio que se joga no Tennis Club da Figueira da Foz distribui 15 mil euros em prémios monetários.

 

 

Vasco Costa, Presidente da Federação Portuguesa de Ténis, voltou a salientar a importância da criação do Circuito Sénior FPT: “Fizemos este circuito para que os nossos jogadores consigam adquirir ritmo competitivo e se preparem da melhor forma possível para a retoma da competição internacional. As condições estão ótimas, ao que tudo indica vai estar pouco vento na Figueira da Foz e estamos num cenário fantástico.

 

Pode-se dizer que esta é uma Volta a Portugal do ténis. Começámos no Sul do país, fomos até Lisboa, agora estamos aqui no Centro, na Figueira da Foz, e acabamos a Norte, com o Campeonato Nacional Absoluto no Porto, na próxima semana. A ideia foi precisamente passarmos por Portugal inteiro para promover o ténis, apesar de não haver público é importante estarmos nos clubes e as pessoas terem oportunidade de ver os melhores jogadores nacionais e foi por isso que para além da transmissão em streaming durante toda a semana também temos a transmissão em direto na Sport TV todas as semanas a partir de quinta-feira”, concluiu Vasco Costa.

 

Pedro Nunes, diretor da terceira etapa do Circuito Sénior, salientou a importância desta passagem pela localidade: “Para o Tennis Club da Figueira da Foz é um reconhecimento do trabalho que temos feito ao longo dos anos. Ter uma etapa destas a passar por cá é fenomenal e espero que o tempo nos ajude para que possamos assistir a grandes encontros entre alguns dos melhores jogadores a nível nacional.

 

Texto - Gaspar Ribeiro Lança

Foto - Beatriz Ruivo

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 8 de agosto de 2020 – 21:10:42

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...