13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Gilles Simon no Millennium Estoril Open

 

A 3Love, organização responsável pelo Millennium Estoril Open, revelou nesta segunda-feira o terceiro tenista do elenco que irá protagonizar o único evento português inserido no calendário do ATP World Tour: Gilles Simon, francês atualmente classificado no 19º posto da hierarquia mundial, junta-se ao jovem australiano Nick Kyrgios e ao português João Sousa, tornando-se no primeiro tenista do top 20 mundial anunciado para a segunda edição da prova que se realiza no Clube de Ténis do Estoril, entre 23 de Abril e 1 de Maio.

 

Estou muito motivado para conhecer e jogar no novo clube onde se realiza o torneio, no coração do Estoril, e do qual me falaram bem”, afirma Gilles Simon. “O Hotel Cascais Miragem é considerado um dos melhores do circuito e tenho excelentes recordações da gastronomia, da hospitalidade e dos adeptos na minha anterior passagem por Portugal” (nota: o Hotel Cascais Miragem é o hotel oficial da segunda edição do Millennium Estoril Open).

 

Gilles Simoné um experiente jogador com credenciais de top 10 mundial (já foi 6º da hierarquia) que conta no seu currículo com triunfos sobre todos os melhores tenistas da última década e meia, incluindo Roger Federer, Rafael Nadal, Novak Djokovic, Andy Murray e Stan Wawrinka. No recente Open da Austrália, foi mesmo o único a contrariar a clara hegemonia de Novak Djokovic – levando o número um mundial ao limite nos oitavos-de-final e sucumbindo apenas por 6-3, 6-7, 6-4, 4-6, 6-3, ao cabo de 4h32m de jogo.

 

´Trata-se de um tenista de características muito especiais que temos acompanhado há algum tempo; é considerado um dos cérebros do circuito e afirma-se como um líder de opinião no seio dos jogadores”, comentou João Zilhão, director do torneio. “Essa capacidade analítica tem correspondência num court de ténis e ainda recentemente, no Open da Austrália, vimos como as suas qualidades de estratega lhe permitiram tornar-se no único a conseguir contrariar a absoluta superioridade de Novak Djokovic nos últimos tempos”.

 

‘Gilou’tem um estilo de jogo todo-o-terreno que lhe permite alcançar bons resultados em todo o tipo de pisos e é conhecido pelas suas qualidades de contra-atacante, mas também sabe optar por uma toada mais declaradamente ofensiva quando necessário – a prova disso são os 50 (!) winners que conseguiu num memorável duelo com Rafael Nadal na edição de 2014 do Masters 1000 de Roma, na lenta terra batida e diante do melhor tenista de todos os tempos nessa superfície.

 

Aos 31 anos, o jogador de Nice é um dos celebrados Quatro Mosqueteiros do ténis francês – integrando regularmente a selecção tricolor da Taça Davis juntamente com os seus amigos Jo-Wilfried Tsonga, Gael Monfils e Richard Gsquet. Tem um ténis camaleónico que se adapta ao adversário e ao tipo de court; como era franzino quando era jovem, inspirou-se em Michael Chang porque lhe “mostrou que não é preciso ser-se alto para se ser um grande tenista”. Mesmo assim, Gilles Simon ultrapassou claramente a estatura do campeão sino-americano, já que apresenta 1,83m de altura.

 

Será a segunda vez que ‘Gilou’ compete em Portugal, após ter participado na edição de 2009 do anterior evento luso do ATP World Tour – ostentava então o estatuto de primeiro cabeça-de-série (era número oito mundial na altura) do torneio jogado no Estádio Nacional, derrotando Robert Kendrick e Fabio Fognini para ser depois surpreendido pelo espanhol Albert Montañes (o futuro campeão) num épico duelo dos quartos-de-final, realizado no Centralito e no qual chegou a dispor de match-point.

 

Gilles Simonconta com 12 títulos em 18 finais do ATP World Tour no seu currículo e tem-se notabilizado por não ceder ao politicamente correcto, nunca virando a cara na discussão de temas polémicos relacionados com a gestão do circuito profissional.

 

Nick Kyrgios ganha título e salta no ranking

 

Nó passado fim-de-semana e em solo francês, Nick Kyrgios ganhou o seu primeiro título na sua segunda final jogada no ATP World Tour. Perdeu para Richard Gasquet no encontro decisivo da primeira edição do Millennium Estoril Open há 10 meses e agora em Marselha não só ‘vingou’ esse desaire ao bater o gaulês nos quartos-de-final (acabando com um jogo de serviço perfeito: quatro ases consecutivos!) como ergueu o troféu sem ceder qualquer set nos cinco encontros que o conduziram ao título.

 

O sucesso em Marselha, abrilhantado por triunfos sobre dois top 10 mundial,  permitiu ao jovem australiano saltar da 41ª para a 33ª posição da hierarquia mundial.  Em que lugar chegará ele ao Estoril?

 

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 23 de maio de 2019 – 03:00:50

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...