14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Liga Moche - Sumol Porto Pro: Frederico Morais e Teresa Bonvalot em destaque no segundo dia

O segundo dia do Sumol Porto Pro, terceira etapa da Liga MOCHE 2015, arrancou hoje pelas 9h, novamente na praia de Leça da Palmeira, devido à inexistência de ondas na Praia Internacional, palco principal da competição.

 

Foi um dia cheio para os melhores surfistas nacionais, com a finalização da primeira fase masculina, a realização da segunda e terceira fases e ainda dos quartos de final masculinos e femininos.

 

Muita competição e muitas surpresas, com as eliminações logo no segundo round de Eduardo Fernandes (semi-finalista nesta etapa em 2013), do algarvio Miguel Mouzinho ou de Tomás Fernandes (Top 5 nacional e terceiro classificado na etapa anterior).

 

Mas foi na terceira fase que aconteceram as maiores surpresas da prova, com heats muitíssimo disputados e resultados inesperados. Na segunda bateria, considerada por muitos uma autêntica “final antecipada”, o tri-campeão nacional Vasco Ribeiro (finalista nesta etapa nos últimos três anos) e o maior destaque do primeiro dia, Pedro Henrique, não conseguiram bater o bom momento de forma e a “atitude guerreira” de Miguel Blanco e Filipe Jervis, acabando eliminados do Sumol Porto Pro 2015. Blanco e Jervis, com muito bom surf e alguns aéreos bem afinados, mantêm-se em prova, enfrentando-se homem-a-homem amanhã, nas meias finais.

 

Ainda na terceira fase, Frederico Morais conseguiu igualar a melhor nota da prova (9,25 pontos em 10 possíveis), fazer a segunda melhor (8,5 pontos, também conseguidos por José Ferreira e Teresa Bonvalot) e terminar a sua bateria com o maior score total da etapa até agora – 17,75 pontos em 20 possíveis.

 

Na mesma bateria ficaram fora de prova Nicolau Von Rupp (devido a uma interferência de remada) e João Guedes (surfista local e campeão nacional em 2009), batidos por Frederico e pela jovem promessa local João André, de 17 anos, que assim chegou aos quartos de final homem-a-homem de uma etapa da Liga MOCHE pela primeira vez na sua carreira, na primeira etapa em que participa este ano.

 

A par de Guedes, Nicolau, Henrique e Vasco ficaram ainda no terceiro round João Kopke, Edgar Nozes e os algarvios Luca Guichard e Francisco Duarte, que tinham mostrado bom surf na fase anterior.

 

Além de Morais e Jervis, vitória nas suas respectivas baterias para o tetra-campeão nacional Ruben Gonzalez e para o júnior Guilherme Fonseca, cada vez mais determinado em atacar o Top 10 do ranking nacional.

 

Guilherme viria a perder nos quartos de final, em quinto lugar, depois de uma bateria muito disputada com Miguel Blanco, que acabou por levar a melhor por menos de meio ponto. Ex-aequo com Fonseca (que igualou o seu melhor resultado de sempre na Liga MOCHE), ficaram ainda José Ferreira (eliminado por um inspiradíssimo Filipe Jervis, que nesta bateria fez quatro ondas consecutivas acima dos 7,5 pontos!), bem como os surpreendentes Pedro Coelho e João André (eliminados respectivamente por Frederico Morais e Ruben Gonzalez), que fizeram os seus melhores resultados de sempre na Liga MOCHE.

 

Na prova feminina realizaram-se os quartos de final, com destaque para a campeã nacional, Teresa Bonvalot, que conseguiu a maior pontuação do dia (14,75 pontos em 20 possíveis), vencendo claramente a sua bateria, assim como as suas principais adversárias, Carina Duarte, Camilla Kemp e Ana Sarmento.

 

Amanhã o Sumol Porto Pro terá o seu call às 9h, na Praia Internacional, para a realização das meias finais e finais masculina e feminina, apenas com uma certeza – independentemente do resultado, Frederico Morais é já o novo líder da corrida ao título nacional masculino deste ano.

 

Ao nível dos troféus paralelos, o Sumol Porto Pro, terceira etapa da Liga MOCHE 2015, que distribui mais de 70.000€ de premiação aos surfistase decorre até amanhã, contará ainda com a Renault Expression Session, um espectáculo à parte em que só a melhor manobra interessa para a vitória, sendo atribuídos, nas cinco etapas, 2.500€ anuais aos seus vencedores.

 

Também em disputa nesta terceira etapa esteve o Ramirez Junior Award, um troféu que premeia os melhores juniores da Liga MOCHE com 2.500€ anuais e que conta com objetivos intercalados ao longo das cinco etapas mas que, no caso específico do Porto, teve o seu foco nos surfistas Sub-16 masculinos. O luso-germânico Dylan Groen, de 14 anos, foi o vencedor desta vez, com um 17º lugar no Sumol Porto Pro.

 

Para além da competição entre os melhores surfistas nacionais, o último dia do Sumol Porto Pro conta ainda com algumas actividades paralelas, conforme o horário abaixo**:

 

Domingo, 24 de Maio

 

9h – Call do Sumol Porto Pro

11h – Aula de Surf MOCHE 

12h – Renault Expression Session 

13h – Finais do Sumol Porto Pro 

15h – Cerimónia de entrega de prémios do Sumol Porto Pro

 

**horários sujeitos a alterações

 

Todas as etapas da Liga MOCHE têm transmissão em direto no MEO Kanal 202020; pela internet, em www.liga.moche.pt; na app mobile Surf MOCHE, bem como na RTP e n’A Bola TV, através de resumos dedicados.

 

O Sumol Porto Pro é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MOCHE, Sumol, Allianz Seguros, Renault, Ramirez, Red Bull, o apoio local do Município do Porto, os parceiros oficiais RTP, GO-S.TV e Puro Feeling, bem como os media partners Mega Hits, A Bola, Surf Portugal, ONFIRE e Beachcam, contando também com oapoio técnico da Federação Portuguesa de Surf.

Periodicidade Diária

quinta-feira, 17 de outubro de 2019 – 13:55:37

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...