15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Red Bull Cliff Diving World Series: Campeões muito acima em Itália - Açores é o próximo destino do circuito mundial

 

No regresso do Red Bull Cliff Diving World Series a uma das “Mecas” da modalidade, os campeões voltaram a mostrar no último fim de semana (1 e 2 de junho) níveis de concentração e técnica muito acima da concorrência. Iffland conquistou um hat trick e Hunt subiu ao pódio com uma margem de conforto face aos seus rivais. Agora é altura de preparar o regresso ao grande clássico do calendário – com encontro marcado nos Açores a 22 de junho.

 

Com temperaturas primaveris ainda pouco convidativas para ir a banhos, a terceira etapa deste ano do Red Bull Cliff Diving World Series visitou no último fim de semana (dias 1 e 2 de junho) a pitoresca vila italiana de Polignano a Mare. Mesmo sem tempo de praia, foram mais de 60 mil os espectadores que marcaram presença nesta etapa, criando uma moldura humana que constituiu uma motivação adicional para os 23 saltadores de 14 países que desafiaram as leis da gravidade a velocidades próximas dos 100 quilómetros por hora.

 

A australiana Rhiannan Iffland voltou a fazer história, acrescentado ao seu já expressivo currículo a décima quarta vitória no circuito, em vinte etapas realizadas. Além disso, alcançou um simbólico duplo hat trick, com três vitórias em três anos de competição em Itália, e três vitórias consecutivas nesta temporada. “Estou muito feliz com este resultado, mas também consciente de que todas as minhas adversárias aqui presentes têm capacidade de chegar ao pódio. A grande diferença está na consistência que tenho conseguido manter”, explicou depois de subir ao pódio. Uma nota de destaque também para a prestação da wildcard colombiana Maria Paula Quintero, de apenas 18 anos, que conseguiu aqui o seu melhor resultado de sempre – o segundo lugar à frente da bielorussa Yana Nestsiarava.

 

O britânico Gary Hunt também teve motivos para sorrir, uma vez que venceu deixando a concorrência a uma distância confortável: “A competição foi muito dura e eu senti-me bem em cada salto, tinha a certeza que a vitória estava ao alcance e assim foi. Ainda assim, penso que a fasquia está a subir, com os meus adversários a apostarem em saltos mais complicados que acabaram por não render”.

 

Agora é já altura de preparar o regresso aos Açores, previsto para o próximo dia 22, no cenário de sempre: o ilhéu de Vila Franca do Campo, na Ilha de São Miguel.

 

CALENDÁRIO

13 abril | Palawaan, FILIPINAS

12 maio | Dublin, IRLANDA

2 junho | Polignano a Mare, ITÁLIA

22 junho | S. Miguel, Açores, PORTUGAL

14 julho | Beirute, LÍBANO

24 agosto | Mostar, BÓSNIA E HERZEGOVINA

14 setembro | Bilbau, ESPANHA

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL \ APÓS 3 ETAPAS

 

MASCULINOS

1º Gary Hunt GBR | 400 pontos

2º Andy Jones EUA | 220 pts

3º Kris Kolanus POL | 200 pts

4º Jonathan Paredes MEX | 190 pts

5º Michal Navratil CZE | 170 pts

 

FEMININOS

1º Rhiannan Iffland AUS | 400 pontos

2º Yana Nestsiarava BLR | 290 pts

3º Lysanne Richard CAN | 240 pts

4º Jessica Macauly GBR | 200 pts

5º Maria Paula Quintere COL | 160 pts

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021 – 07:58:42

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...