13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Red Bull Reconquista: Competição inédita no Forte de São Bruno, em Caxias

ORGULHO NACIONAL NA HORA DA RECONQUISTA

 

Foi com uma impressionante fluidez de movimentos que se processou uma inédita tomada do Forte de São Bruno, em Caxias. Os “invasores” vieram de 5 países para dar corpo ao Red Bull Reconquista, a primeira competição de Parkour disputada em Portugal. Depois de uma intensa batalha entre muros, a vitória acabou por encher de orgulho os atletas da casa - com António Santos a superar o espanhol Pedro Leon numa emocionante final.

 

Foi já considerado um dos desportos com maior crescimento da actualidade. Outros preferem falar de algo com uma filosofia muito própria que está mais próxima das artes marciais. Opiniões à parte, o Parkour veio para ficar e começa já a ter uma expressão de qualidade no nosso país. Quem assistiu no último fim-de-semana à primeira edição do Red Bull Reconquista teve o privilégiode constatar isso mesmo, assistindo de perto a uma competição com características inéditas que coroou uma das revelações portuguesas do desporto nascido em França na década de 1990.

 

Mostrando muita confiança e uma maturidade bem acima dos seus 19 anos, António Santos não se intimidou com a presença de atletas mais experientes vindos de Espanha, Alemanha, Áustria e Suíça. O Campeão Nacional de Ginástica de Mini-trampolins(2009) destacou-se na grande final frente ao galego Pedro Leon, deixando o público em êxtase com uma sucessão de manobras plenas de fluidez e originalidade; “Sinceramente ainda nem acredito que ganhei, pois esta é a minhaprimeira competição de Parkour. Quando decidi entrar achava que seria bom chegar aos quartos de final, nunca pensei que podia vencer. Este é um momento único que me alimenta um sonho – ser um dia profissional deste desporto.” Natural do Carregado, o Campeão do Red Bull Reconquista deu os primeiros passos na modalidade há cinco anos inspirado por vídeos do You Tube. Reconhece que a ginástica deu uma ajuda, sobretudo no domínio da “técnica e orientação espacial”, mas atribui o seu sucesso acima de tudo ao treino intenso. Agora está de partida para a Noruega onde vai participar em demonstrações de Parkour, quem sabe num primeiro passo rumo ao desejado profissionalismo.

 

Entre os 17atletas participantes, PamelaFoster destacou-se por ser a única mulher em competição. Embora não tenha passado da primeira ronda, a austríaca de 27 anos deixou uma mensagem de incentivo à participação feminina: “Este desporto é fantástico e é uma forma única de libertar o stress do dia-a-dia. Quando comecei há cinco anos era rara a mulher que o fazia, mas hoje o número de praticantes não pára de crescer - estou certa que o mesmo acontecerá aqui em Portugal”.

 

Com partida de uma das torres do Forte de São Bruno, o Red Bull Reconquista desenvolveu-se depois de uma primeira triagem num sistema de batalhas “man-on-man”. Durante um minuto os atletas deram o seu melhor perante o olhar atento de um júri de especialistas que avaliou a fluidez, criatividade, dificuldade e execução dos movimentos.

 

Luís Alkmim, atleta que no ano passado se classificou em 5º lugar no Red Bull Art of Motion na ilha grega de Santorini (a mais importante competição mundial da especialidade), foi o grande mentor desta iniciativa e fez no final um balanço positivo da jornada de Caxias: “Trabalhámos muito nestes últimos dias para isto ser possível, mas valeu a pena. É com exemplos destes que podemos ajudar à divulgação e ao crescimento do Parkour, que mais do que uma competição é uma filosofia de vida”.

 

As origens do Parkour remetem-nos para França e para a década de 1990, quando David Belle - bebendo as mais diversas influências - criou as bases que viriam a dar origem a um desporto também conhecido como Freerunning. Embora também se pratique na natureza, as paisagens urbanas têm sido o cenário ideal para a proliferação da modalidade, cuja expressão é nos dias de hoje planetária.Habilidade,resistência,coordenação motora,força e muita criatividade são algumasdas qualidades exigidas.

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

1º António Santos (PORTUGAL)

2º Pedro Leon (ESPANHA)

3º Jesse Peveril (SUÍÇA)

 

Atletas participantes:

Portugal: Luis Alkmim, Sergio Bodker-Lund, António Santos, Phelip Cores Soares, Leonardo Domingos, Angêlo Miguel, Cristovão Santos e Gustavo André.

 

Suíça:Jesse Peveril, Kevin Hediger, Kevin Fluri

 

Espanha: Guilhermo Shobu, Pedro Leon, Brian Lopez, Defo Marc Lloret, Oscar Sanchez, Aral Roca, Miguel Espada, Jose Llanos

 

Alemanha: Marc Busch, Amadei Weiland

 

Áustria: Michael Mölschl, Pamela Foster

 


Júri: Kie Willis (Grã-Bretanha), Tim Shieff (Grã-Bretanha), Hilário Freire (Portugal)


Speaker: Nico Wlcek – Director Desportivo do Red Bull Art of Motion (Áustria)


Dj: Stereossauro

 

Créditos fotográficos:Paulo Calisto | Red Bull Contentpool

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 21 de julho de 2019 – 18:01:14

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...