14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Águas Abertas - Angélica André 5.ª e Rafael Gil 6.º nos 10 km da FINA Marathon Swimming World Series - Setúbal 2019

 

Angélica André foi 5.ª classificada na prova feminina e Rafael Gil em 6.º em masculinos dos 10 km do FINA Marathon Swimming World Series - Setúbal 2019.

 

A nadadora portuguesa fez um ‘sprinte’ fantástico para terminar com 1.41,19 horas o mesmo tempo da quarta classificada a italiana Arianna Bridi. Numa parte final emocionante entre seis nadadoras, a vitória foi para a brasileira Ana Marcela Cunha com 1.41,12, o mesmo tempo da segunda classificada a italiana Rachela Bruni. O pódio ficou completo com a equatoriana Samantha Arevalo (1.41,18).

 

De referir o 19.º lugar de Cátia Agostinho (1.48,06), o 21.º de Mariana Mendes (1.48,21).

 

Na prova masculina, Rafael Gil seguiu sempre no grupo da frente para na parte final terminar em 6.º lugar a 37 segundos do vencedor, o japonês Yohsuke Miyamoto (1.34,44), que garantiu a vitória ao bater sobre a meta o alemão Andreas Waschburger por um segundo. O terceiro e quarto lugar foram para os argentinos Alejandro Moreno (1.34,48) e Guillermo Bertola (1.34,51, respetivamente.

 

De destacar o 13.º do jovem Tiago Campos (1.36,30), o 14.º de Dany Caillé (1.37,57), o 17.º de José Diogo (1.41,00).

 

Rafael Gil:Gostei da minha prova que me motiva para poder ambicionar ir mais longe nas águas abertas. Procurei não me desgastar nas primeiras voltas para seguir no grupo. Fiz um abastecimento forte ao 4 km para tentar aguentar o mais tempo possível na frente. É uma boa indicação o Mundial. Já nadei quatro vezes no Sado e é sempre diferente, tanto nas correntes como no percurso.”

 

Angélica André: “Correu bem. Apesar de ambicionar sempre mais. Foi uma prova muito tática com um grupo muito forte na frente. Igualei o quinto lugar com um ‘sprinte’ final muito forte que me permite sonhar com resultados melhores as próximas competições.”

 

Ana Marcela Cunha: “Não era bem a tática que tinha pensado. Forcei o ritmo e senti que tinha apenas uma adversária comigo. Há muito que não vencia com um ‘sprinte’ final e aina por cima à frente da Rachela Bruni que é muito rápida a terminar, o que me permite pensar que estou mais forte.”

 

Yohsuke Miyamoto:“esta é a minha primeira vitória em Taças do Mundo. Estou muito feliz. Foi uma prova muito dura que me obrigou a dar tudo para vencer, mas gostei muito de nadar aqui apesar da temperatura da água.”

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 4 de junho de 2020 – 07:42:08

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...