14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Alexis Santos: “Depois do bronze Europeu sonho com uma final olímpica”

 

 

Alexis Santos foi hoje recebido no Aeroporto de Lisboa por familiares, colegas de clube e amigos que partilharam a alegria do medalha de bronze nos Europeus de natação que decorreu em Londres de 16 a 22 de maio.

 

A medalha vai para todos os que acreditaram em mim e me apoiaram: o meu treinador, familiares, amigos, o Sporting”, começou por dizer o nadador que assumiu “sonhar com uma final” nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016.

 

O nadador português de 24 anos faz uma referência especial a Diogo Carvalho, quinto classificado na final dos 200 estilos. “O Diogo é uma referência especial para mim. Quando comecei a nadar ele já um nadador de nível. Esta medalha é também muito por culpa dele, porque juntos conseguimos elevar o nível das competições em que participamos”, confessa o nadador do Sporting.

 

Alexis Santos projeta já a sua participação nos Jogos do Rio de janeiro para os quais já garantiu a presença assim como o seu “amigo” Diogo Carvalho. “Vou competir nos 200 e 400 estilos. Nos 400 poderei melhorar. Vou treinar para as duas distâncias onde pretendo entrar nos 16 primeiros classificados. O objetivo é chegar em boa forma como no Europeu e bater o recorde pessoal. Sei que posso fazer melhor: sonho com uma final”, antevê o pupilo de Carlos Cruchinho.

 

O treinador do sportinguista considera esta medalha “um sonho” concretizado. “O Alexis apresentou-se neste Europeu bem preparado. Muito motivado. Ele adora a natação e treina bem porque gosta. A sua marca de referência era a 14.ª entre os inscritos nos 200 estilos. Sabíamos que poderíamos ter aqui uma oportunidade para chegar ao pódio. O Alexis soube aproveitar essa oportunidade. Sabia que isso poderia acontecer caso competisse ao sue nível como se verificou ao bater o recorde pessoal”, revela o treinador que projeta o futuro do seu nadador: “A motivação é dada pelo sucesso. Vamos continuar a trabalhar para mantermos e melhorarmos este nível competitivo. Mas nos Jogos Olímpicos é completamente diferente. Ele agora está muito bem referenciado.

 

Carlos Cruchinho considera ainda que este resultado pode ser um referencial para os mais novos. “Gostava que os mais jovens nadadores acreditassem que é possível; que com treino e dedicação é possível chegar aos bons resultados; que os treinadores acreditassem no seu trabalho. que os clubes e a federação continuassem a dar o seu contributo para a melhoria dos resultados na natação”.

 

Recorde-se que ao conquistar a medalha de bronze nos 200 estilos, Alexis Santos protagonizou um dia histórico para a natação portuguesa. Desde 1985  que um nadador português não trazia uma medalha de Europeus de piscina longa (50 metros). Em Londres, o nadador do Sporting, de 24 anos, completou a prova em 1:59.76 minutos, novo máximo pessoal, apenas atrás do grego Andreas Vazaios, que liderou desde início (1:58.18) e do israelita Gal Nevo, que recuperou várias posições na segunda metade da prova (1:59.69). Diogo Carvalho (atleta do Galitos, de 28 anos) chegou aos 150 metros na segunda posição mas acabou fora do pódio, em 5.º lugar (2:00.29).

 

Antes de Alexis Santos, apenas Alexandre Yokochi - prata nos 200 metros bruços em Sofia 1985 - tinha conquistado uma medalha para Portugal em Europeus de piscina longa.

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 22 de agosto de 2019 – 02:51:38

Pesquisar

 

20 de agosto

2005 - 2019, são 14 anos


- quase 3 milhões de fotos

de cerca de 60 desportos diferentes

 

- aproximadamente 46.000 notícias

de cerca de 225 desportos diferentes

 

- e muito mais
 

tudo

Ao Serviço do Desporto em Portugal

Obrigado aos nossos leitores!

 

 

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...