Boas Festas

12 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Gonçalves procurou vitória no recomeço do Dakar 2017

 

 

Piloto português foi o segundo mais rápido na sétima etapa e ganhou tempo ao líder da classificação geral, sendo agora 8.º classificado.

 

Paulo Gonçalves retomou ontem as boas prestações na edição de 2017 do Rali Dakar, depois da caravana ter enfrentado o tradicional dia de descanso na cidade boliviana de La Paz. O piloto português liderou o pelotão, chegou a liderar a etapa mas viria a ser o segundo mais rápido no fecho das contas do dia.

 

A sétima etapa da prova, que ontem sofreu alterações de percurso devido às más condições climatéricas que continuam a atacar a Bolívia, disputou-se entre La Paz e Uyuni, com uma “especial” cronometrada encurtada para 161 quilómetros de distância. Paulo Gonçalves por pouco não foi o grande vencedor do dia, no entanto, o piloto português da equipa oficial Honda voltou a registar mais um lugar dentro do pódio final, tendo sido o segundo mais rápido, a 1min44s do vencedor e colega de equipa Ricky Brabec.

 

Na classificação geral, Gonçalves sobe ao 8.º posto e continua a procurar redimir os estragos causados por uma falha da equipa que lhe valeu uma penalização de uma hora, hipotecando os objetivos com que partiu para a prova. O piloto de Esposende dista agora 1h05min22s do líder Sam Sunderland e pouco mais de meia hora da conquista de um lugar no pódio final.

 

A oitava etapa, dando continuidade à etapa maratona onde os pilotos serão os seus próprios mecânicos durante a noite no bivouac de Uyuni, leva a caravana até Salta com uma “crono” prevista na ordem dos 492 quilómetros.

 

Paulo Gonçalves: Etapa não muito longa mas com muita dificuldade, havia muita navegação particularmente até ao quilómetro 100, tentei atacar mas sempre seguindo o road-book e o cap porque era extremamente importante. Acabei por apanhar o Sam [Sunderland] ao quilómetro 60 sensivelmente, depois rodámos quase sempre juntos. Achei que a malta de trás nos ia ganhar tempo, mas pelo menos os que partiram atrás de nós isso não aconteceu. Estou satisfeito, é etapa maratona, é importante chegar sem nenhum tipo de problemas, a mota é só reabastecer e está pronta para amanhã. Em relação à corrida vou tentar dar o máximo todos os dias para recuperar da penalização de uma hora que sofremos, e é isso, estamos na luta!

 

 


 

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017 – 13:30:49

Pesquisar

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...