18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

CNMX Jogos Santa Casa Arranque positivo no Granho

Com mais de uma centena de pilotos no paddock com corridas bem animadas começou no passado Domingo a temporada 2023 do campeonato nacional de motocross. Com pouco menos de 1500 metros de perímetro a pista do Granho no Ribatejo contou com forte adesão popular que assistiu a oito excelentes corridas divididas pelas quatro classes em competição, MX1, MX2, MX 85 e MX 65. De regresso ao formato de duas mangas por classe o dia de corridas foi por isso longo e bem recheado de bons momentos de motocross.
MX1
Foram 31 os pilotos que trouxram até aos 1450 metros do traçado ribatejano e logo na primeira manga ficou claro que Paulo Alberto era o grande candidato a vencer. Líder em todas as 17 voltas realizadas Alberto foi o primeiro a receber a bandeira de xadrêz com mais de oitenta segundos de vantagem sobre Bruno Charrua, segundo em pista desde a sexta volta depois de ter ultrapassado Joel Anton, o ocupante do degrau mais baixo do pódio. A quarta posição foi para André Sérgio que bateu Hugo Santos.
 
Na segunda manga Paulo Alberto brindou a concorrência com uma volta de avanço e mais uma vez foi Bruno Charrua o segundo e Joel Antón o terceiro. Este tev forte réplica por parte de Hugo Santos e só na última volta conseguiu bater aquele que foi mesmo o vencedor entre os veteranos na frente de Gonçalo Reis.
 
MX2
Com uma grelha bem composto onde estiveram 35 pilotos a história da primeira manga foi rápida de escrever pois os três primeiros foram sempre os mesmos desde a primeira volta com excepção fita ás três primeiras voltas onde o terceiro foi MArtim Espinho. Este atrasou-se e fechou a corrida em oitavo e depois desse momento foi sempre Alexandre Marques, a fazer a sua estreia no campeonato, o ocupante do degrau mais baixo do pódio. Eric Tomás foi o vencedor com oito segundos de vantagem perante Fábio Costa, melhor na linha de meta que Marques. Sandro Lobo e Afonso Gomes fecharam os cinco primeiros.
 
Na segunda manga a história repetiu-se mas agora com Sandro Lobo a ser o primeiro em todas as voltas na frente de Eric Tomás e Pedro Rino. Atrás deles algumas trocas de posições foram acontecendo mas na linha de meta foi Fábio Costa o quarto na frente de Alexandre Marques. Eric Tomás foi o vencedor do dia na frente de Sandro Lobo - o vencedor dos Júniores - e Fábio Costa.
 
MX85
Com 17 pilotos a alinharem na grelha de partida ambas as mangas das irrequietas 85 revelaram-se espectáculo bem especial. Bernardo Pinto foi o vencedor na primeira corrida com margem confortável face a Guilherme Alves e Gustavo Pitschieller e foram mesmo estes os únicos a cumprir a totalidade das 13 voltas. Rodrigo Barros esteve em posição de poder vencer a corrida e depois de uma recuperação que o levou da quinta posição no final da primeira volta até ao comando na sexta passagem, acabou por não terminar a corrida e entregou em definitivo o primeiro lugar ao vencedor. Filipe Saúde e Rafael Leonardo fecharam o lote dos cinco primeiros.
 
No segundo confronto do dia Rodrigo Barros vingou o abandono da primeira manga e liderou a totalidade das 13 voltas realizadas, primeiro na frente de Guilherme Alves e a partir da quinta volta face a Bernardo Pinto, sendo mais uma vez os três primeiros os únicos que ficaram com a totalidade das voltas. Filipe Saúde foi o quarto e Gustavo Pitschieller o quinto. 
 
Bernardo Pinto foi assim o vencedor no somatório de ambas as mangas, subindo ao pódio na frente de Guilherme Alves e Filipe Saúde.
MX65
Com um expressivo número de 24 pilotos em pista as máquinas mais pequenas em pista mostraram todo o potencial do motocross luso. Na primeira manga foi Guilherme Gomes declarado como vencedor depois de Duarte Pinto ter sido o primeiro a receber a bandeira de xadrêz. Este seria no entanto penalizado em duas posições por ter feito uma ultrapassagem em momento de bandeiras amarelas e a vitória foi mesmo para Gomes, o comandante da corrida em oito das dez voltas realizadas. Na segunda posição terminou Leonardo Gaio e fora de pódio foram Francisco Fernandes e Nate Santos que fecharam os cinco primeiros.
 
Na segunda corrida foi Leonardo Gaio quem venceu na frente d Guilherme Gomes e Duarte Pinto. Este ainda passou pelo comando da corrida num par de voltas mas acabou por fechar novamente o pódio de novo na frente de Francisco Fernandes e Duarte Marques que fecharam o lote dos cinco primeiros. Na contabilidade de ambas as mangas Leonardo Gaio foi o vencedor com o mesmo número de pontos que Guilherme Gomes, sendo Duarte Pinto o terceiro classificado na frente de Francisco Fernandes e Duarte Marques.
 
A próxima prova do campeonato realiza-se no dia 19 de Março em Lustosa.
 

Periodicidade Diária

terça-feira, 25 de junho de 2024 – 22:12:15

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...