15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

A estreia de Steve Holcombe no EnduroGP

 

 

Aos comandos da sua Beta Steve Holcombe foi ontem o único líder no segundo e derradeiro dia do GP de Portugal de Enduro realizado em Gouveia.

 

Fruto do esforço feito pela organização entre o final do dia de sábado e o arranque desta segunda jornada, os pilotos encontraram novamente um percurso digno de receber os melhores pilotos do mundo, com a chuva a dar igualmente tréguas ao cair apenas de forma esporádica ao longo das três voltas que ontem todos conseguiram cumprir.

 

Holcombe entrou decidido na corrida e ao vencer a primeira especial do dia assumiu de imediato a liderança da classificação que não mais largou até ao final das nove especiais cronometradas que ontem os pilotos tiveram que cumprir.

 

Especiais mais curtas para evitar as zonas mais degradadas depois do dia de sábado, mas nem por isso menos exigentes para pilotos e máquinas.

 

Nem mesmo o 14º tempo obtido na derradeira passagem pela Cross-Test desalojou o piloto da Beta do primeiro lugar, que fechou a jornada com 6.51 segundos de vantagem face ao finlandês Eero Remes

 

 

o segundo na geral e vencedor na classe Enduro 1, tendo Holcombe ganho a Enduro 3, a categoria reservada ás motos de maior cilindrada.

 

 

O terceiro classificado no final deste segundo dia foi Nathan Watson, piloto que se estreou este ano no mundial de enduro depois de ter feito carreira nos campeonatos britânicos e mundial de motocross,

 

 

batendo o igualmente estreante Taylor Robert, o único representante dos Estados-Unidos neste mundial e que por muito pouco não assinou o seu primeiro pódio em EnduroGP.

 

A fechar o lote dos cinco primeiros ficou Phillip Mathews, o vencedor no dia de sábado que ontem não esteve feliz nas segundas passagens pelas especiais Cross e Extreme e perdeu muito tempo para a concorrência que não mais conseguiu recuperar até ao fecho da corrida.

 

Igualmente sem sorte Mathias Bellino falhou totalmente nas primeiras passagens pelas especiais Cross e Extreme, repetindo novamente o mau momento na segunda ronda pela Enduro Test. Bellino ficou em 14º após a quarta especial do dia, recuperando até ao nono posto no encerramento desta segunda prova do campeonato 2016.

 

 

Entre os portugueses Luís Correia fechou na 15ª posição, quarto na categoria E3, sendo Luís Oliveira o 32º para ocupar a 14ª posição na classe E1.

 

 

 

Diogo Ventura esteve de novo em grande plano para conseguir de novo a segunda posição entre os Juniores, tal como tinha feito sábado, naquele que foi o seu terceiro pódio consecutivo no campeonato.

 

Classificação EnduroGP 1º Steve Holcombe com 43m58.12s; 2º Eero Remes – TM a 6.51s; 3º Nathan Watson – KTM a 15.17s; 4º Taylor Robert – KTM a 25.17s; 5º Matthew Phillips – Sherco a 33.44s

 

André Martins

 

Erik Appelqvist

 

Giacomo Redondi

 

 

 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 – 03:29:26

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...