14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Assembleia-Geral da FMP: Novidades das comissões

Na Assembleia-Geral da FMP, os responsáveis das diversas Comissões especializadas apresentaram as respectivas linhas orientadoras para 2015, seja em termos de calendários como de alterações aos regulamentos. Em seguida apresentamos uma síntese das novidades.

 

ENDURO – O Campeonato terá oito provas, todas com a duração de um dia, mas a pontuação da última será dupla – sendo excluído o pior resultado para a classificação final. Em termos de classes, na categoria Elite mantém-se o observado em 2014, mas a categoria Open terá apenas uma classe absoluta. Por outro lado, a classe de Veteranos (para pilotos com mais de 40 anos de idade) passa a ter estatuto de Campeonato.

 

Nos Troféus, a categoria Verdes terá três classes (1, 2 e 3) e também uma classificação geral absoluta. Nos Verdes 1 irão militar os concorrentes à “Youth Cup”, com idade igual ou inferior a 20 anos no dia 1 de Janeiro de 2015, tripulando motos de 125 2T. Nos trilhos permanece o “Enduro Cup” (para jovens até aos 18 anos em máquinas 50 2T e 125 4T) com novo “pack” promocional.

 

Na jornada do “Mundial” em Gouveia, será criada uma classe Open onde todos os pilotos com licença nacional de Enduro poderão participar sem custos acrescidos. Por outro lado, em Valongo irá disputar-se uma prova válida para nova competição – a Taça da Europa Extreme Enduro.

 

MOTOCROSS/ SUPERCROSS – Num Campeonato Elite com oito jornadas, sublinha-se o regresso de Casais de S. Quintino e do Faial. No plano regulamentar foi lançada uma proposta tendente ao desaparecimento das mangas de qualificação, existindo em seu lugar uma sessão única de treinos livres/cronometrados, de 40 minutos, em que os últimos 20 seriam cronometrados (nos Iniciados, sessão de 30 minutos, com os últimos 15 cronometrados). No entanto, admite-se a possibilidade de duas sessões para MX1 e MX2, com 30 minutos livres e 20 cronometrados (15+15 no caso dos Iniciados). Posteriormente será tomada uma decisão definitiva sobre esta matéria.

 

Quanto aos Campeonatos Regionais, o Norte/Pentacontrol já tem calendário definido, com oito provas. O Sintra MX anunciará em breve o seu calendário, enquanto a Rómoto (Centro-Sul) tenciona criar uma competição designada Masters de Motocross e Arenacross. O Troféu Kawasaki irá ter continuidade em 2015, mas em novos moldes a anunciar.

 

No campo da formação pretende-se concretizar uma aposta mais consistente em dois ou três valores para participações internacionais, sendo que a FMP irá apoiar Joana Gonçalves em quatro provas do “Mundial” Feminino. Luís Ferreira permanece como formador na Escola de Motocross, tencionando propor um plano de trabalho que possibilite a realização de estágios mensais com jovens pilotos.

 

No Supercross o calendário contempla cinco provas, mas existem possibilidades de haver uma sexta jornada.

 

QUAD-CROSS – O Campeonato desta modalidade deverá ficar circunscrito a uma prova única, de cariz internacional. A situação decorre da diminuição do número de praticantes e, consequentemente, dificuldades em captar organizações para o Quad-Cross.

 

TODO-TERRENO – O calendário do TT inclui sete jornadas, precisamente as mesmas de 2014, sem alterações significativas a nível regulamentar. Por outro lado, existe a preocupação quanto à não existência de provas com navegação, pelo que está a ser ponderada a hipótese de criar uma fórmula – eventualmente um Troféu – que possibilite aos pilotos desenvolver essa prática da navegação.

 

TRIAL – O respectivo calendário apenas deverá ser anunciado em Janeiro. Até ao momento já estão garantidas duas provas “Outdoor” e outras tantas na variante “Indoor”. Nesta última pretende-se agregar as vertentes de Trial Indoor e Urbano numa competição com mínimo de quatro provas. No “Outdoor” o Campeonato deverá ter um máximo de oito provas, entre Março e Novembro. Destaque para o regresso do “Mundial” ao nosso país, com uma ronda em Paços de Ferreira.

 

Os regulamentos irão manter as regras do “non-stop” (tal como o Campeonato do Mundo) embora com uma pequena diferença em relação ao Mundial – a paragem, em vez de ser pontuada com um “5”, será penalizada apenas com 1 ponto.

 

VELOCIDADE – A FMP está a tentar o regresso de uma prova de âmbito mundial ao Autódromo do Estoril já em 2015 – no caso, o “Mundial” de Resistência. Se tal não suceder, uma das quatro jornadas do “Nacional” previstas para o Estoril poderá ser cancelada, completando-se o calendário caseiro com três visitas a Braga e uma a Portimão.

 

Em termos de classes, no âmbito das Superbike surge uma nova, designada Superbike Evo, para motos em que sobre a sua base de série apenas serão permitidas alterações a nível de carenage, escape e discos de travão. Sem alterações significativas permanece a classe de Superstock 600.

 

Haverá um Campeonato para as 125 GP/Pré Moto3, esta última reservada a motos de 2T 125 e 4T 250 cujas especificações de motor estarão próximas das máquinas de série. Essa classe partilhará as pistas com as Moto3 e 85/Moto4.

 

MOTOS CLÁSSICAS – Seja no Campeonato Fuchs Silkolene de Clássicas como no Troféu Século XX/ Taça Luís Carreira, desaparecem as classificações gerais. No Campeonato (para máquinas fabricadas até 1981) continuam a existir três classes, mas no Troféu (motos de 1982 a 1999) passam a existir quatro classes.

 

Por outro lado, há interesse em retomar as iniciativas de animação do paddock, sobretudo com paradas de motos clássicas e Café Racers. Além disso, pretende-se iniciar as verificações técnicas com vista à atribuição de Declaração de Moto Histórica.

 

MOTOTURISMO – O calendário inclui 36 concentrações nacionais, a realizar entre Fevereiro e Novembro. O 19.º dia do Motociclista será comemorado a 12 de Abril, em Torres Vedras. Já a 17.ª edição do “Portugal de Lés-a-Lés”, entre 7 e 9 de Junho, terá início em Trás-os-Montes e final no Algarve.

 

Aquelas serão também as regiões de partida e chegada para uma nova iniciativa – o “Lés-a-Lés Off-Road”, entre 23 e 26 de Setembro, repartido em três etapas com cerca de 300 Km cada. Como o nome sugere, cerca de dois terços da quilometragem serão percorridos fora-de-estrada no interior do país, sendo utilizadas motos “trail”.

 

Já o Troféu de Moto-Ralis Turísticos inclui oito eventos, cujas organizações darão continuidade a um trabalho que tem levado muitos motociclistas a conhecer o “Portugal mais profundo”, aquele fora das normais rotas turísticas e onde muitas das vezes apenas se consegue chegar de moto.

 

COMISSÃO MÉDICA – O motociclismo foi integrado na categoria B pela Autoridade Anti-Dopagem, face aos casos pouco relevantes até agora detectados. Assim, em 2014 foram realizados quinze controles repartidos por cinco modalidades, sendo que essa empenho na luta anti-dopagem irá naturalmente ter continuidade na próxima temporada.

 

A Comissão continuará a acompanhar os pilotos que tenham sido indicados para o registo nacional de acompanhamento de atletas da ADOP no que diz respeito às obrigações legais, esclarecimentos jurídicos e agilização de procedimentos. Além disso, pretende melhorar e aprofundar a interacção com as comissões desportivas, no sentido de esclarecer e sensibilizar para a importância da prevenção, segurança e apoio sanitário a providenciar nas provas, como factor de estabilidade e confiança para todos.

 

COMISSÃO DE MOBILIDADE – As Inspecções Técnicas Periódicas permanecem como uma preocupação latente – pelo desconhecimento de como ou quando se irão verificar – e a Comissão procurará minimizar o respectivo impacto nos motociclos. A posição da FMP é contra a obrigatoriedade da realização dessas inspecções, pois está por provar que tenham efeitos nos índices de sinistralidade rodoviária.

 

Além do Porto, onde a utilização de faixas “Bus” já é acessível aos motociclistas, a FMP tentará sensibilizar o maior número de edilidades para que autorizem essa prática. Num objectivo a médio prazo, continuará a bater-se para que haja uma redução da taxa de IVA nos equipamentos de segurança – como luvas, botas ou capacetes.

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 13 de agosto de 2020 – 20:26:04

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...