13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Imersão deliberada da fragata "Hermenegildo Capelo"

Depois de no passado mês de outubro se ter efetuado a imersão deliberada dos EX-NRP “Oliveira e Carmo” e EX-NRP “Zambeze” da Marinha Portuguesa, terá lugar no próximo dia 15 de junho o afundamento do terceiro navio do Parque Subaquático Ocean Revival, a Fragata EX-NRP “Comandante Hermenegildo Capelo”.
 
O Projeto Ocean Revival tem por objetivo a criação, ao largo de Portimão, de um recife artificial visitável por turistas de mergulho de todo o mundo, dinamizando desta forma a economia local ao longo de todo o ano.
 
As operações do afundamento decorrerão de acordo com o seguinte programa:
 
07h00 / 09h00 - Reboque da Fragata “Hermenegildo Capelo” para o Parque Ocean Revival
09h00 / 11h00 - Posicionamento e fundeio do navio na sua posição
11h00 / 13h00 - Preparação para o afundamento
13h00 / 13h15 - Imersão deliberada da Fragata “Hermenegildo Capelo”
13h15 / 14h00 - Período de espera
14h00 / 15h00 - Mergulho de inspeção do navio
15h00 / 16h30 - Primeiro mergulho oficial no navio reservado a mecenas
 
Entre as 07h00 e as 17h00 de sábado será definido um perímetro de segurança de meia milha dentro do qual não estará permitido a entrada de embarcações não autorizadas.
 
A partir de domingo, 16 de junho, se a operação tiver decorrido de acordo com o previsto, o navio estará aberto ao público sendo possível mergulhar. No entanto, durante um período de duas a três semanas estará proibida a penetração no mesmo. Em tempo oportuno, a Capitania do Porto de Portimão anunciará a abertura do navio a qualquer tipo de mergulho incluindo penetração para mergulhadores devidamente certificados.
 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 22 de abril de 2019 – 16:01:45

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...