13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Rui Pereira assina época história para o Karting nacional na Península Ibérica

 

 

Rui Pereira vai disputar o ‘Mundial’ de Karting Rotax entre 26 de novembro e 1 de dezembro, no Circuito Paladino, no Brasil, sendo o único representante português na categoria DD2 Master, entre 360 pilotos de 60 países. O piloto de Matosinhos garantiu a qualificação para o ‘Mundial’ ao vencer o Rotax Max Challenge Portugal, competição com a chancela da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), mas antes já tinha conquistado o Open Ibérico e depois as Series Rotax Espanha.

 

Apesar de rookie’ na Master, Rui Pereira assinou assim uma época histórica não só para si, mas também para o Karting nacional, ao dominar todas as competições Rotax da Península Ibérica no mesmo ano. Uma época de sonho!
 


Rui Pereira estreou-se este ano na categoria DD2 Master, destinada a pilotos com mais de 32 anos de idade e assumiu desde logo que pretendia vencer todas as competições na categoria em que os karts estão equipados com caixa de velocidades.

 

A tarefa não se previa fácil e exemplo disso mesmo foi no arranque da época, já que conquistou o Open Ibérico (disputado em Madrid e em Braga), mas teve forte oposição dos compatriotas João Oliveira e Vítor Mendes, finalistas dos Mundiais de 2016 (em Nápoles) e de 2017 (em Portimão), respetivamente, sem esquecer os pilotos espanhóis, como os irmãos Jimenez, só para citar um exemplo.

 

 

Rui Pereira voltou a ter forte réplica nas cinco provas (10 Finais) do Rotax Max Challenge Portugal, que passou pelas pistas de Palmela, Viana do Castelo (duas vezes), Baltar e Braga, assim como nas Series Rotax Espanha, igualmente disputadas em cinco jornadas, tendo nesta destronado Jesus Perez-Santander, em circuitos que correu pela primeira vez, como Zuera, Valência e Motorland. “O campeonato português foi muito competitivo. Em Espanha, não só pela concorrência, mas também por não conhecer qualquer pista, pensava que ia ser mais difícil, mas acabei por iniciar bem a época e acabei por vencer. Mas quer em Portugal quer em Espanha, foi tudo decidido na última Final, pelo que os meus adversários também estão de parabéns e valorizaram ainda mais esta época que foi de sonho para mim. Foi muito importante o apoio da NiceCars75, do Lust In Rio, da Interkran, da StudioD e, claro, das minhas fontes de inspiração que são o meu pai, a minha mulher e os meus amigos, sem esquecer a minha equipa Júnior Racing Team, assim como os meus mecânicos João Mata e Quim Zé da QZ Team, bem como o Luís Magalhães, pilar do Rui Pereira Team”, sublinhou o piloto português.

 

Fotos: José Lourenço

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 20 de junho de 2019 – 09:41:15

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...