1º Open Oeiras Dressage Poneis com trinta cavaleiros

1º OPEN OEIRAS DRESSAGE PONEIS promove a Equitação do futuro

 

Academia Equestre João Cardiga e a Dressage First uniram-se à  Associação Equestre de Porto Salvo para organizar o 1º OPEN OEIRAS DRESSAGE PONEIS, que decorrerá dias 31 de Maio e 1 de Junho, na XV Festa do Cavalo de Porto Salvo.

 

Tendo em conta a originalidade do evento  que, se apresenta em estreia absoluta, neste recinto, a organização gostaria de proporcionar aos participantes e ao publico em geral, momentos agradáveis que ficassem na memória. Para tal estão programados dois momentos especiais;

 

Cerimónia de Abertura – dia 31 de Maio às 15H00

Cerimónia de Encerramento – dia 1 de Junho (Mundial da Criança) pelas 16H30

 

Momentos esses que serão abrilhantados pela Academia Cultural e Artística dos Leões de Porto Salvo e alunos da Escola de Musica do Centro Cultural e Desportivo de Oeiras.

 

No Sábado, dia 31 Maio após a sessão de abertura as provas serão dedicadas ao escalão Principiantes, que executam provas Preliminares 1 e ao escalão especial “16/18anos” que executam provas Elementares de grau 3, obrigatoriamente em cavalos até 1,55m altura ao garrote.

 

No Domingo, dia 1 de Junho e “mundial da criança”, as provas, iniciam-se às 14h30 e  são dedicadas ao escalão Infantil, com provas de nível 1 e ao escalão Juvenil que farão Elementares de nível 1.

 

Esta competição é dirigida, essencialmente, aos escalões de formação, tendo como principal objetivo promover a equitação desportiva, proporcionando aos mais novos uma competição aliciante, adequada, progressiva, segura e, acima de tudo, divertida, que contribua para a formação dos cavaleiros do futuro.  

 

O 1º Open Oeiras Dressage abre a possibilidade a todos os cavaleiros de participarem, mesmo sem estarem inscritos na competição “oficial” designada por Trofeu Dressage Póneis e que já conta com mais de 60 cavaleiros inscritos.

 

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...