Dunlop introduz novo pneu Dunlop na Catalunha pela terceira vez consecutiva

A luta para manter o topo da Classificação Dunlop#ForeverForward está mais renhida do que nunca

 

Após a receção positiva dos novos pneus para Moto3 em Le Mans e a nova especificação de pneu duro dianteiro para lançado em Itália na corrida, a Dunlop estreia o seu novo pneu traseiro duro especial 'S1' para Moto2 no Grande Prémio da Catalunha.

 

O circuito de Mugello revelou-se um fim de semana de vários recordes, com a Dunlop a contribuir com os seus novos pneus para reduzir os tempos dos pilotos do Campeonatos do Mundo do FIM 2015 de Moto3 e Moto2. Em Moto3, Brad Binder e Danny Kent marcaram as novas voltas mais rápidas da corrida e do circuito. Em Moto2, Tito Rabat bateu o seu próprio recorde de volta na corrida, e Sam Lowes superou a melhor volta do circuito, que era de Pol Espargaro, por uma impressionante diferença de 0,855 segundos.

 

Pneus em seco na Catalunha:

 

Moto2

Opção 1

Opção 2

Dianteiros:120/75R17

Médio '2'(Dunlop preto sobre prateado)

Duro '3'(amarelo sobre preto)

Traseiros:195/75R17

Duro '4'(branco sobre preto)

Duro especial 'S1'

 

 

 

Moto3

Opção 1

Opção 2

Dianteiros:95/75R17

Macio (preto sobre amarelo)

Médio (preto sobre prateado)

Traseiros:115/75R17

Médio 'M1' (preto sobre prateado)

Duro 'H2'(amarelo sobre preto)

 

Destaques na Catalunha 2014

 

Márquez demorou sete corridas para conseguir a sua primeira vitória. O espanhol liderou confortavelmente em casa, cruzando a linha de meta com mais de três segundos à frente dos outros corredores. Outra vitória em casa foi a de Rabat, com uma margem ainda maior: mais de quatro segundos em relação a Viñales e 11 segundos relativamente aos outros participantes.

 

Dados de destaque de 2014:Na Catalunha, na corrida de Moto3, só foi utilizado um pneus que não era médio. O fato de todos os pilotos, com exceção de um, terem optado por pneus médios, revelou-se uma escolha popular, ainda mais tendo sido o eleito por Alex Marquez, que estabeleceu a nova volta mais rápida do circuito (01:50.232) na qualificação. A corrida também foi muito rápida: 40 segundos mais rápida do que em 2012.

 

Simon Betney, Diretor de Eventos Internacionais da Dunlop Motorsport:

"É muito bom apresentar outro novo pneu para Moto2, após a avaliação positiva em Mugello. Nenhum piloto escolheu o pneu dianteiro Duro '3' para a corrida, mas o piso da Catalunha é mais energético, assim ele poderia ser uma das principais escolhas na corrida desse fim de semana. Também será interessante ver como os pilotos sentem o novo duro especial 'S1': poderíamos ter uma vitória na primeira corrida dos dois".

 

Liga #ForeverForward da Dunlop

Os três líderes da liga Dunlop #ForeverForward, que classifica os pilotos que conseguiram as melhores colocações numa corrida, mantém-se, mas a tabela fechou com 16 pilotos separados por apenas 14 pontos entre a 2ª e a 17ª posições. Alexis Masbou marcou a maior pontuação em Mugello, e subiu 14 posições, mostrando como a competição, após seis corridas, ainda está indefinida.

 

Liga #ForeverForward da Dunlop após a corrida em Mugello

 

 

 

 

MUGELLO

TOTAIS

 

CORREDOR

Categoria

G

R

GP

Todos os GPs

 

1

Philipp Oettl

Moto3

0

0

0

54

 

2

Romano Fenati

Moto3

3

3

0

43

 

3

Enea Bastianini

Moto3

7

5

2

41

 

4

Ana Carrasco

Moto3

31

25

6

40

 

5

Andrea Migno

Moto3

24

15

9

37

 

6

Anthony West

Moto2

30

19

11

36

 

7

Franco Morbidelli

Moto2

0

0

0

35

 

8

Zulfahmi Khairuddin

Moto3

0

0

0

35

 

9

Danny Kent

Moto3

0

0

0

35

 

10

Julian Simon

Moto2

12

7

5

35

 

 

Sobre Dunlop

 

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e muito altas prestações, com um impressionante historial de êxitos em desportos motorizados. A Dunlop é um sócio técnico da Suzuki Endurance Race Team, Honda Racing, GMT94 Yamaha, Kawasaki and Team HRC e o único provedor de pneus para Moto2 e Moto3.

 

A vasta experiencia da Dunlop em corridas deu lugar a tecnologias inovadoras aplicadas a pneus desenhados para a condução diária. Os pneus Dunlop estavam na moto que ganhou o primeiro campeonado 500cc em 1949 e dominou as competições durante as décadas posteriores. Em 1991 uma moto da Superbikes com pneus Dunlop ganhou o primeiro de três campeonatos do Mundo consecutivos e em 2008, Marco Simoncelli elegeu a Dunlop para a vitória número 200 da marca num Grande Prémio na categoria de 250cc., num raio em que a Dunlop conseguiu 17 Campeonatos do Mundo.

 

Em 2010 a Dunlop converteu-se no único provedor oficial de Moto2 em em 2012, abraçou, também, Moto3. O acordo com Dorna foi renovado e, de 2015 em diante, a Dunlop continuará a ser o provedor oficial das principais corridas de MotoGP.

 

As corridas de resistência têm sido dominadas por pilotos de equipas Dunlop, com dez títulos mundiais de 11 dos disputados desde 2002. Além disso, cada uma das 21 vitórias de John McGuinness foi conseguida com pneus Dunlop. A Dunlop ganhou todos os prémios de moto mais importantes prémios de Moto – desde o Campeonato do Mundo de MotoGP ao TT da Ilha de Man, desde Superbikes e Supersport ao Campeonato do Mundo de Resistência, com êxito semelhante em motocross e noutros campeonatos off-road.

 

Os pneus de estrada da Dunlop estão montados como equipamento original em muitas das marcas líderes do mundo das rodas como a Honda, Kawasaki, KTM, Harley-Davidson e Suzuki.

 

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...