15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Federação de Desportos de Inverno de Portugal celebra 28 anos com crescimento exponencial e “otimismo imperturbável”

 

Celebra-se hoje, 15 de Maio, o 28º aniversário da fundação da Federação de Desportos de Inverno de Portugal, então Federação Portuguesa de Esqui.

 

Uma mudança de denominação [efetuada em 2008] que é muito mais que estética, pois traduz o enorme crescimento de uma entidade que hoje em dia contempla nos seus estatutos o Esqui Alpino, Esqui Nórdico, Esqui Freestyle, Snowboard, Curling, Hóquei no Gelo, Bobsleigh, Skeleton, Luge e mais recentemente também a Patinagem Artística e a Patinagem de Velocidade no Gelo.

 

Um salto gigante que também se traduz na quantidade e qualidade da representação olímpica, estando os dirigentes, responsáveis técnicos e atletas a trabalhar para um novo recorde de participação já nos Jogos de Pequim 2022.

 

Pedro Farromba, presidente da FDI – Portugal, congratula-se com esta data simbólica, assinalada, por força das circunstâncias da pandemia de COVID-19, apenas com uma reunião de Direção “online” e projeta o futuro: “Sentimos a necessidade de assinalar este 28º aniversário da nossa Federação em sinal de reconhecimento por todos aqueles que trabalham diariamente pelo progresso das modalidades que tutelamos, sejam atletas, técnicos, funcionários e Direção. Há um trabalho intenso e que, felizmente, tem sido recompensado com resultados e um desenvolvimento notável dos nossos desportos.”

 

O presidente da FDI-Portugal não esquece o facto de se estar a celebrar este aniversário em plena pandemia mas, também por isso, deixa uma nota de esperança: “Vivemos tempos difíceis, mas está no ADN desta entidade lidar com as adversidades e ultrapassá-las. Somos uma federação de gente resiliente, de um otimismo imperturbável, e focada em objetivos. Não seremos vencidos por esta crise, por grave que seja, e estaremos entre os vencedores quando melhores dias chegarem.” 

 

Sobre a Federação de Desportos de Inverno de Portugal

 

Há registos que apontam para a introdução do esqui em Portugal por volta de 1918. A partir de 1933 começaram a ser organizadas, com caráter regular, as primeiras competições, o que também resultou nas primeiras participações pontuais de atletas portugueses em olimpíadas de inverno.


No entanto, apenas na última década do século XX, mais concretamente a 15 de maio de 1992, é que foi criada uma federação responsável pela regulamentação dos desportos de inverno em Portugal: a Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDI-Portugal). A autoridade nacional em matéria de desportos relacionados com a neve e gelo tutela as seguintes modalidades: Esqui Alpino, Esqui Nórdico, Esqui Freestyle, Snowboard, Curling, Hóquei no Gelo, Bobsleigh, Skeleton e Luge.

 
Uma organização sem fins lucrativos, dotada de estatuto de utilidade pública desportiva, com sede na Covilhã, que tem como principais objetivos promover, regulamentar e dirigir, a nível nacional, a prática de desportos relacionados com a neve e gelo, nas vertentes formativa, desportiva e cultural.  Cabe também à FDI- Portugal representar o seu conjunto de modalidades desportivas, junto das organizações desportivas nacionais e internacionais.

Periodicidade Diária

quinta-feira, 22 de abril de 2021 – 23:54:08

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 3h do Estoril

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...