13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Europeu de Natação Adaptada Funchal 2016 David Gracht: “Vou nadar para a prata mas queria muito o ouro”

 

David Grachat é um dos melhores nadadores paralímpicos do mundo. Medalha de bronze nos 400 livres da classe S9 nos mundiais em Glasgow 2015, o lisboeta é uma das apostas de Portugal para o 2016 IPC Swimming European Open Championships, O campeonato da Europa de natação adaptada que irá decorrer no Funchal entre 30 e 7 de Maio de 2016, último grande evento antes dos Jogos do Rio.

 

Presente em dois Jogos Paralímpicos, Pequim 2008 e Londres 2012, o estudante de Educação Física e Desporto no ISCE - Instituto Superior Ciências Educativas – assume que com os mínimos já feitos no Mundial, o objetivo no Europeu do Funchal “é conseguir ficar nos três primeiros”.

 

O que é que espectável? Vou nada para a prata mas queria muito o ouro. E ‘a jogar em casa’ pode ser que consiga. Na natação é muito difícil: são oito contra oito. Todos temos como objetivo um lugar mais alto e eu vou estar na luta para ouvir o nosso hino”, assume o nadador do Clube de Loures.

 

Para o futuro treinador de natação, a importância desta competição é à escala planetária porque é um Europeu aberto a atletas de outros continentes. “Na minha competição estão dois grandes atletas: o italiano Federico Morlacchi [prata no mundial] e o espanhol José Maria Alcaraz [bronze nos jogos de Londres]. Entre outras classes, destaco os brasileiros Daniel Dias e o André Brasil… que são máquinas.

 

O nadador paralímpico reforça a ideia: “Esta competição tem um caris muito importante: Primeiro - é em Portugal, o que eleva a fasquia; Segundo – os melhores da Europa vão estar cá a nadar. Depois é ‘Open’ e vai ter interação dos melhores do mundo. Tudo reunido vai ser um grande espetáculo. Vai ser uma festa do desporto e da natação em particular.

 

Em ano olímpico tem também “esse atrativo” porque “é uma das últimas possibilidades para os jogos paralímpicos por isso fará dela uma prova a nível do mundial. Vai elevar o nível da competição.”

 

Questionado sobre as qualidades do Complexo das Piscinas da Penteada David Grachat revela: “Nunca competi mas já treinei. Pela experiência que tenho em piscinas é talvez a melhor de Portugal. É muito rápida tem a agua ‘muito leve’ e está situada num local lindíssimo que será também um dos aspetos importantes.”

 

Quanto à participação de seleção de Portugal: “O nível competitivo elevado sente-se imenso. É uma prova que tem ser encarada como a mais importante porque é disputada em casa. Todos temos de estar focados naquele momento e dar o melhor. Numa competição tenho três objetivos: primeiro, melhorar o tempo; segundo, ir às finais; e terceiro ir às medalhas. Se todos cumprirmos esses objetivos o saldo será positivo. É isso que espero de mim e dos meus colegas.

 

Portugal tem quatro atletas com mínimos e será espectável que compitam na Madeira entre 10 a 15 nadadores.

Periodicidade Diária

domingo, 18 de agosto de 2019 – 09:41:57

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...