13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Coreia do Sul sagra-se Campeã Mundial em Masculinos e Femininos

 

Chegou ao fim o Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão - Odivelas 2018 que decorreuentre 16 e 18 de novembro, no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

 

Este domingo, último dia da prova, cumpriu-se a Competição de Equipas, opondo 17 Seleções Masculinas e 12 Femininas.

 

Portugal participou com a Seleção Masculina, composta por 3 elementos: Miguel Vieira (-66 kg), Ruben Gonçalves (-73 kg) e Djibrilo Iafa (-81 kg). A Seleção Nacional enfrentou a Equipa Francesa, cedendo por 4-1.

 

A Final das Equipas Masculinas foi disputada entre a Coreia do Sul e a Ucrânia. Verificou-se um equilíbrio ao longo dos combates, com a vitória a ser decidida apenas no último confronto do dia. Com um empate a 2 no marcador, o Vice-Campeão Mundial Woohyeok Song venceu o ucraniano Oleksandr Pominov por ‘ippon’ em apenas 7 segundos. Com este resultado, a Coreia do Sul sagra-se Campeã Mundial em equipas masculinas.

 

Na vertente feminina, China e Coreia do Sul discutiram o lugar mais alto do pódio. As Judocas Coreanas selaram o Título Mundial com 2 vitórias contra 1 das chinesas.

Resultados

 

Recordamos que esta edição do Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão bateu o Recorde de Participação (267 Judocas de 42 Países), sendo considerada a Maior de Sempre.

 

Nos próximos dias, de 19 a 21 de novembro, realiza-se um Estágio com 116 dos 267 Judocas presentes na competição. França, Reino Unido, Itália, Japão, Cazaquistão, Coreia do Sul e Rússia são algumas das potências do Judo representadas. A zona de aquecimento do Pavilhão Multiusos de Odivelas vai ser o palco dos treinos. As sessões deste Estágio são conduzidas pelo Sensei Ki-Young Jeong, Campeão Olímpico em Atlanta 1996.

 

Declarações:

 

János Tardos – IBSA Judo Sports Director

“Esta competição é o ponto mais alto do departamento de Judo da IBSA. Os números e a estatística comprovam isso, batemos vários recordes com este Campeonato do Mundo em Portugal. Estou bastante satisfeito com o staff português e com toda a organização, são muito simpáticos, acessíveis e profissionais. O Judo Paralímpico está a evoluir, passo a passo, há cada vez mais e melhores Judocas. A opinião de todos é esta, o nível de competição está cada vez mais elevado.”

 

Jorge Fernandes – Presidente da Federação Portuguesa de Judo

“Alcançámos os objetivos a que nos propusemos. Foi uma grande prova, todos os envolvidos estão de parabéns. Os nossos Judocas realizaram vários estágios durante o ano, inclusive lá fora. O estágio que vamos realizar agora é mais uma experiência internacional e uma aposta que é para continuar. Por várias razões, inclusive culturais, não há tantas atletas femininas. A Federação está atenta e uma das medidas que adotou foi a isenção de seguro desportivo para as mulheres, ficando esse custo a cargo da FPJ. Também pedimos aos clubes e associações que isentassem as judocas de taxas. Queremos apoiar o Judo Feminino e ter várias atletas nas provas internacionais.”

 

Catarina Rodrigues – Diretora da Comissão Organizadora / Diretora de Eventos da Federação Portuguesa de Judo

“Um Campeonato do Mundo envolve sempre um grande número de Atletas, Treinadores, Oficiais, Médicos e Árbitros. É um evento longo, que dura mais de uma semana, desde a avaliação visual, pesagens, sorteio, competição e agora o estágio. Ao nível da organização, temos uma base feita, com pessoas que estão habituadas a este tipo de eventos, mas tentamos sempre adicionar algumas novidades. Desta vez, em conjunto com a IBSA, investimos nas redes sociais, no painel informativo aqui no pavilhão, entre outros aspetos.”

 

 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 24 de abril de 2019 – 20:28:36

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...