13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Basquetebol em cadeira de rodas - APD Braga faz dobradinha histórica

APD BRAGA VENCE PELA PRIMEIRA VEZ O CAMPEONATO NACIONAL e faz dobradinha histórica
 
 APD Braga junta-se ao ABC como a única equipa a conquistar um titulo coletivo para Braga
 
A equipa de basquetebol em cadeira de rodas da APD Braga conquistou ontem, no terceiro jogo do “play-off” da final,o título de campeã nacional, frente à APD Leiria, no Pavilhão Municipal de Ferreiros, Braga. Esta é a primeira vez que a equipa vence o Campeonato, na época em que conquistou também a Taça de Portugal, tendo vencido todas as partidas que disputou.
 
A vitória dos pupilos de Ricardo Vieira confirmou o favoritismo da formação bracarense que tinha vencido os dois primeiros jogos em Leiria, por 35-54 e 48-56. O terceiro encontro terminou com 30 pontos de vantagem para os bracarenses (60-30). Com vantagem pela ausência de derrotas esta época, esta era a última partida que faltava à turma minhota para se sagrar campeã nacional.
 
Leiria vencia aos 5 minutos
 
No Pavilhão Municipal de Ferreiros, o público compareceu, associando-se ruidosamente à festa. Os leirienses só aos cinco minutos dispuseram de uma vantagem tangencial (4-5).
 
Depois disso, os bracarenses embalaram para o comando do marcador, atingindo o final do primeiro de quatro períodos de 10 minutos a vencer por 13-9, um avanço que foram sucessivamente dilatando.
 
A vantagem da APD Braga baseia-se na velocidade dos seus jogadores em recuperação defensiva e superior sistematização de posicionamento nas ações de bloqueio que permitem criar linhas desimpedidas para os lançamentos.
 
No final do segundo período de 10 minutos a APD Braga vencia por 29-18 e ao terceiro período a diferença era de 45-22.
 
Ricardo Vieira, técnico da APD Braga, afirma,«Estes jogadores são uns heróis»
 
No final da partida, o treinador da APD Braga falou num triunfo justo da sua equipa e elogiou o comportamento dos jogadores: «No primeiro ano perdemos por falta de experiência, no segundo por um ponto. Esta época desde o início que tínhamos este objetivo. Agora queremos vencer a super taça que é o primeiro troféu da próxima temporada. Estes jogadores são uns heróis e o público foi fantástico. Espero que muitos jogadores se mantenham. No entanto, sei que alguns já têm propostas para jogarem em Espanha, Itália e Inglaterra, mas se forem fico muito feliz por eles.»
 
Público empolgou jogadores da APD Braga
 
Ainda faltava muito tempo para o início do jogo e já o pavilhão Municipal de Ferreiros estava bem composto e com o aproximar da hora ficou cheio. Os lugares do pavilhão, não foram suficientes para o público presente. Um marco inédito no desporto adaptado no panorama nacional.
 
A festa começou cedo, pois a equipa bracarense mostrou cedo que não ia deixar fugir o título nacional. Com o decorrer do jogo o entusiasmo foi-se apoderando do público que ia gritando “campeões, campeões, nós somos campeões”. Uma festa bonita que no final comoveu os jogadores de Ricardo Vieira que dedicaram o troféu à massa associativa.
 
No intervalo o Grupo de Percussão da Universidade do Minho “iPUM” animaram as bancadas. A envolvência dos juvens, para com este projeto, emociona os dirigentes da equipa bracarense. «Temos vindo a deixar várias sementes do nosso projeto ao longo dos últimos anos, mas nunca imaginávamos um retorno tão significativo. Haverá melhor prémio do que este? Estes jovens vão ser o Portugal de amanhã!», conclui João Correia – Dirigente da APD Braga, visivelmente emocionado.
 
JOGADORES EMPENHAM-SE DURAMENTE NA COMPETIÇÃO
Modalidade de alto rendimento com elevada exigência física
 
Quando ainda fazem exercícios de aquecimento e uma bola passa tangente a um jogador, quase apetece ir à bola e ajudá-lo. Puro erro: num ápice ele roda, bate com os dedos a bola e já vai de olhos postos na definição do lance. Para quem vai, pela primeira vez, ver um jogo de basquetebol em cadeira de rodas, a modalidade pode reservar algumas surpresas.
 
A pré-noção mais ou menos generalizada de que se trata de praticantes desportivos mais ou menos frágeis é, desde as primeiras jogadas, bem relativizada pelo empenho em que os adversários se entregam à disputa de cada lance, oferecendo o corpo à luta - por vezes com quedas e desengane-se quem espera que alguém vai ajudar o jogador caído a erguer-se.
 
Com muita elasticidade corporal e força de braços, conseguem sempre recuperar a posição da cadeira, e também quase sempre com uma face cheia de vontade para a jogada que se segue.
 
Ficha técnica:
 
Local:Pavilhão Municipal de Ferreiros
Árbitros:Gustavo Costa/José Cardoso
Resultado:60 – 30
Marcha do marcador:1º Período: 13-9; 2º Período: 20-19; 3º Período: 47-22; 4º Período: 60-30.
 
APD Braga
Atletas:Márcio Dias, Jorge Carneiro, Jorge Palmeira, Sílvio Nogueira e Hugo Morgado – cinco inicial
José Gonçalves, Francisco Costa, Manuel Vieira, José Gomes, António Azevedo, Manuel Mendes e Henrique Sousa
Treinador:Ricardo Vieira; Adjunto: João Correia
 
APD Leiria
Atletas:Luís Ramos, Francisco Maio, Aníbal Costa, Adelino Gomes e Manuel Sousa – cinco inicial
Nélson Oliveira, Valter Mendes, Martins Santos e Sérgio Gomes
Treinador:Sérgio Gomes
 
 
 

Periodicidade Diária

domingo, 18 de agosto de 2019 – 08:40:34

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...