14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Volta ao Algarve Cofidis - Pelotão de sonho mostra Algarve ao mundo

 

 

A 46.ª Volta ao Algarve Cofidis, na estrada entre 19 e 23 de fevereiro, será disputada por alguns dos melhores e mais mediáticos ciclistas do mundo, podendo ser vista em 83 países, através da transmissão televisiva em direto.

 

A corrida, em 2020 promovida à categoria UCI ProSeries, terá um pelotão de 175 corredores, em representação de 25 equipas. Doze dos coletivos participantes são do WorldTour, a liga dos campeões do ciclismo mundial. Cinco conjuntos são ProTeam, estando também reservadas oito vagas para equipas continentais portuguesas.

 

Os adeptos da modalidade terão a oportunidade de seguir um pelotão de campeões na Volta ao Algarve Cofidis. Em ano de Jogos Olímpicos, estão na corrida os campeões olímpicos de estrada, Greg van Avermaet (CCC Team), e de omnium (ciclismo de pista), Elia Viviani (Cofidis), também campeão europeu de estrada. Vão ainda pedalar na Volta ao Algarve o campeão do mundo de contrarrelógio, Rohan Dennis (Team INEOS), e o campeão da Europa da mesma disciplina, Remco Evenepoel (Deceuninck-Quick-Step), o campeão mundial de ciclocrosse e uma das figuras das clássicas na estrada, Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), o tricampeão mundial de contrarrelógio em sub-23, Mikkel Bjerg (UAE Team Emirates), o campeão mundial de madison (ciclismo de pista) Roger Kluge (Trek-Segafredo), além de três homens que já foram campeões mundiais de estrada, Michal Kwiatkowski (Team INEOS), Philippe Gilbert (Lotto Soudal) e o português Rui Costa (UAE Team Emirates), que regressa a esta corrida na qual não competia desde 2014.

 

A lista de inscritos inclui ainda Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), um dos dois únicos ciclistas em atividade que já conquistaram as três grandes voltas por etapas, assim como o vencedor do Tour de France em 2018 e da Volta ao Algarve em 2015 e 2016, Geraint Thomas (Team INEOS). Outros especialistas em provas por etapas de quem se esperam bons desempenhos na corrida portuguesa são Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Daniel Martin (Israel Start-Up Nation), Maximilian Schachmann (Bora-hansgrohe), Miguel Ángel López (Astana Pro Team) e Tim Wellens (Lotto Soudal).

 

A Volta ao Algarve vai ainda receber sprinters com provas dadas, como o ciclista em atividade com maior número de vitórias na carreira, André Greipel (Israel Start-Up Nation), Alexander Kristoff (UAE Team Emirates), Cees Bol (Team Sunweb), Danny van Poppel (Circus-Wanty Gobert), Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick-Step), Jasper Styuven (Trek-Segafredo), John Degenkolb (Lotto Soudal) ou Matteo Trentin (CCC Team).

 

A lista de inscritos junta 25 corredores do top 100 mundial, além de quatro das cinco melhores equipas do ranking coletivo internacional de 2019.

 

Perante alguns dos melhores corredores e das melhores equipas do panorama internacional, a armada portuguesa, composta por oito blocos, será colocada à prova. É um momento de grande motivação para os corredores nacionais, que têm a oportunidade de demonstrar valor num palco privilegiado, havendo, certamente, candidatos a repetir o feito de Amaro Antunes, vencedor do alto do Malhão, em 2017.

 

O pelotão recheado de estrelas atrai adeptos, telespectadores e jornalistas à corrida, sendo esperados mais de cem profissionais dos média no Algarve. Os corredores e as equipas participantes somam, no seu conjunto, um total de 20,8 milhões de seguidores nas redes sociais, o que garante uma imensa audiência global que se soma àquela que seguirá a corrida televisivamente.

 

O evento terá transmissão direto em 83 países. Toda a Europa será coberta pela transmissão da Eurosport, mas desta vez existe a novidade de a Noruega poder também ver a corrida em canal aberto, através da TV2. O canal pan-europeu também levará a Volta ao Algarve à Austrália e à Ásia. Pela primeira vez, a América Latina, território de adeptos entusiastas da modalidade, viverá a prova em direto, através da Claro Sports. Em Portugal os diretos de todas as etapas poderão ser vistos na Eurosport 2 e na TVI 24, estando ainda programadas quatro repetições diárias, em diferentes horários, nos canais 1 e 2 da Eurosport.

 

O Ciclismo Vai à Escola

Sendo a Volta ao Algarve um evento desportivo que reúne amantes de ciclismo de várias gerações, o programa O Ciclismo Vai à Escola também irá estar presente, permitindo às crianças o contacto com a bicicleta e com os ídolos do ciclismo. As atividades vão ter lugar na partida das três primeiras etapas, em Portimão, Sagres e Faro. Já Albufeira, local de onde partirá a quarta etapa, irá acolher o Passeio da Família, uma iniciativa que pretende promover o convívio de todos os amantes de ciclismo que pretendam participar, estimulando os pais a pedalarem lado a lado com os filhos.

 

Algarve Granfondo Cofidis

A quinta e última etapa da Volta ao Algarve não ficará de fora deste programa de iniciativas desportivas, pelo que irá receber o Algarve Granfondo Cofidis. Este evento, que tem juntado centenas de participantes em anos anteriores, terá partida e chegada em Lagoa, no dia 23 de fevereiro, local onde também terá lugar a última etapa da Volta ao Algarve.

 

As inscrições ainda estão abertas e há dois percursos à disposição dos participantes: o granfondo, com 121 quilómetros e passagem pelo alto da Fóia, e o mediofondo, com 78,7 quilómetros.

 

Equipas Participantes

 

WorldTeams

Astana Pro Team (KAZ), Bora-hansgrohe (GER), CCC Team (POL), Cofidis (FRA), Deceuninck-Quick-Step (BEL), Groupama-FDJ (FRA), Israel Startp-UP Nation (ISR), Lotto Soudal (BEL), Team INEOS (GBR), Team Sunweb (GER), Trek-Segafredo (USA) e UAE Team Emirates (UAE).

 

ProTeams

Alpecin-Fenix (BEL), Caja Rural-Seguros RGA (ESP), Circus-Wanty Gobert (BEL), Fundación-Orbea (ESP) e Uno-X Norwegian Development Team (NOR)

 

Continentais

Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel (POR), Aviludo-Louletano (POR), Efapel (POR), Kelly-InOut-Build (POR), LA Alumínios-LA Sport (POR), Miranda-Mortágua (POR), Rádio Popular-Boavista (POR) e W52-FC Porto (POR)

 

Etapas

19 de fevereiro: 1.ª Etapa: Portimão – Lagos, 195,6 km

20 de fevereiro: 2.ª Etapa: Sagres – Fóia (Monchique), 183,9 km

21 de fevereiro: 3.ª Etapa: Faro – Tavira, 201,9 km

22 de fevereiro: 4.ª Etapa: Albufeira – Malhão (Loulé), 169,7 km

23 de fevereiro: 5.ª Etapa: Lagoa – Lagoa, 20,3 km (CRI)

 

 

"É um importante evento desportivo, mas sobretudo um cartão de promoção do Algarve que tem uma visibilidade que nos faz continuar esta aposta. A edição passada da corrida, só em território nacional, teve 25 horas de visibilidade televisiva, que resultou num retorno mediático superior a 9 milhões de euros. O 'cycling' tem um importante papel na estratégia de diversificação da oferta turística",

João Fernandes, presidente da Região de Turismo do Algarve

 

"O ciclismo é a festa do desporto na rua. O turismo do Algarve faz-se também com o desporto e a bicicleta é cada vez mais um instrumento de promoção da região. A Volta ao Algarve é um exemplo da afirmação internacional do país e não apenas da região",

Custódio Moreno, Diretor Regional do Instituto Português do Desporto e Juventude

 

"Esta corrida é apaixonante, acrescenta valor ao ciclismo e ao desporto portugueses, porque é um evento de excelência. A Volta ao Algarve tem o principal ingrediente de um evento desportivo: grandes campeões, que produzem emoções e espectáculo. A corrida é também a oportunidade para as equipas e os ciclistas portugueses se afirmarem no mundo",

Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 7 de junho de 2020 – 08:40:46

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...