13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Protocolo entre Município de Odemira e Federação Portuguesa de Canoagem

Potenciar, afirmar e divulgar as excelentes condições que o concelho de Odemira oferece para treinos e competições de canoagem é o objetivo de uma estratégia definida pelo Município, para tornar o concelho mais atrativo para os atletas. Pretende-se potenciar os recursos naturais, através do investimento em acessibilidades e em infraestruturas que ofereçam aos atletas melhores condições.

 

Neste sentido, foi já estabelecido um protocolo de colaboração entre o Município de Odemira e a Federação Portuguesa de Canoagem, assinado no dia 22 de fevereiro, em Vila Nova de Milfontes, pelo autarca José Alberto Guerreiro e pelo Presidente da Federação, Victor Manuel Taborda Félix.

 

O território de Odemira tem uma vantagem estrutural extraordinária, devido à conjugação do mar, o rio Mira e a barragem de Santa Clara, o que resulta num cenário privilegiado para a prática e treino de alta competição de canoagem, não só ao nível das águas, como também de clima ameno, variedade de alojamento e tranquilidade.

 

Este é um projeto cujo investimento poderá rondar um milhão de euros, que passará também por parcerias com outras entidades públicas e privadas, e que deverá ser implementado nos próximos dois anos.

 

O Município quer atrair mais clubes e seleções nacionais e estrangeiros para realizarem os seus estágios, uma vez que Vila Nova de Milfontes já é procurada há alguns anos por praticantes internacionais da modalidade, sobretudo de países do norte da europa, onde o rigor do inverno faz gelar os rios e lagos.

 

A realização de grandes eventos desportivos é também uma das apostas, numa parceria entre o Município de Odemira, Federação Portuguesa de Canoagem, Clube Náutico de Milfontes, Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes e Milfontes Canoe Village - Canoe and Kayak Training Camp.

 

O Rio Mira é o local de treino de canoístas de alto nível, como o atual campeão olímpico de C1 200 metros, o ucraniano Yuri Cheban, e a ex-atleta alemã Birgit Fischer, oito vezes campeã olímpica e 27 vezes campeã do mundo. Só neste inverno o Mira já recebeu cerca de 300 canoístas, de países como Alemanha, Bélgica, Bielorrússia, Cazaquistão, Coreia do Sul, Finlândia, França, Holanda, Inglaterra, Nova Zelândia, Polónia, Ucrânia e Uzbequistão.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 22 de abril de 2019 – 17:59:10

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...