14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Vagueira Pro realiza-se no domingo

 

 

A etapa decisiva do Campeonato Nacional de Bodysurf ALMA 2017 terá lugar no dia 10 de Setembro, na praia da Vagueira. São esperadas boas ondas e muita animação para este dia de encerramento do circuito, em que se irá apurar o Campeão Nacional de Bodysurf 2017. 

 

A competir em casa vai estar Miguel Rocha, o atual campeão nacional e líder do ranking, que pretende naturalmente vencer naquela que apelida de «a melhor praia do mundo». «Sagrar-me bicampeão nacional em casa era ouro sobre azul, levantar o troféu à frente dos vagueirudos é motivo de lágrima no canto do olho», resume “Migas”, aludindo à sua “claque” incansável, que promete não deixar ninguém indiferente.

 

O apoio da Câmara Municipal de Vagos a este evento repete-se pelo segundo ano consecutivo, após um balanço muito positivo de 2016.

 

«Foi uma etapa cheia de animação e muito público presente na praia, que culminou da melhor maneira com a vitória do Miguel Rocha. Em 2016 o campeonato terminou em Peniche e desde essa altura que ficou decidido que em 2017 a última etapa seria em Vagos e assim será», destaca Silvério Regalado, Presidente da Câmara de Vagos. «O meu desejo é que a modalidade possa crescer em torno dos municípios que têm apoiado o Bodysurf desde o primeiro momento e que corra tudo tão bem como no ano passado e com o Miguel Rocha a sagrar-se campeão nacional», acrescenta. Competição à parte, para animar ainda mais esta festa do Bodysurf, o Vagueira Pro 2017 lança um novo desafio aos bodysurfers: a Expression Session «Toucas e Pás». Com o objetivo de promover o convívio e a diversão, os atletas estão convidados a surpreender com a originalidade das suas toucas e handplanes. Sem limites à criatividade, espera-se uma surfada no mínimo memorável!
 
“Migas”, um exemplo de superação!

 

Miguel Rocha, para os amigos “Migas”, é um dos mais ilustres embaixadores do Bodysurf nacional. Além do talento na arte de surfar com o corpo, o atual campeão nacional tornou-se um exemplo de superação depois de ter conquistado o título no ano em que foi surpreendido com o desafio mais difícil da sua vida, o diagnóstico de Esclerose Múltipla (EM). 

 

«O Bodysurf tem-me ajudado em muito na minha auto-estima principalmente depois do diagnóstico de EM. É muito bom teres um objetivo para lutares e chegares lá. Depois de te dizerem que talvez não possas fazer alguma coisa parece que te apetece ainda mais fazer», resume o atleta. O treino, a humildade e a força de vontade têm sido, a par do apoio incansável da família, amigos e comunidade bodysurfer, a fórmula de sucesso de “Migas” que, pelo terceiro ano consecutivo, comprovou ser um dos atletas mais consistentes do circuito.  Foi «por culpa» do pai que o atleta da praia da Vagueira começou a surfar.

 

«Apanhava as boleias às costas dele até que me ensinou a fazer carreirinhas», recorda. O que começou como brincadeira de criança ganhou uma nova dimensão quando logo no arranque do Campeonato Nacional de Bodysurf, em 2015, se sagrou vice-campeão nacional, destacando-se entre a comunidade bodysurfer portuguesa que então se começava a formar. Em 2016 sagrou-se campeão nacional, e em 2017 Miguel Rocha soma e segue, mantendo-se na linha da frente com tudo a seu favor para renovar o título.
 
Calendário do Campeonato Nacional de Bodysurf ALMA 2017:

• Peniche Pro - 14 de Abril – Pico da Mota - Peniche 

• Ericeira Pro - 14 de Maio – Praia de Ribeira d’Ilhas - Ericeira, Mafra 

• Cascais Pro – 18 de Junho – Praia de Carcavelos/Guincho  

• Ocean Spirit Santa Cruz Pro-15 de Julho – Praia de Santa Cruz – Torres Vedras 

• Vagueira Pro - 10 de Setembro – Praia do Labrego – Vagos
 
Este campeonato só é possível com o apoio das Câmaras Municipais de Cascais, Mafra, Torres Vedras, Vagos e Peniche, do Centro de Alto Rendimento de Surf de Peniche, da Península de Peniche Surf Clube, da Associação de Surf Sealand de Santa Cruz, do Ericeira Surf Clube, da ALMA, da Xcel, da Dafin, das águas da Fonte Viva, da VitaCress, da Espumantaria, da UCA e da Caruma, marcas de handplanes, da Surfrider Foundation Europe Lisboa, dos parceiros de media MEO Beachcam e Vert Mag, da Federação Portuguesa de Surf, da Associação Surf Social Wave* que assume a organização deste campeonato e sobretudo dos bodysurfers que são o maior incentivo para levar este campeonato mais longe.   
 
* A Associação Surf Social Wave é uma associação sem fins lucrativos criada recentemente que atua na área do surf, contribuindo através da prática deste desporto e de todas as valias que o mesmo traz, quer do ponto de vista da capacitação física, quer do ponto de vista da aquisição de competências, para a melhoria de vida de três segmentos da sociedade em situação de exclusão social ou em risco de exclusão. Atua com crianças entre os 10 e os 14 anos, com adolescentes e ainda com pessoas em situação de desemprego. Este é um projeto estruturante e estruturado, que está alavancado nos principais parceiros do surf em Portugal e conta com parceiros institucionais. A Associação Surf Social Wave aposta também na organização do Bodysurf como forma de adquirir sustentabilidade para os seus projetos.  

 


 

Periodicidade Diária

domingo, 25 de agosto de 2019 – 03:13:55

Pesquisar

 

20 de agosto

2005 - 2019, são 14 anos


- quase 3 milhões de fotos

de cerca de 60 desportos diferentes

 

- aproximadamente 46.000 notícias

de cerca de 225 desportos diferentes

 

- e muito mais
 

tudo

Ao Serviço do Desporto em Portugal

Obrigado aos nossos leitores!

 

 

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...