15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Liliana Cá a caminho de Tóquio e perto do recorde de Portugal

 

 

Sensacional Liliana Cá obtém recorde pessoal de 65,10 metros, qualifica-se para os Jogos Olímpicos e é líder mundial

 

Depois de, a meio da semana, ter obtido um recorde pessoal lançando o disco a 63,28 metros, Liliana Cá voltou a mostrar todo o seu bom momento de forma nos Campeonatos Nacionais de Lançamentos Longos, que se realizaram em Vagos, ao alcançar um novo máximo com o registo de 65,10 metros, no seu único ensaio válido!

 

Esta marca permite a qualificação direta da atleta do Novas Luzes para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2021, elevando-a também a líder mundial do ano.

 

Este registo fica a escassos 30 centímetros do recorde de Portugal (65,40) que foi estabelecido em 1998 por Teresa Machado.

 

Foi o quarto título de Liliana Cá, que alcançou o seu primeiro triunfo há 15 anos (2006) e que venceu depois em 2009 e 2011!

 

Irina Rodrigues (Sporting), a sua grande rival em Portugal, foi segunda com 61,88 metros, a sua melhor marca do ano.

 

Ivanilda Lopes, Benfica, sagrou-se campeã de Esperanças.

 

Já no lançamento do dardo, Cláudia Ferreira (Sporting) abriu a sua época com um lançamento a 51,87 metros, para assegurar o seu terceiro título nacional consecutivo (e também de esperanças).

 

No martelo feminino, 18º título para a veterana (40 anos) Vânia Silva, do Sporting, que conseguiu a sua melhor marca do ano (59,10 metros), à frente da júnior Eva Gonçalves, do Cucujães, que conseguiu um recorde pessoal (47,87 metros).

 

Provas masculinas também interessantes

 

A prova de lançamento do dardo estava “marcada” com o recente recorde de Portugal (78,44 metros) obtido por Leandro Ramos.

 

O atleta do Benfica entrou bem na competição, com um lançamento de 73,40 metros, mas apenas no seu último ensaio conseguiu melhorar centímetros para o registo final (73,58 m), que lhe proporcionou o segundo título absoluto e de Esperanças.

 

No lançamento do disco masculino, Edujose Lima (Sporting), obteve o seu segundo título (primeiro em 2019), com a marca de 56,89 metros, enquanto Cleide Lopes (C Benfica Faro), quarto classificado, com 48,49 m, se sagrou campeão de Esperanças.

 

Já no que concerne ao martelo masculino, registou-se um bom despique, de novo, com António Vital e Silva (Benfica) a fazer valer o seu estatuto e a triunfar com um lançamento de 69,42 metros, para o sétimo título consecutivo.

 

Na segunda posição, Ruben Antunes (Sporting) também conseguiu o seu melhor registo da temporada (67,29 m), sagrando-se campeão de Esperanças. 

 

Pódios dos Campeonatos

 

 

Femininos

  Ouro

 

  Prata

Bronze
Disco Liliana Cá (Novas Luzes) 65,10 Irina Rodrigues (Sporting) 61,88 Ivanilda Lopes (Benfica) 49,43
Martelo Vânia Silva (Sporting) 59,10 Eva Gonçalves (NA Cucujães) 47,87 Inês Florêncio (J. Vidigalense) 43,75
Dardo Cláudia Ferreira (Sporting) 51,87 Bárbara Bica (CS Gaia) 42,27 Flávia Costa (J Vidigalense) 41,48
Masculinos
  Ouro Prata Bronze
Disco Edujose Lima (Sporting) 56,89 Ricardo Freitas (GRECAS) 51,67 Mykyta Sudashov (AC P Varzim) 51,04
Martelo António Vital Silva (Benfica) 69,42 Rúben Antunes (Sporting) 67,29 Miguel Carreira (J Vidigalense) 62,09
Dardo Leandro Ramos (Benfica) 73,58 Francisco Fernandes (C B Faro) 64,30 Mário Marques (SC Braga) 62,19

                                


Foto de Manuel Rocha

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 23 de abril de 2021 – 02:21:04

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 3h do Estoril

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...