15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

FPA atualiza regras de treino e competição em pista

 

O contexto de pandemia provocada pelo SARS-COV-2, vírus responsável pela COVID-19, obriga a uma constante atualização das regras sanitárias, no sentido de evitar a sua propagação nas populações.

 

As últimas orientações da Direção Geral da Saúde (DGS), de 25 de agosto, atualizam as recomendações para a retoma progressiva da competição desportiva, no âmbito da COVID-19, dando espaço para o retorno à realização de eventos de natureza desportiva.

 

Tendo por base esta nova recomendação, bem como o preconizado nas recomendações das entidades sanitárias e desportivas nacionais e internacionais, a Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) atualizou o seu “Programa de Retorno à Competição: O Atletismo Regressa à Pista da Excelência, de 16 de junho, disponível em https://www.fpatletismo.pt/o-retorno-%C3%A0- competi%C3%A7%C3%A3o-do-atletismo-portugu%C3%AAs.

 

Destacam-se as seguintes alterações que podem ser encontradas no site da FPA:

 

Utilização de balneários e chuveiros 

 

É permitida, embora deva ser evitada, a utilização de balneários e chuveiros.

 

Em caso de utilização deve ser seguido o preconizado na Orientação 030/2020 da DGS.

 

Lotação máxima dos espaços de prática desportiva

 

O atletismo é uma modalidade individual, sendo, por isso, raros os contactos físicos entre os praticantes e, como tal, considerada de baixo risco.

 

Não obstante, importa que se adotem medidas cautelares de segurança, que respeitem, quer as orientações emanadas da DGS, quer as orientações da FPA. O atletismo é geralmente uma modalidade segura e importa tudo fazermos para que, em situação de pandemia, não percamos esse estatuto e essa confiança que conquistámos publicamente.

 

Nesta conformidade, a Federação Portuguesa de Atletismo recomenda o seguinte:

 

- O espaço compreendido pela pista de 400 metros e pelo relvado não deve exceder as 70 pessoas em simultâneo e deve ser assegurado o distanciamento físico de dois metros, quando parados, ou de cinco a 10 metros, durante a prática de exercício.

 

Exemplo de distribuição espacial:

 

Zona A: Até 10 atletas/treinadores na reta da meta

Zona B: Até 10 atletas/treinadores na reta oposta à meta

Zona C: Até 10 atletas/treinadores no topo após a reta da meta

Zona D: Até 10 atletas/treinadores no topo da partida da reta da meta

Zona E: Até 10 atletas/treinadores na zona de saltos horizontais

Zona F: Até 20 atletas/treinadores na zona relvada

 

o Até 10 atletas/treinadores na zona de lançamentos longos

o Até 10 atletas/treinadores na zona oposta à zona de lançamentos longos

 

A duração máxima de cada sessão não deve exceder 90 minutos.

 

REFERÊNCIAS

 

1. Direção Geral da Saúde. Orientação 036/2020, de 25/08/2020: COVID-19: Desporto e Competições Desportivas. Disponível em https://www.dgs.pt/normas-orientacoes-e-informacoes/orientacoes-ecirculares-informativas/orientacao-n-0362020-de-25082020.aspx.

 

2. Federação Portuguesa de Atletismo. Programa de Retorno à Competição - O Atletismo Regressa à Pista da Excelência. Disponível em https://www.fpatletismo.pt/o-retorno-%C3%A0-competi%C3%A7%C3%A3odo-atletismo-portugu%C3%AAs.

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 16 de abril de 2021 – 16:42:55

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 3h do Estoril

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...