15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Nacionais Sub-20: Sisínio Ambriz bate recorde no comprimento com marca de nível mundial

 

As pistas do Porto (Maia e Ramalde), Leiria (Pombal), Lisboa (Estádio Universitário), Algarve (Vila Real de Santo António), São Miguel (Ponta Delgada) e Madeira (Ribeira Brava e RG3) voltaram, depois de ontem terem recebido os Campeonatos Nacionais de Sub-18, a ser anfitriãs, hoje, dos Campeonatos Nacionais de Sub-20, em mais uma exigente organização competitiva da Federação Portuguesa de Atletismo e das Associações Regionais e Distritais, com a transmissão dos resultados em tempo real através da parceria com a plataforma Portugal Athletics Results.

 

 

Mesmo ao “cair do pano”, Sisínio Ambriz, do Sport Lisboa e Benfica (SLB), protagonizou o momento-alto desta competição. Depois de arrecadar dois títulos ontem nos Campeonatos Nacionais de Sub-18 (com 10,73 (1.4) nos 100 metros, quarto europeu do ano (28.º mundial); e 21s77’, v: +2.9, nos 200 metros), venceu esta tarde o salto em comprimento, com a marca de 7,46 metros, batendo o recorde nacional de Sub-18 da disciplina, que pertencia a Marcos Caldeira desde 2005, e subindo ao terceiro lugar do ranking mundial e ao segundo lugar do ranking europeu deste ano.

 

Mas há mais resultados a sublinhar. Começando pela jornada da manhã, o destaque vai para a velocidade com os vencedores das provas de 100 metros e de 100 metros barreiras a estabeleceram as melhores marcas do ano. Nos 100 metros, Rui Corvelo, do Sporting Clube de Portugal (SCP), alcançou a marca de 10s82’; e, do lado feminino, na mesma distância, Beatriz Andrade, também do SCP, venceu com o tempo de 11s89’; para, na jornada da tarde, estabelecer a melhor marca do ano nos 200 metros, com o tempo de 24s72’. Já nos 100 metros barreiras, Margarida Patrício, da Associação Escola de Atletismo Correr+ do Cartaxo, venceu com o tempo de 15s09’, depois de ter sido terceira, ontem, nos Campeonatos Nacionais de Sub-18.

 

De salientar também as prestações de Pedro Buaró, do Grupo Desportivo do Estreito (GDE), com 5,10 metros, no salto com vara, sendo que, da parte da tarde, saltou 7 metros em comprimento; e de Ericsson Tavares, do Centro de Atletismo de Seia, com 48s25’, nos 400 metros e, na jornada da tarde, 21s75’, nos 200 metros.

 

Rodrigo Agostinho, do Clube de Atletismo Marinha Grande, sagrou-se campeão nacional de triplo salto, com 14,24 metros e vice-campeão nacional de salto em comprimento, com 7,14 metros.

 

No martelo, Francisco Pereira, do GDE, e Ruben Faria, da Associação Cultural e Desportiva Jardim da Serra (ACDJS,) “trocaram de lugar no pódio” em relação à competição de ontem, sendo que o primeiro sagrou-se hoje campeão de Sub-20, com a marca de 52,12 metros, à frente de Ruben Faria (51,87 metros), que se havia sagrado ontem campeão de Sub-18.

 

Em femininos, também Rita Figueiredo, do SCP, juntou hoje o título de campeã de Sub-20 ao de Sub-18 conquistado ontem, com a marca de 2m10s73’, nos 800 metros. Lurdes Oliveira, do Eirense, somou o título de Sub-20 ao de Sub-18, mas no comprimento, com um salto de 5,65 metros.

 

De sublinhar ainda os triunfos de Ana Costa, do Boavista Futebol Clube, nos 400 metros, com o tempo de 56s95’, e de Milena Lucena, do GDE, com 1,68 metros, no salto em altura.

 

Na jornada da tarde, Rosa Djombate, do SLB, venceu o triplo salto com 12,12 metros, melhor marca do ano; feito alcançado também por Juliana Guerreiro, do SCP, que venceu os 400 metros barreiras em 62s52’, superando o melhor resultado nacional do ano que tinha sido conquistado por si em julho. Etson Barros, do SLB, venceu os 1500 metros em 3m54s13’.

 

Os resultados provisórios podem ser consultados aqui.

 

Foto: Luís Barreto

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 23 de abril de 2021 – 01:28:34

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 3h do Estoril

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...