13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Portugal ganha bronze nos 20 km femininos de Taicang

Portugal conquistou esta manhã (tarde na China) a medalha de bronze dos 20 km femininos da Taça do Mundo de Marcha de Taicang, numa prova de grande nível técnico, sendo batido apenas pelas grandes favoritas Rússia e China. Com Ana Cabecinha no oitavo lugar (1.27.49), Vera Santos no 11.º (1.28.02), Susana Feitor 17.º (1.28.51) e Inês Henriques no 22.º (1.29.33), a formação portuguesa esteve ao seu melhor nível, tendo as atletas conseguido o melhor conjunto de marcas alguma vez alcançado numa mesma competição por quatro marchadoras portuguesas.
 
 
Desta vez, tudo correu pelo melhor, sem problemas de lesões, havendo a registar desde logo o recorde pessoal de Vera Santos, que retirou 12 segundos ao anterior máximo pessoal, registado nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 21 de Agosto de 2008. Mas também o impressionante registo de Susana Feitor, que, após duas épocas de dificuldades, consegue aos 39 anos um surpreendente resultado mais de um minuto abaixo da hora e meia.
 
 
Mas foi a recordista nacional Ana Cabecinha quem obteve o melhor resultado, com uma marca final a apenas três segundos desse máximo português, obtido também nos Jogos de Pequim. A atleta alentejana-algarvia, que há poucas semanas se ressentiu de lesão antiga, voltou a mostrar-se ao mais alto nível, terminando seis lugares à frente da atleta que fechou a equipa da China.
 
 
Quanto a Inês Henriques, nem o facto de não ter pontuado para a equipa retira qualquer mérito ao excelente tempo marcado, também ela a apenas três segundos do recorde pessoal. Em caso de desistência ou desclassificação de alguma colega, a marchadora de Rio Maior garantiria sempre o terceiro lugar da equipa a não ser no caso de se perder o melhor elemento (Ana Cabecinha, oitava).
 
 
A prova teve um início relativamente lento, com mais de trinta atletas no grupo da frente nos quilómetros iniciais, entre elas todas as portuguesas. A meio da terceira volta de dois mil metros, a ucraniana Lyudmyla Olyanovska decidiu pôr termo ao marasmo e lançou-se num ataque que lhe permitiu passar aos seis quilómetros destacada do grupo liderado pelas italianas Elenora Giorgi e Antonella Palmisano e pelas chinesas Hong Liu (favorita entre as da «casa») e Xiuzhi Lu.
 
 
A meio da prova, Olyanovska mantinha um avanço de cerca de 50 metros, com o pelotão ainda a integrar 22 atletas. Nesta fase, Inês Henriques seguia num segundo grupo, com as espanholas Raquel González, María José Poves e Beatriz Pascual (Júlia Takács andava no grupo principal).
 
 
Com a aproximação das fases mais decisivas da competição, russas e chinesas assumiram o controlo das prova, passando aos 15 quilómetros a ocupar todos os oito primeiros lugares excepto o terceiro, de Lyudmyla Olyanovska. Era o momento da aposta da russa Anisya Kirdyapkina, que perto dos 14 quilómetros se tinha adiantado às concorrentes, para se isolar no primeiro lugar, que não perderia até cortar a meta.
 
 
Não muito longe, Hong Liu, Lyudmyla Olyanovska, Xiuzhi Lu e a russa Elmira Alembekova mantinham o duelo pelos lugares imediatos e, no caso de russas e chinesas, pela vitória colectiva. À entrada para a légua final, as dez primeiras atletas já se espalhava por cerca de cem metros, isoladas ou em pequenos grupos. Pouco mais atrás, Vera Santos, no 13.º lugar, tinha de haver-se com a italiana Antonella Palmisano, a chinesa Sun Huanhuan e a russa Lina Bikulova, de quem conseguiria livrar-se nas voltas finais, excepto da italiana, que chegaria na nona posição.
 
 
Na meta, Anisya Kirdyapkina assinava a melhor marca mundial do ano, com 1.26.31 h, menos 27 segundos que Hong Liu (1.26.58), enquanto Elmira Alembekova conseguia chegar ao pódio (1.27.02), ficando a formação russa fechada logo no quarto lugar, com Vera Sokolova (1.27.03). Igualmente magnífico foi o desempenho da italiana Eleonora Giorgi, que, com 1.27.05 h, terminava no quinto posto e estabelecia novo recorde italiano da distância.
 
 
A equipa da China haveria de completar-se com o sexto lugar de Xiuzhi Lu (1.27.15) e com o 14.º Jingjing Nie (1.28.43). Com as diferentes formações bastante separadas, a Rússia vencia com oito pontos, seguida da China, com 22, e de Portugal, com 36. A seguir ficavam a Espanha (49), a Itália (70), a Ucrânia (81), a Lituânia (100) e a Bielorrússia (121).
 
 
Para além do recorde nacional de Giorgi, outros máximos foram estabelecidos para a Ucrânia (Lyudmyla Olyanovska, 1.27.27), o México (Guadalupe González, 1.28.48), a Polónia (Agnieszka Dygacz, 1.28.58), a Lituânia (Neringa Aidietyte, 1.29.37), a Colômbia (Sandra Arenas, 1.30.18), os Estados Unidos (Maria Michta, 1.30.49) e a Índia (Khushbir Kaur, 1.31.40). De assinalar ainda o recorde sul-americano para a peruana Kimberly García, 24.ª, com 1.29.44 h.
 
 
Quinta «portuguesa» em prova, Kristina Saltanovic contribuiu de forma decisiva para o sétimo lugar da Lituânia, com 100 pontos, a seguir à Ucrânia e à frente da Guatemala. Além de Neringa (23.ª) e de Kristina (43.ª, 1.32.58), a equipa lituana contou com Brigita Virbalyté (34.ª, 1.31.24).
 
 
Classificação
 
 
20 km femininos
1.ª, Anisya Kirdyapkina (Rússia), 1.26.31
2.ª, Hong Liu (China), 1.26.58
3.ª, Elmira Alembekova (Rússia), 1.27.02
4.ª, Vera Sokolova (Rússia), 1.27.03
5.ª, Eleonora Giorgi (Itália), 1.27.05
6.ª, Xiuzhi Lu (China), 1.27.15
7.ª, Lyudmyla Olyanovska (Ucrânia), 1.27.27
8.ª, Ana Cabecinha (Portugal), 1.27.49
9.ª, Antonella Palmisano (Itália), 1.27.51
10.ª, Marina Pandakova (Rússia), 1.27.54
11.ª, Vera Santos (Portugal), 1.28.02
12.ª, Lina Bikulova (Rússia), 1.28.12
13.ª, Raquel González (Espanha), 1.28.36
14.ª, Jingjing Nie (China), 1.28.43
15.ª, María José Poves (Espanha), 1.28.46
16.ª, Guadalupe Gonzalez (México), 1.28.48
17.ª, Susana Feitor (Portugal), 1.28.51
18.ª, Agnieszka Dygacz (Polónia), 1.28.58
19.ª, Huiqin Ding (China), 1.29.17
20.ª, Huanhuan Sun (China), 1.29.20
21.ª, Beatriz Pascual (Espanha), 1.29.22
22.ª, Inês Henriques (Portugal), 1.29.33
23.ª, Neringa Aidietyte (Lituânia), 1.29.37
24.ª, Kimberly García (Peru), 1.29.44
25.ª, Sandra Arenas (Colômbia), 1.30.18
26.ª, Mirna Ortíz (Guatemala), 1.30.18
27.ª, Hanna Drabenia (Bielorrússia), 1.30.32
28.ª, Mayra Perez (Guatemala), 1.30.41
29.ª, Júlia Takács (Espanha), 1.30.43
30.ª, Maria Michta (E.U. América), 1.30.49
31.ª, Rachel Seaman (Canadá), 1.31.14
32.ª, Alina Matveyuk (Bielorrússia), 1.31.14
33.ª, Inna Kashyna (Ucrânia), 1.31.21
34.ª, Brigita Virbalyté (Lituânia), 1.31.24
35.ª, Khushbir Kaur (Índia), 1.31.40
36.ª, Sandra Galvis (Colômbia), 1.31.57
37.ª, Laura Reynolds (Irlanda), 1.32.25
38.ª, Erica De Sena (Brasil), 1.32.27
39.ª, Tanya Holliday (Austrália), 1.32.36
40.ª, Yanelli Caballero (México), 1.32.51
41.ª, Olena Shumkina (Ucrânia), 1.32.52
42.ª, Rei Inoue (Japão), 1.32.55
43.ª, Kristina Saltanovic (Lituânia), 1.32.58
44.ª, Katarzyna Burghardt (Polónia), 1.33.08
45.ª, Ainhoa Pinedo (Espanha), 1.33.13
46.ª, Yeongeun Jeon (Coreia do Sul), 1.33.38
47.ª, Paulina Buziak (Polónia), 1.33.50
48.ª, Johanna Jackson (Grã-Bretanha), 1.33.55
49.ª, Kelly Ruddick (Austrália), 1.34.00
50.ª, Maritza Poncio (Guatemala), 1.34.11
51.ª, Maria Czaková (Eslováquia), 1.34.13
52.ª, Magaly Bonilla (Equador), 1.35.08
53.ª, Cisiane Lopes (Brasil), 1.35.26
54.ª, Kumiko Okada (Japão), 1.35.37
55.ª, Halyna Yakovchuk (Ucrânia), 1.35.48
56.ª, Valentina Trapletti (Itália), 1.35.58
57.ª, Federica Curiazzi (Itália), 1.35.59
58.ª, Corinne Baudoin (França), 1.36.13
59.ª, Miranda Melville (E.U. América), 1.36.18
60.ª, Paola Pérez (Equador), 1.36.19
61.ª, Monika Kapera (Polónia), 1.36.22
62.ª, Darya Balkunets (Bielorrússia), 1.36.31
63.ª, Ángela Castro (Bolívia), 1.36.32
64.ª, Ai Michiguchi (Japão), 1.36.47
65.ª, Emilie Menuet (França), 1.38.07
66.ª, Violaine Averous (França), 1.38.08
67.ª, Mari Olsson (Suécia), 1.38.10
68.ª, Claudia Balderrama (Bolívia), 1.38.10
69.ª, Barbara Kovács (Hungria), 1.38.53
70.ª, Inès Pastorino (França), 1.39.11
71.ª, Laura Polli (Suíça), 1.39.47
72.ª, Polina Repina (Casaquistão), 1.39.51
73.ª, Marie Polli (Suíça), 1.41.22
74.ª, Yadira Guamán (Equador), 1.41.47
75.ª, Cornelia Swart (África do Sul), 1.42.19
76.ª, Florida Miniyanova (Casaquistão), 1.42.44
77.ª, Nicola Evangelista (Canadá), 1.43.22
78.ª, Kathleen Burnett (E.U. América), 1.44.00
79.ª, Susan Randall (E.U. América), 1.45.01
80.ª, Erin Talcott (E.U. América), 1.45.25
81.ª, Elena Goh Ling Yin (Malásia), 1.45.34
82.ª, Katelynn Ramage (Canadá), 1.49.30
83.ª, Radosveta Simeonova (Bulgária) – para além do tempo limite
84.ª, Corinne Henchoz (Suíça) – para além do tempo limite
Desclassificada: Olha Iakovenko (Ucrânia).
Desistentes: Wendy Cornejo (Bolívia), Nastassia Yatsevich (Bielorrússia) e Agnese Pastare (Letónia).
 
Por equipas
1.ª, Rússia, 8 pontos
2.ª, China, 22
3.ª, Portugal, 36
4.ª, Espanha, 49
5.ª, Itália, 70
6.ª, Ucrânia, 81
7.ª, Lituânia, 100
8.ª, Guatemala, 104
9.ª, Polónia, 109
10.ª, Bielorrússia, 121
11.ª, Japão, 160
12.ª, E.U. América, 167
13.ª, Equador, 186
14.ª, França, 189
15.ª, Canadá, 190
16.ª, Suíça, 228
 
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

sexta-feira, 24 de maio de 2019 – 10:50:17

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...