13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Taça do Mundo de Marcha passa a mundial de selecções

A Taça do Mundo de Marcha vai passar a ser designada por Campeonato do Mundo de Marcha por Selecções (tradução não oficial), a partir já da próxima edição, em 2016 (Cheboksary, Rússia). A decisão foi tomada em Eugene (EUA) durante a reunião do Conselho da AIFA realizada nos dias que precederam os recentes mundiais de juniores e teve por base uma recomendação apresentada pelo Comité de Marcha da federação internacional. A apresentação da recomendação não registou opiniões discordantes.
 
 
A intenção da recomendação agora aprovada vai no sentido de dar maior ênfase à verdadeira dimensão da competição (que é colectiva e não individual) e tornar mais apelativo o nome da prova, emprestando-lhe um cunho de verdadeira atribuição de títulos (neste caso, colectivos). Até agora, as taças do mundo de marcha apuravam as melhores selecções do mundo nesta especialidade, mas, não tendo o «estatuto» de campeonatos, não viam os respectivos vencedores serem proclamados campeões (ainda que na prática o fossem).
 
 
Historicamente, tem havido federações nacionais que não se fazem representar nas taças do mundo de marcha e outras que enviam apenas um ou dois atletas por prova, motivo pelo qual não podem integrar as classificações colectivas. Resta agora ver como e se essa atitude vai mudar e se vão ser criados incentivos para que maior número de países participem nos «novos» mundiais por equipas.
 
 
Outra incógnita relaciona-se com a regulamentação da prova, uma vez que não está ainda claro se a nova designação vai trazer associada alguma alteração regulamentar. Uma alteração que se admite poder ocorrer está relacionada com as distâncias das provas de juniores, que no sector masculino poderiam aumentar de 10 para 15 quilómetros, sobre circuitos de mil metros (ficando para os seniores os circuitos de 2000 metros). Estas alterações poderiam ser a resposta para o facto de as provas deste escalão já começarem a ser demasiado rápidas, sobretudo entre os rapazes.
 
 
Atendendo a que, no caso do continente europeu, as taças do mundo de marcha (anos pares) têm alternado com as taças da Europa de marcha (anos ímpares), admite-se também a possibilidade de a Associação Europeia de Atletismo seguir o procedimento da Associação Internacional de Federações de Atletismo e mudar o nome da Taça da Europa de Marcha para uma designação semelhante à do mundial por equipas, previsivelmente depois de 2016.
 
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

quarta-feira, 22 de maio de 2019 – 10:37:41

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...