14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Pedro Isidro, exemplo de dedicação e superação

 

Pedro Isidro, nascido a 17 de julho de 1985, na Azambuja, foi uma das figuras em maior destaque da delegação portuguesa aos campeonatos mundiais de atletismo disputados recentemente em Pequim, ao estabelecer um novo recorde pessoal na prova dos 50 km marcha, com o tempo de 3.55.44 horas. O atleta benfiquista cortou a linha de meta no “Ninho de Pássaro”, estádio que acolheu os Jogos Olímpicos de 2008, na 21.ª posição entre 52 participantes.
 
De grande dedicação, espírito de sacrifício e humildade, Pedro Isidro tem ainda uma enorme força de vontade que o faz superar obstáculos, alguns dos quais seriam até normais para outros atletas. Desde o ano da estreia na especialidade dos 50 km marcha, nos Campeonatos de Portugal de 2008, na Mealhada (5.04.26), voltando à distância nos Campeonatos de Portugal de 2011, na Batalha (4.10.45), vem anualmente melhorando os seus recordes pessoais. Em 2012, Saransk (Taça do Mundo), com 3.58.00, em 2013, Moscovo (Campeonatos do Mundo), com 3.57.30, em 2014, Taicang (Taça do Mundo), com 3.56.15, e agora em Pequim com a marca já referenciada.
 
O feito de Isidro foi salientado pela imprensa desportista e generalista e o responsável técnico da seleção portuguesa, João Abrantes, em declarações aos “media” realçou o seu desempenho, integrando-o nos conjunto de cinco atletas que mais se destacaram nos mundiais, a par do medalhado Nélson Évora, da finalista Ana Cabecinha e das semifinalistas Filomena Costa e Sara Moreira.
 
De notar, também, que Pedro Isidro, multi-campeão europeu e mundial em campeonatos para atletas portadores de deficiências cognitivas ou intelectuais (o primeiro nessa área a estar presente, por mérito próprio, nuns Jogos Olímpicos) foi o único, dos 16 que competiram em Pequim, a estabelecer um novo recorde pessoal.
 
É curioso referir que dos 15 atletas com mínimos, selecionados pela FPA (Hélio Gomes seria, mais tarde, convidado pela IAAF e o seu treinador, o espanhol António Serrano, esteve na capital chinesa integrado na delegação espanhola), todos se fizeram acompanhar pelos seus treinadores (nove, no total), com exceção de Isidro, cujo treinador, Luís Dias, não fez parte da delegação para Pequim.
 
A Arons de Carvalho, do jornal desportivo “Record”, Pedro Isidro que nesta segunda participação em mundiais de atletismo, melhorou sete lugares e quase dois minutos o desempenho de Moscovo-2013, mostrava-se muito satisfeito pelo recorde pessoal e pelo mínimo para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que se disputarão em agosto do próximo ano, afirmando:
 
Surpreendi-me a mim próprio, não estava à espera de bater o recorde pessoal. Estava mais à espera de fazer uma boa classificação. Não estava a contar com uma boa marca devido ao calor e à humidade que se tem feito sentir. O meu treinador fartou-se de me avisar para ter cuidado com o ritmo pois poderia pagar uma fatura muito grande.
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019 – 13:48:17

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- Campeonato Nacional WABBA Portugal & Hercules Olympia Portugal

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...