14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Balanço da marcha portuguesa em Pequim: 20 e 50 km masculinos

 

A participação portuguesa nas provas masculinas de marcha dos mundiais de Pequim teve em Pedro Isidro o desempenho mais positivo, graças ao recorde pessoal registado nos 50 km. O atleta do Benfica foi 21.º classificado, com 3.55.44 h, sendo o único dos 16 membros da delegação portuguesa a superar o melhor registo pessoal com que se apresentava na capital chinesa. Sobre a presença de Pedro Isidro nestes campeonatos do mundo pode ver-se análise em texto à parte.
 
Nos 20 km masculinos, Portugal apresentava o que já poderia chamar-se «a equipa habitual», composta pelos irmãos João e Sérgio Vieira. Para João Vieira, tratava-se da nona presença em mundiais, onde se estreou com a participação em Sevilha-1999. Já Sérgio Vieira averbou em Pequim a quarta presença, numa sequência que se iniciou em Ósaca-2007.
 
João Vieira carregava o peso do brilhante quarto lugar conquistado há dois anos, nos anteriores mundiais de Moscovo. Um fardo a que dificilmente o atleta do Sporting poderia dar correspondência desta vez, tendo em conta sobretudo que o início da época ficou marcado por uma intervenção cirúrgica e que o resto da temporada teria de ressentir-se desse facto.
 
Apesar de João Vieira ter surpreendido com bons resultados em alguns momentos de 2015, incluindo uma excelente confirmação dos mínimos para Pequim (1.21.51, Corunha, 6 de Junho), a verdade é que o circuito junto ao Ninho de Pássaro não foi o espaço em que conseguisse brilhar, tendo seguido em quebra, como demonstra a sequência de parciais por légua: 20.50 / 21.18 / 21.42 / 21.59.
 
Ainda assim, não foi o pior desempenho de João Vieira em campeonatos do mundo de atletismo, onde, para além de duas desclassificações e uma desistência, tinha uma marca na casa da hora e 27 minutos, registada em 2007 (Ósaca, 1.27.44). Nessa ocasião tinha sido 25.º, mas o que mais vale são as boas classificações do recordista nacional de 20 e 50 km, que além de quarto em Moscovo-2013, tinha anteriormente averbado o nono lugar em Berlim-2009. De resto, a marca da capital alemã (1.21.43) permanece como a melhor do sportinguista em mundiais de atletismo.
 
Quanto a Sérgio Vieira, que em vários momentos da carreira competitiva conseguiu obter resultados de monta, nunca registou em mundiais de atletismo resultados ou classificações à altura da sua condição de ex-recordista nacional e primeiro marchador português abaixo de 1.21.00 h. No caso do atleta do Benfica, os ares do Oriente parece não serem muito propícios ao sucesso, tendo a desistência em Pequim repetido o desfecho da participação nos mundiais de Ósaca, em 2007.
 
Com um 40.º lugar, há dois anos, em Moscovo, com 1.28.34 h, Sérgio Vieira mantém como melhor desempenho mundialista o 26.º posto de Berlim-2009, com 1.23.32 h. Desta vez, em Pequim, problemas musculares surgidos semanas antes determinaram um abandono precoce, mesmo antes de atingir o quarto de prova. Assim, a glória parece que fica à espera de melhores dias.
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019 – 09:34:31

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...