13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Barrondo e Liu vencem na Corunha

Erik Barrondo e Liu Hong venceram este sábado as provas de 20 km do 28.º Grande Prémio Internacional de Marcha Cantones de La Coruña. No final de uma prova marcadamente táctica, o atleta da Guatemala registou 1.21.14 h, menos cinco segundos que o japonês Eiki Takahashi e menos dez que o brasileiro Caio Bonfim, enquanto a marchadora chinesa impôs grande superioridade na segunda meia prova, terminando com 1.27.39 h, adiante da guatemalteca Mirna Ortiz (1.29.56) e da italiana Eleonora Giorgi (1.30.00).
 
 
Na prova feminina, duas portuguesas terminaram nos lugares imediatamente abaixo do pódio: Ana Cabecinha foi quarta, com 1.30.12 h, Inês Henriques foi quinta, com 1.30.49. Mais atrás, Daniela Cardoso chegou na 18.º posição, com 1.37.57 h, numa prova que não chegou a ser concluída por Susana Feitor, que desistiu ainda antes de metade da competição.
 
 
Inês Henriques, esteve, aliás, em plano de destaque, ao comandar isolada a partir dos cinco quilómetros e mantendo essa condição durante sete voltas. Seria então alcançada por Liu, Cabecinha e depois por Ortiz e Giorgi.
 
 
A meia volta do fim, Ana Cabecinha parecia ser a melhor entre as concorrentes que seguiam (a distância considerável) a líder Liu Hong e ter garantido o segundo lugar na prova, mas uma parte final muito rápida por Ortiz e Giorgi fez que a portuguesa caísse para fora do pódio. Beatriz Pascual, no oitavo lugar (1.32.17) foi a melhor espanhola, tendo ainda à frente Mayra Herrera (Guatemala, 1.31.39) e Laura Reynolds (Irlanda, 1.31.57).
 
 
Na luta pelas últimas vagas em aberto para os europeus de Zurique, Inês Henriques parece ter-se superiorizado a Susana Feitor, enquanto do lado espanhol Ainhoa Pinedo terminou no décimo lugar, com 1.32.59 h, um lugar adiante de María José Poves, que gastou quase dois minutos mais (1.34.36).
 
 
E se a prova feminina de 20 km foi dividida entre o momento da liderança portuguesa e o da liderança chinesa, bem diferente foi a competição masculina, onde a táctica imperou de princípio a fim. Com um pelotão da frente composto por muitas unidades ao longo do tempo, só na fase final a classificação ficou escalonada de forma clara, com a imposição dos atletas dotados de maior velocidade e de maior capacidade de resistir às sucessivas mudanças de ritmo.
 
 
Acima de todos acabou por prevalecer o guatemalteco Erik Barrondo, vice-campeão olímpico da distância em Londres-2012, superiorizando-se desta vez ao japonês Takahashi e ao brasileiro Caio Bonfim. Logo a seguir terminaram o colombiano Eider Arévalo (1.21.28), Isamu Fujisawa (Japão, 1.21.38) e Dane Bird-Smith (Austrália, 1.21.42), para surgir apenas na sétima posição o primeiro europeu, a grande esperança da marcha alemã, Hagen Pohle (1.21.47).
 
 
Medalhado de bronze nos mundiais de Moscovo do Verão passado, Miguel Ángel López foi o primeiro espanhol (e segundo europeu), chegando na 12.ª posição, com 1.22.26 h. Francisco Arcilla, 14.º, com 1.23.25 h, terá dado um passo importante para ser o terceiro espanhol para os 20 km masculinos dos campeonatos da Europa, para os quais estão já seleccionados Miguel Ángel López e Álvaro Martín.
 
 
Quanto aos restantes portugueses, Fábio Conceição (46.31) e Miguel Rodrigues (46.33) foram, respectivamente, terceiro e quarto na prova aberta de 10 km, ganha por Pablo Oliva (Nerja), com 42.59 m, enquanto Mara Ribeiro terminava a mesma prova no 12.º posto, com 51.14 m, Edna Barros era 14.ª (51.47) e Laura Leal terminava na 25.ª posição (56.28). Atleta luso-espanhol do Real Clube Celta, Christian Curopos venceu os 5 km, com 23.36 m.
 
 
Classificações
20 km masculinos
1.º, Erik Bernabé Barrondo, 1991 (Guatemala), 1.21.14
2.º, Eiki Takahashi, 1992 (Japão), 1.21.19
3.º, Caio Oliveira de Sena Bonfim, 1991 (Brasil), 1.21.24
4.º, Eider Arévalo, 1993 (Colômbia), 1.21.28
5.º, Isamu Fujisawa, 1987 (Japão), 1.21.38
6.º, Dane Bird-Smith, 1992 (Austrália), 1.21.42
7.º, Hagen Pohle, 1992 (Alemanha), 1.21.47
8.º, Iñaki Gomez, 1988 (Canadá), 1.21.52
9.º, Evan Dunfee, 1990 (Canadá), 1.21.52
10.º, Hirooki Arai, 1988 (Japão), 1.22.07
11.º, Jared Tallent, 1984 (Austrália), 1.22.19
12.º, Miguel Ángel López Nicolas, 1988 (Espanha), 1.22.26
13.º, Jesús Tadeo Vega, 1994 (México), 1.23.00
14.º, Francisco Arcilla, 1984 (Espanha), 1.23.25
15.º, Yerko Araya Cortes, 1986 (Chile), 1.23.31
16.º, Federico Tontodonati, 1998 (Itália), 1.23.43
17.º, Nils Brembach, 1993 (Alemanha), 1.23.44
18.º, Alvaro Martín Uriol, 1994 (Espanha), 1.24.00
19.º, Ivan Gabriel Garrido, 1994 (Colômbia), 1.24.01
20.º, Omar Segura Mendoza, 1981 (México), 1.24.24
21.º, Jarkko Kinnunen, 1984 (Finlândia), 1.24.25
22.º, Luis Alberto Amézcua Balboa, 1992 (Espanha), 1.24.32
23.º, Cedric Houssaye, 1979 (França), 1.24.38
24.º, Koichiro Morioka, 1985 (Japão), 1.25.15
25.º, Gao Wenkui, 1995 (China), 1.25.19
26.º, Anibal Eduardo Paau, 1987 (Guatemala), 1.25.20
27.º, Mac Tur Picó, 1994 (Espanha), 1.25.32
28.º, Takayuki Tanii, 1983 (Japão), 1.25.34
29.º, Erik Tysse, 1980 (Noruega), 1.25.38
30.º, Omar Zepeda León, 1977 (México), 1.25.45
31.º, Sandor Racz, 1986 (Hungria), 1.25.49
32.º, Wang Zhedong, 1991 (China), 1.25.52
33.º, Francisco José Durán Acuña, 1993 (Espanha), 1.25.52
34.º, Takuya Yoshida, 1990 (Japão), 1.25.59
35.º, David Christian Berdeja, 1981 (México), 1.26.48
36.º, Jaime Daniel Quiyuch, 1988 (Guatemala), 1.26.59
37.º, Horacio Nava Reza, 1982 (México), 1.27.25
38.º, Luo Yadong, 1992 (China), 1.27.41
39.º, Jesus Ángel García Bragado, 1969 (Espanha), 1.27.50
40.º, Fredy Hernández, 1978 (Colômbia), 1.29.06
41.º, Mario Sillero, 1990 (Espanha), 1.29.29
42.º, Hugo Andrieu, 1992 (França), 1.29.32
43.º, Clemente García Salas, 1992 (México), 1.29.38
44.º, Iván Pajuelo Paredes, 1993 (Espanha), 1.30.22
45.º, Hathem Ghoula, 1973 (Tunísia), 1.32.37
46.º, Miguel Ángel Prieto, 1964 (Espanha), 1.32.38
47.º, Marcos Monterrubio Fernández, 1981 (Espanha), 1.37.26
48.º, Max Batista Gonçalves dos Santos, 1994 (Brasil), 1.40.21
49.º, Tiago do Nascimento Fonseca, 1989 (Brasil), 1.41.18
50.º, Francisco Solana Izquierdo, 1970 (Espanha), 1.56.57
Desclassificados: Erwin González Astellano, 1994 (México), Luís Fernando López, 1979 (Colômbia), Edwuard Araya Cortes, 1986 (Chile) e Marcel Lehmberg, 1992 (Alemanha).
 
20 km femininos
1.ª, Liu Hong, 1987 (China), 1.27.58
2.ª, Mirna Sucely Ortiz, 1987 (Guatemala), 1.29.56
3.ª, Eleonora Giorgi, 1989 (Itália), 1.30.00
4.ª, Ana Cabecinha, 1984 (Portugal), 1.30.12
5.ª, Inês Henriques, 1980 (Portugal), 1.30.49
6.ª, Mayra Carolina Herrera, 1988 (Guatemala), 1.31.39
7.ª, Laura Reynolds, 1989 (Irlanda), 1.31.57
8.ª, Beatriz Pascual, 1982 (Espanha), 1.32.17
9.ª, Sandra Lorena Arenas, 1993 (Colômbia), 1.32.30
10.ª, Ainhoa Pinedo, 1983 (Espanha), 1.32.59
11.ª, María José Poves, 1978 (Espanha), 1.34.36
12.ª, Laura García-Caro, 1995 (Espanha), 1.34.50
13.ª, Monica Equihua Solorzano, 1982 (México), 1.35.31
14.ª, Lorena Luaces, 1984 (Espanha), 1.36.51
15.ª, Yeseida Carrillo, 1993 (Colômbia), 1.36.57
16.ª, Maritza Rafaela Poncio, 1994 (Guatemala), 1.37.24
17.ª, Mar Juárez, 1993 (Espanha), 1.37.27
18.ª, Daniela Cardoso, 1991 (Portugal), 1.37.57
19.ª, Lucie Auffret, 1990 (França), 1.39.42
20.ª, Amanda Cano, 1994 (Espanha), 1.40.03
21.ª, Elyana Santana da Silva, 1984 (Brasil), 1.51.56
22.ª, Sandrine Eichholtzer, 1977 (França), 1.56.00
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

sexta-feira, 24 de maio de 2019 – 19:10:51

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...