14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Elite mundial da marcha durante dois dias na China

Os melhores marchadores do mundo estão este fim-de-semana reunidos na cidade chinesa de Taicang, para a realização da 26.ª Taça do Mundo de Marcha. Com um programa oficial de cinco provas, são esperados grandes espectáculos para os adeptos da marcha atlética a acompanhar as competições que hão-de determinar quem vai suceder à Rússia com vencedora colectiva em todos os cinco eventos da edição anterior, realizada em Saransk (Rússia) há dois anos.
 
 
 
Em Taicang, a lituana Kristina Saltanovic e a portuguesa Susana Feitor vão atingir a décima presença em taças do mundo de marcha, igualando o máximo feminino na posse de duas atletas já retiradas da alta competição, a húngara Ildikó Ilyés (1987-2006) e a mexicana Graciela Mendoza (1987-2008). No sector masculino, Zoltán Czukor (1987-2012) e o holandês Harold van Beek (1989-2012) detêm o máximo absoluto de participações nestas competições, com nada menos que 12 presenças. Um registo que, pelos vistos, Augusto Cardoso não atingirá uma vez que, após 11 presenças (tal como o sueco Bo Gustafsson), não conseguiu este ano entrar na formação portuguesa e anunciou entretanto que deixava de ter a selecção nacional como objectivo.
 
 
 
A poucas horas do primeiro tiro de partida cresce a expectativa à volta de cada uma das provas a disputar pelos atletas provenientes de um total de 48 países inscritos. Nos 50 km, são japoneses os detentores das duas melhores marcas mundiais do ano. Takayuki Tanii, com 3.41.32 h, e Yuki Yamazaki, com 3.44.23 h, conseguiram nos nacionais de Wajima, a 20 de Abril, os melhores resultados do ano em curso, mas essas são ausências já garantidas que deixam fortes esperanças aos melhores chineses, polacos e mexicanos, para já não falar de russos e ucranianos, muito ausentes das listas mundiais mas que devem ter os trunfos bem guardados.
 
 
 
São também japoneses os detentores das melhores marcas mundiais de 20 km masculinos. Yusuke Suzuki e Eiki Takahashi têm em 2014, respectivamente, 1.18.17 h 1.18.41 h, registos obtidos em Kobe e que constituem os únicos resultados mundiais alcançados este ano abaixo de 1.19 h. Nesta distância, a Ucrânia posiciona nada menos que seis atletas até ao 12.º lugar da lista mundial, confirmando-se como uma forte possibilidade para o pódio colectivo em Taicang. Ivan Losev (1.19.33) e Nazar Kovalenko (1.19.46) foram os primeiros nos nacionais de Alushta, em 28 de Fevereiro, surgindo como melhores europeus na lista mundial do ano.
 
 
 
Na mesma distância mas nas senhoras, a chinesa Hong Liu é não apenas a líder mundial, graças à vitória em Lugano com 1.27.25 h, mas também o principal nome entre as chinesas para a luta pela vitória individual em Taicang e consequente contributo para a classificação colectiva. No entanto, as russas não deixam de ser favoritas à vitória por equipas, apesar de a lista mundial do ano apresentar menor densidade de atletas russas do que noutros anos («apenas» seis nas vinte primeiras).
 
 
 
Interessante será acompanhar a «relação de forças» entre Liu e a italiana Eleonora Anna Giorgi, primeira e segunda em Lugano com as melhores marcas mundiais de 2014, separadas por escassos quatro segundos.
 
 
 
Nas provas dos mais novos, de 10 km para masculinos e femininos, um nome ressoa mais forte que todos: o da checa Anežka Drahotová, que, apesar de júnior, tem já considerável experiência e marcada presença entre as melhores absolutas do mundo. Exemplo disso foi o brilhante sétimo lugar nos mundiais de Moscovo de 2013, após uma prova em que a esguia atleta checa não teve receio de assumir a liderança da competição, isolada com a credenciada italiana Elisa Rigaudo. E se entre as seniores poucas são em todo o mundo as atletas capazes de ombrear com Anežka Drahotová, menos serão as juniores capazes de lhe dar luta em Taicang, mesmo as representantes das superpotências russa e chinesa. Drahotová até nem tem competido com juniores, onde a lista mundial apresenta oito chinesas e duas russas nas dez primeiras posições, com destaque para a chinesa Dandan Duan (43.31 em Huangshan a 27 de Fevereiro), mas dificilmente se pode deixar de reconhecer favoritismo à marchadora-ciclista-corredora da República Checa nesta taça do mundo.
 
 
 
Mais apertada deverá ser a prova masculina, onde se prevê que pontifiquem o melhor júnior mundial do ano, Gao Wenkui (China, 40.25), o japonês Yuki Kurumisawa (41.20) e o australiano Jesse Osborne (41.27), além da restante «armada» chinesa, que preenche oito dos dez primeiros lugares do «ranking» mundial do ano (só Kurumisawa e Osborne se intrometem).
 
 
 
Perante este quadro, quando terminarem as provas da 26.ª Taça do Mundo de Marcha é bem provável que pelo menos alguns «rankings» mundiais (para não dizer de todas as distâncias do programa) tenham sofrido consideráveis mudanças, sobretudo quando se torna evidente que há muitas cartas que a época em curso ainda não revelou. E depois da Taça do Mundo não haverá mais nenhuma grande competição mundial, dado tratar-se do único ano do ciclo olímpico que não tem mundiais de atletismo nem Jogos Olímpicos (apenas campeonatos continentais ou provas particulares). 
 


Quanto aos 13 portugueses, todos parecem livres das pressões tantas vezes associadas às mais elevadas expectativas. Uma classificação como a da equipa sénior feminina de há quatro anos (vitória colectiva em Chihuahua) será por agora pedir demasiado seja a quem for. Resta esperar que os desempenhos individuais, tanto de seniores como de juniores, possam ser compensadores e que deles resultem alguns recordes pessoais.
 
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

domingo, 25 de agosto de 2019 – 13:59:13

Pesquisar

 

20 de agosto

2005 - 2019, são 14 anos


- quase 3 milhões de fotos

de cerca de 60 desportos diferentes

 

- aproximadamente 46.000 notícias

de cerca de 225 desportos diferentes

 

- e muito mais
 

tudo

Ao Serviço do Desporto em Portugal

Obrigado aos nossos leitores!

 

 

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...