14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Nacionais de Marcha regressam ao Algarve

Quarteira vai receber a edição n.º 34 dos Campeonatos Nacionais de Marcha, em estrada, o primeiro grande evento nacional da especialidade na presente época. Marcado para 1 de fevereiro de 2014, a competição englobará provas para os escalões de juvenis, juniores, seniores e veteranos, disputando-se, paralelamente, o Torneio “Marchador Jovem”, para os escalões de infantis e iniciados.
 
 
 
É a terceira vez que o Algarve acolhe a competição depois de Olhão, em 2010, e Quarteira, em 2012. Das 33 edições realizadas, por distritos, Aveiro é o distrito que mais vezes (6) recebeu a prova: em 1987, 1991, 1996, 1998, 2003 e 2008. Setúbal (5), em 1988, 1993, 1999, 2005 e 2013, Porto (3), em 1986, 2002 e 2004, Santarém (3), em 1992, 1995 e, 1997, Beja (2), em 2004 e 2007, Lisboa em 1985 (edição inaugural) e 1994, Leiria em 2011, Portalegre em 2000 e Viana do Castelo em 2006, são os outros distritos do país que já albergaram a mais importante competição nacional.
 
 
 
Tradicionalmente, estes campeonatos, organizados pela Federação Portuguesa de Atletismo, registam um número muito expressivo de atletas, várias vezes superando a casa das duas centenas de participantes. Deseja-se que a competição algarvia se situe em patamares organizativos dignos de uma competição desta natureza, fazendo esquecer a má imagem patenteada na edição deste ano.
 
 
 
Um aspeto que tem causado preocupação entre atletas e treinadores, pelo menos, é o da marcação da prova para um sábado de manhã, com início pelas 8.00 horas. Depois de, na edição deste ano, o programa de provas ter sido agendado para um domingo à tarde, corrigido posteriormente, para sábado, não se entendem os motivos que terão estado na origem de tal agendamento, sabendo-se que a esmagadora maioria dos atletas participantes, com particular incidência para os especialistas de 50 km marcha (a única vez que a prova se realiza no nosso país), são puramente amadores e residem nas zonas centro e norte do país.
 
 
 
Outro aspeto negativo para a competição é fazer-se a junção das provas masculinas de 20 e 50 km marcha. Ideia colocada em prática há alguns anos, tem feito com que se diminua a qualidade da participação na prova maior do calendário nacional da especialidade. Seria muito mais vantajoso incluir-se a prova dos 20 km marcha no programa de um dos grandes prémios organizados em Portugal, com óbvias vantagens no plano competitivo e promocional.
 
 
 
Programa-horário (sábado - 1 de fevereiro de 2014):
  8.00 - 50 km Seniores (M) 
  8.00 - 20 km Seniores / Sub 23 (M)
  8.00 - 10 km Juniores (M)
  8.15 - 10 km Juvenis  (M)
  8.15 - 10 km Veteranos (M)
10.15 - 20 km Seniores / Sub 23 (F)
10.15 - 10 km Juniores (F)
10.15 - 5 km Juvenis (F)
10.15 - 5 km Veteranos (F)
 
Torneio “Marchador Jovem”
  9.15 - 4 km Iniciados (M)
  9.45 - 4 km Iniciados (F)  
10.55 - 3 km Infantis (F)
11.15 - 3 km Infantis (M)
 
O Marchador

Periodicidade Diária

domingo, 15 de setembro de 2019 – 16:40:24

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...