13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Ângelo Felgueiras: Alpinista prepara-se para 'vender' mais uma montanha

Projecto “Escalar por uma causa”

 ALPINISTA PREPARA-SE PARA ‘VENDER’ MONTE VINSON

“Um metro… uma montanha de sorrisos”
 

O alpinista Ângelo Felgueiras em parceria com a Associação Máquina do Mundo (Bairro 6 de Maio, na Damaia), escala por uma causa para apoiar a Escolinha de Rugby da Damaia.

Tal como nas duas escaladas anteriores, o Comandante da TAP, apoia novamente uma causa social com o objectivo de ‘vender’ cada metro de ascensão por um euro, para ajudar instituições de solidariedade: Associação do Moinho da Juventude, na Cova da Moura, Amadora (2007) e Escolinha de Rugby do ATL da Galiza, do Bairro do Fim do Mundo, em S. João do Estoril (2010).

A este desafio juntaram-se a GROUPAMA Seguros, parceiro desde 2007, a Fundação EDP, que vai contribuir com um euro por cada euro associado, a Associação de Rugby do Sul e a Escolinha de Rugby da Galiza.

 Depois de conquistadas as seis maiores montanhas de cada continente, Ângelo Felgueiras parte agora para o sétimo e último desafio: o Monte Vinson, na Antárctida. A escalada dos 4.897 metros de altitude, o ponto mais alto de todo o Continente Antárctico, marca a conquista das sete montanhas mais altas de cada continente.

 Ângelo Felgueiras ruma à América do Sul esta quarta-feira, dia 23 de Novembro, onde vai treinar e subir o Aconcágua, partindo depois para Patriot Hills, na Antárctida, para o desafio do Vinson na janela temporal de 28 de Dezembro a 12 de Janeiro.


 ESCOLINHA DE RUGBY DA DAMAIA

 Por detrás do projecto Escolinha de Rugby da Damaia está a Organização Não Governamental (ONG) Máquina do Mundo, presidida por Frederico Martins e que tem como coordenadora de projecto Filipa Gonçalves. Esta ideia partiu do presidente da organização, adepto de rugby, que se inspirou na Escolinha de Rugby da Galiza e teve em conta os poucos espaços para os miúdos do Bairro 6 de Maio (Damaia) brincarem e praticarem desporto.

O projecto da escolinha conta fazer uma inauguração no final de Novembro com os jovens da Damaia e respectivas famílias. Este início será ‘apadrinhado’ por aquela que tem sido a sua referência: Escolinha de Rugby da Galiza. A professora Maria Gaivão, mentora do projecto da escolinha da Galiza, tem sido uma ajuda essencial no desenvolvimento deste novo projecto.

No arranque, a escola espera contar com cerca de 20 crianças, numa primeira fase entre os 6 e os 10 anos.

 Foi com surpresa, emoção e especial agradecimento que a Escolinha de Rugby da Damaia recebeu a notícia do apoio de Ângelo Felgueiras à sua causa.

 GROUPAMA SEGUROS

 Proximidade, Responsabilidade e Solidariedade

A GROUPAMA Seguros tem procurado, desde sempre, apoiar e incentivar diversas iniciativas de cariz social, cultural e desportivo, tendo vindo a assumir um papel preponderante no âmbito da Responsabilidade Social, Mecenato e Patrocínio.

Neste sentido, a Companhia, enquanto agente socialmente responsável, tem apostado essencialmente em três grandes áreas: artes plásticas, cinema e desporto.

Através do Espaço Groupama.ARTE, um espaço de referência aberto ao público desde 1992, a Groupama procura partilhar e divulgar a arte nacional apoiando pequenos e grandes artistas; também no âmbito cultural a Groupama em conjunto com a Fondation Groupama Gan pour le Cinéma apoia a divulgação do cinema gaulês em Portugal, através do patrocínio da Festa do Cinema Francês, assim como na recuperação de património cinematográfico português, do qual fazem parte dois filmes do Mestre Manoel Oliveira.

Já no âmbito do apoio desportivo, a Companhia tem contribuído, por um lado, para a divulgação do sponsoring do Grupo no desporto náutico - através de Franck Cammas - com destaque pela participação na Volvo Ocean Race 2011-12, regata à volta do mundo actualmente a decorrer. Por outro lado, a Groupama Seguros apoia diversos desportistas nacionais tendo já estabelecido algumas parcerias de sucesso, entre as quais o patrocínio a Ângelo Felgueiras no seu projecto dos Seven Summits – conquistar a montanha mais alta de cada um dos sete continentes. Este é um projecto que a Companhia acompanha desde 2007 com a subida ao Denali, no Alasca, e posteriormente com a subida às Pirâmides de Carstensz, na Indonésia, e no ano passado a escalada do Evereste: três dos sete cumes.

A aposta da Groupama neste novo projecto do Comandante Ângelo Felgueiras prende-se na partilha de valores comuns, onde rigor, tenacidade, e risco controlado associadas à solidariedade social são as palavras-chave para o sucesso.

E mais do que associar-se a um desafio importante, a estratégia da Groupama passa por promover o encontro de projectos de vida singulares com os valores e princípios que esta Companhia assume perante a sociedade e os seus Clientes: Proximidade, Responsabilidade e Solidariedade.

FUNDAÇÃO EDP
 
A Fundação EDP é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, constituída em 2004 com o objectivo de afirmar os valores e a visão que, a par do negócio, definem a cultura do grupo EDP. É hoje uma das instituições que mais investe no terceiro sector em Portugal, privilegiando o apoio a projectos que ajudem a quebrar ciclos de pobreza e de exclusão social, com uma visão de médio e de longo prazo.

É isso que faz, por exemplo, através do programa EDP Solidária que, desde 2004, já apoiou projectos de mais de uma centena de instituições que, no seu conjunto, beneficiam directamente mais de 180 mil pessoas. A Escolinha de Rugby da Galiza, um dos vencedores da edição de 2009 do Programa EDP Solidária, é um dos muitos projectos apoiados pela Fundação EDP. Um modelo de sucesso no que respeita à inclusão de jovens através do desporto quem também com o apoio da Fundação EDP, está a ser replicado na Escolinha de Rugby de S. João da Talha e na Escola da Comunidade - Rugby como Escola de Vida, no Alto do Lumiar.


 Frederico Martins – Presidente da Associação Máquina do Mundo

“O envolvimento neste projecto é um sonho que está a tornar-se realidade. O Rugby é um desporto fascinante, é uma paixão. A Escolinha de Rugby da Damaia é também um projecto de inclusão social e o Rugby é o desporto ideal porque não exclui ninguém. É por isso que a Escolinha nasce. Nasce com o objectivo de melhorar a qualidade de vida da comunidade. Todos juntos somos mais fortes, em equipa. Através do jogo, das regras em si, podemos transmitir valores. É importante para a Máquina do Mundo trabalhar com os jovens, as famílias e a comunidade.”

“Agradeço ao Ângelo [Felgueiras] esta oportunidade e asseguro que quando estiver na subida da última montanha dos Seven Summits as crianças da Escolinha e a Máquina do Mundo estarão com ele.”

Guilherme Collares Pereira – Director da Fundação EDP

“Mais do que mecenas, somos parceiros e estamos a investir neste projecto. Trata-se de um projecto de inclusão social que usa o desporto como ferramenta de integração. A intervenção da Fundação EDP faz muito sentido, é um projecto que à partida estava aceite, é bom e vantajoso para os jovens e as suas famílias visando, também, combater o insucesso escolar. Quando o impacto de um projecto é bom e positivo, tem tudo para dar certo e cria a ambição de fazer mais.”

Maria Gaivão – Escolinha de Rugby da Galiza (Mentora do projecto Escolinha de Rugby da Galiza)

“A Escolinha de Rugby da Galiza só tem ainda seis anos, há muitos desafios de sustentabilidade pelo caminho e com os quais nos vamos deparar. Temos a sorte de termos alguns apoios que nos ajudam a seguir. O Ângelo [Felgueiras] não se limitou a subir a montanha, ele fez um trabalho contínuo com os jovens, com as famílias e com a comunidade. Mostrou que com força de vontade podemos superar os obstáculos. Lembro-me das palavras do Ângelo: ‘Cada um de nós tem uma montanha, se chegarmos ao topo somos vencedores’.”

António Maia – Presidente da Associação de Rugby do Sul

“Acho óptima a relação entre o Rugby e todo o projecto. O Rugby transmite valores, não exclui ninguém, pelo contrário, une. É um desporto que tem qualquer coisa de diferente, inexplicável. É um mundo completamente diferente quando se está no campo, no espaço onde estamos tudo desaparece, somos só um com o mesmo objectivo. O Rugby tem a particularidade de poder ser praticado por todos, desde os mais novos aos mais velhos. Temos o poder de dar uma ajuda e é isso que vamos fazer.”

 Ângelo Felgueiras – Alpinista e Comandante da TAP

“Nunca me tinha ocorrido esta relação entre o Rugby e o Alpinismo, foi por coincidência que me deparei com os valores e dificuldades do Rugby… e me identifiquei com eles. Querer é poder e crer é vencer. O objectivo é que os jovens tragam para fora do campo os valores que aprendem lá dentro.”

“A Groupama e eu estabelecemos uma parceria em 2007. É uma parceria muito especial porque eles não exigem que eu chegue ao topo e isso dá-me a possibilidade de subir sem pressão. Além de um patrocínio está um relacionamento, acreditaram em mim quando mais ninguém acreditou.”

“A Maria [Gaivão] é uma força da natureza e serve de semente para este e outros projectos. Todas as mensagens da Escolinha de Rugby da Galiza que fui recebendo foram como uma vitamina, deram-me muita força para continuar. A Fundação EDP investe na formação de jovens para que tenham uma vida melhor no futuro, para que não sejam esquecidos e abandonados.”

“Nas minhas subidas, a comida que levo, para os dias em que percorro os últimos metros, é à base de chocolates, frutos secos e sopa. Temos que ingerir muitos líquidos, cerca de quatro a cinco litros por dia. Os meus principais receios são as condições climáticas e se houver algum problema de saúde. Não há montanhas fáceis, mas nesta o mais perigoso é de facto o clima. As temperaturas, com vento, podem descer até aos 60o ou 70o negativos. Em roupa e material de protecção para o tempo, temperatura, vento, chuva, neve, levo comigo por volta de 15 a 17Kg de peso.”
 
“É um apoio muito forte [referindo-se à força que as crianças da Escolinha de Rugby da Damaia lhe vão transmitir durante a escalada]”
  

Periodicidade Diária

terça-feira, 23 de julho de 2019 – 08:58:47

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...