14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

022 - Artigo

A indústria do Fitness e do Bem-Estar parece ser uma das áreas de maior crescimento um pouco por todo o Mundo e em Portugal também verifica um grande salto qualitativo e quantitativo. As novas tendências de mercado, que relacionam o corpo e o espírito, numa perspectiva mais holística e multidimensional, vieram modificar o velhinho conceito de “Health Club”, que como o termo indica se associa mais à saúde, no novo conceito de “Wellness”, mais ligado à perspectiva referida. O termo Wellness remete-nos então para o bem-estar geral.
 
 
Cada vez mais estamos conscientes que para obter uma boa qualidade de vida é preciso cuidar do corpo e da mente de forma equilibrada e regular. Os ginásios desempenham um papel crucial na obtenção deste equilíbrio e por isso deixaram de ter um papel exclusivamente orientado só para o exercício e começam, cada vez mais, a oferecer programas e serviços especiais que visam alcançar esse todo.
 
A musculação, razão de existir de muitos ginásios, mas encarada por muitos (as) de uma forma deturpada, começa a ser percepcionada de maneira mais positiva. Os profissionais da área do fitness, cada vez mais qualificados, desempenham um papel fundamental na alteração dessas percepções. Aquela ideia que a musculação só tem como objectivo o aumento da força e do volume do músculo é totalmente errada. É talvez por isso que muitas mulheres fogem do treino de musculação como o diabo foge da cruz. O aumento da força e do volume do músculo é efectivamente um objectivo que se consegue com o treino de musculação, mas que necessita de um determinado enquadramento de treino, onde se manipulam variáveis como a intensidade, densidade e volume, e um determinado enquadramento hormonal e nutricional.
 
A manutenção de um corpo saudável implica obrigatoriamente fazer treino com resistências (musculação). Ajuda a manter uma postura equilibrada, músculos saudáveis e fortes, bem como aumenta a resistência dos ligamentos e dos tendões. Melhora ainda a integridade das articulações, a circulação sanguínea e a densidade mineral óssea. Se precisa de razões mais palpáveis, para integrar o treino com resistências na sua vida, considere que, no mínimo, o (a) pode ajudar a ultrapassar as adversidades do quotidiano (Ex: subir as escadas com as compras do supermercado).
 
Então porque é que o treino de musculação é tão importante para todos? Certamente que não será só por razões de performance desportiva (Ex: Força e explosividade) ou estéticas (hipertrofia). Os músculos esqueléticos possuem uma contracção natural (tónus muscular). Cada músculo possui ainda um comprimento e uma certa dose de flexibilidade e funcionam em pares. Tónus, comprimento, flexibilidade e equilíbrio são 4 razões pelas quais os músculos devem ser treinados e estimulados para que possam manter a sua funcionalidade.
 
As posturas repetitivas, típicas de muitas profissões modernas (Ex: profissões de escritório), não activam os músculos com a frequência a intensidade necessárias para manter a integridade e as características naturais dos mesmos, tais como flexibilidade e comprimento. Resultado? Em inúmeros casos encurtamentos crónicos de determinados músculos, desequilíbrios musculares, o aparecimento de más posturas e dores muito incomodativas e limitadoras (Ex: lombalgias, cervicalgias e até cefaleias).
 
A chave para uma boa postura e uma biomecânica correcta do corpo recai sobre a interacção entre músculos de acção oposta (antagonistas). Desde que músculos antagonistas mantenham tensões equivalentes conseguem manter o equilíbrio entre si. O problema é quando um se torna mais forte e tenso que o outro. Dá-se um encurtamento, que se pode vir a tornar crónico, desequilibra-se a postura e a partir daí surgem as complicações.
 
Uma boa postura é sinónimo de força, equilíbrio, agilidade ao passo que a má postura significa fraqueza músculo-esquelética e articular, risco acrescido de lesão, aparecimento de dor e absentismo.
 
Concluindo e reforçando, a musculação é tipo de treino que deve ser tido em consideração. O corpo é um magnífico sistema de puxadores e alavancas. Ossos, articulações, ligamentos, músculos e tendões são as suas peças constituintes. Os músculos funcionam sempre em pares, permitido um correcto alinhamento e uma boa postura apenas se cuidarmos deles. O encurtamento de um músculo do par conduz a toda uma alteração postural que pode afectar outras áreas do corpo. O trabalho de musculação e flexibilidade permite manter a integridade e funcionalidade das estruturas responsáveis pela postura.
 
A solução mais adequada será a integração nos seus hábitos de um tipo de treino cruzado, considerando sempre o desenvolvimento e manutenção destas 3 qualidades físicas, força, flexibilidade e resistência cardiorespiratória.
 
Torne-se activo e seja mais feliz.
 
 
Referências:
·         Woolley, N. (2004). Body Smart. London: Carrol & Brown Publishers Limited

Periodicidade Diária

domingo, 22 de setembro de 2019 – 16:55:56

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...