14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

033 - Artigo

De acordo com alguns estudos, menos de 50% dos indivíduos que iniciam um programa de exercício físico permanecem activos mais de 6 meses. Isto significa que uma grande fatia daqueles que se envolve na prática de actividade física se fica apenas pela boa intenção de ser mais activo e saudável.
 
Acontece que ser saudável tem de ser uma atitude permanente ao longo da vida e não apenas em determinados períodos, como podemos observar nos meses que antecedem o verão.
 
Se você é um daqueles que também começa cheio de boas intenções fique a saber que existem indicadores que sugerem a maior ou menor probabilidade de se manter num programa de exercício físico regular. Alguns dos factores que influenciam positivamente a permanência em programas de exercício são:
  • Ter sido praticante anteriormente;
  • Ter auto-motivação;
  • Ser auto-eficaz;
  • Treinar em conjunto (com amigos ou em actividades de grupo);
  • Praticar diversas actividades (cross-training). Alternar as modalidades no ginásio;
  • Sentir prazer pela actividade física;
  • Se tem mais rendimentos;
  • Se o nível de instrução é mais elevado.
 
Eis alguns factores negativos que aumentam a probabilidade de afastamento da prática de exercício regular:
  • Considerar que se tem falta de tempo;
  • Quando tem excesso de peso;
  • Quando se é fumador;
  • Quando o exercício não é adaptado ao indivíduo;
  • Quando se treina sozinho;
  • Quando não existem objectivos mensuráveis ou quando se estipulam objectivos demasiado exigentes.
 
É relativamente a este último ponto que gostaria de expressar uma opinião. Os objectivos são fundamentais para quase todas as nossas acções. Estes devem ser mensuráveis, exequíveis e ter uma janela temporal estipulada. No caso da prática de exercício físico regular, a grande maioria dos indivíduos tem como objectivo a perda de peso. É um objectivo natural, pois estamos cada vez mais pesados e associado a esse problema surgem outros que podem ser bastante limitadores tais como problemas cardiovasculares, respiratórios, metabólicos, articulares, alterações digestivas, complicações dermatológicas, cancro, complicações hormonais, etc. A questão é que a grande maioria dos indivíduos não está disposta a esperar e a fazer alguns sacrifícios para atingir esse objectivo. Em contexto de ginásio existem obrigatoriamente etapas, que devem ser percorridas, e que são a forma adequada para quem inicia um programa de exercício com objectivos de saúde e bem-estar, onde podemos incluir a perda de peso.
 
1ª Etapa - Avaliação, que permite efectuar uma primeira análise do estado de saúde (aparentemente saudável, com risco ou com doença conhecida) e condição física, para o caso de haver necessidade de intervenção de um médico ou fisioterapeuta para avaliar e prescrever qualquer tipo de acção que vise corrigir (desequílibrios, dismetrias, postura) ou avaliar em detalhe qualquer tipo de sintomatologias que possam envolver risco no processo de treino.
 
2ª Etapa - Equivale a conseguir um organismo/corpo saudável. Por saudável entende-se um organismo onde o processo de treino seja efectivo em mobilizar algumas alterações estruturais importantes onde as adaptações (hemodinâmicas, peso e composição corporal, aptidão cardiorespiratória, flexibilidade) sejam manifestas e também onde a capacidade de entender que para a passagem à 3ª etapa, há que estabelecer compromissos ao nível dos hábitos comportamentais, ou seja, alimentação, repouso e controlo de stress.
 
3ª Etapa – A ESTÉTICA, que constitui o supérfluo mais essencial e perseguido por todos. Com um corpo preparado para responder optimalmente aos estímulos de treino, encontramo-nos na fase mais desafiante de todo o processo. Treinos mais periodizados e intensos, irão certamente fazer com que o sentido estético esteja nos limites da auto-crítica e em perfeito equilíbrio com o tipo de adversidades que compõem a sua rotina de treino. A intervenção profissional de técnicos da área associados à ligação com um plano de alimentação coerente, irão ajudá-lo a tornar-se um indivíduo mais activo e saudável.
 
Concluímos então que para iniciar um programa de exercício físico regular é preciso estabelecer objectivos exequíveis, mensuráveis e estipulados no tempo. Devemos alterar as nossas prioridades de forma a não adulterar aquele que deve ser o normal seguimento de um programa de exercício e de mudança de hábitos. Há que ter atenção a determinados factores que podem influenciar a nossa capacidade de manutenção de hábitos de vida saudáveis, onde se inclui o exercício físico regular.
 
Agora que o Inverno se aproxima e a época festiva está à porta, lembre-se que não deve utilizar o frio e a falta de tempo para não ser activo. Cumpra no mínimo 2 a 3 sessões de actividade física por semana e evite acumular os excessos próprios da época. Faça-o por si e pela sua saúde!

Periodicidade Diária

sexta-feira, 20 de setembro de 2019 – 05:35:06

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...