14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

José Rodrigues (Setúbal)

JOSÉ RODRIGUES
 
Associação de Atletismo de Setúbal
 
 
Breve Biografia:
 
Nome: José Fernando Pereira Rodrigues
Naturalidade: Barreiro
Data de Nascimento: 18 de Agosto de 1957         
 
Licenciado em Educação Física pelo Instituto Superior de Educação de Lisboa, em 1981.
 
Formação Complementar
 
Curso de Formador de Monitores em 2002.
 
Actividades Profissionais
 
            - Professor do antigo Ensino Preparatório, de 1979 a 1985, nas Escolas Preparatórias do Montijo(1ano), Francisco Arruda(2 anos) e Baixa da Banheira(3 anos).
            - Técnico da Delegação de Setúbal da Direcção Geral dos Desportos de 1986 a 1993.
            - Director Técnico Regional da Associação de Atletismo de Setúbal desde 1994.
 
Outras Actividades
 
- Como Atleta
 
            - Praticante de Ginástica dos 4 aos 9 anos
            - Praticante de Basquetebol dos 10 aos 14 anos
            - Praticante de Atletismo dos 14 aos 22 anos
            -Participante nos Jogos Juvenis do Barreiro nas modalidades de Ginástica, Basquetebol, Atletismo, Andebol, Futebol e Tiro ao Alvo
 
 - Como Técnico
 
            - Animador  Desportivo, no apoio ás Escolas Primárias, no período
            que se seguiu ao 25 de Abril.
            - Coordenador Técnico da Secção de Atletismo do Grupo    Desportivo da Quimigal durante 5 anos.
            - Técnico de Ginástica em vários Clubes durante 4 anos.
            - Técnico de Natação da Câmara Municipal do Barreiro durante 4 anos.
            - Coordenador das Escolas de Atletismo da Câmara Municipal do Barreiro durante 3 anos. 
            - Monitor de uma Escola de Atletismo da Câmara Municipal do Seixal durante 1 ano.
            - Coordenador do Plano de Desenvolvimento do Atletismo no Concelho do Seixal durante 1 ano. 
 
- Como Juíz de Atletismo
 
            - Juíz Estagiário em 1994
            - Juíz Regional de 1995 a 1999
            - Juíz Nacional em 2000
            - Juíz Árbitro desde 2002
            - Participação em 462 competições regionais, 10 nacionais  e 2 internacionais 
 
- Como Voluntário
 
            - Campeonato do Mundo de Juniores (1994)
            - Taça da Europa (1995)
            - Campeonato da Europa de Corta-Mato (1997)
            - Campeonatos Ibero-Americanos (1998)
            - Campeonato do Mundo de Pista Coberta (2001)
 
-Distinções
 
            Membro de Mérito da Associação de Atletismo de Setúbal.
  
   - Para si, qual o perfil que um DTR deve possuir e que principais funções lhe estão acometidas?
 
    - Perfil
    . Gostar da modalidade
    . Ser competente
    . Ser empenhado
    . Ter espírito de sacríficio
    . Ter espírito de cooperação
 
    - Funções
    . Elaborar um Plano de Actividades e cumpri-lo
    . Colaborar com a Direcção nas questões técnicas
    . Promover e dirigir Cursos e acções de Formação
    . Cooperar com outras Associações no âmbito dos Planos de Zona
    . Acompanhar tecnicamente as selecções Regionais
    . Contactar, sempre que necessário, com a Direcção Técnica Nacional
    . Elaborar relatórios da actividade associativ
 
 
- Quando assumiu o cargo, como encontrou o atletismo na sua região?
 
    As principais lacunas detectadas foram: a deficiente formação dos técnicos e a falta de infra-estruturas.
 
- Que medidas tomou, para inverter a situação encontrada, no caso desta não ser do seu agrado?
 
    - Realização de Cursos de Monitores, de Treinadores de 3º Grau e Acções de Formação
    - Criação de uma equipa técnica para apoio a clubes e atletas
 
- Considera-se satisfeito(a) com as infra-estruturas desportivas existentes na área geográfica da sua Associação para a prática da modalidade (nas suas diversas vertentes)?
 
Em termos competitivos sim. Mas falta uma infra-estrutura coberta para treinos de inverno e estruturas simplificadas para treinos dos escalões jovens.
 
- Na sua Associação, como é feita a detecção de novos talentos e o acompanhamento dos jovens promissores?
 
    - Neste momento este trabalho não é feito, pois, por diversas razões, a equipa técnica deixou de funcionar 
 
- Como perspectiva o futuro do atletismo local, a curto prazo?
 
     Com muito cepticismo, pois, por um lado, cada vez é mais difícil cativar jovens para a prática do atletismo e, por outro, os clubes do distrito não têm capacidade para manterem os seus melhores atletas.
 
- Qual tem sido o apoio prestado pelas autarquias locais à prática da modalidade?
 
Basicamente apoio logístico para as competições.
 
- Na sua região, o tecido empresarial apoia a realização de eventos?
 
Não
 
- Quais os meios de Comunicação Social que normalmente e frequentemente divulgam as vossas iniciativas?
 
Alguma imprensa local escrita e radiofónica

Periodicidade Diária

segunda-feira, 16 de setembro de 2019 – 12:46:11

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...