14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Masazumi Soejima (Atletismo)

 
 
Masazumi Soejima
 
(Japão)
 
 
Atletismo
 
 
 
 
Quem é Masazumi Soejima
 
Data Nascimento - 31 de Agosto de 1970
 
Natural de Nagasaki
 
Reside em Fukuoka (Japão)
 
Recordista do Japão em Maratona (1:21:23)
 
Recordista do Japão em 1/2 Maratona (41:56)
 
A sua primeira prova foi a 1/2 Maratona de Hamanasu (Hokkaido) - 3º Lugar
 
Resultados
2007 Tokyo Marathon       1º
2007 Boston Marathon      1º
2007 Seoul International wheelchair Marathon 2º
2007 Berlin Marathon       1º
2007 NYC Marathon         3º
2007 Honolulu Marathon  1º (vencedor 3 anos consecutivos)
2008 Tokyo Marathon      1º
2008 Lisbon half Marathon   3 º
2008 Boston Marathon       3º
2008 S.Antonio Padova Marathon  2º (1:21:23 Record do Japão)
 
 
Quando começou a competir a nível mais elevado? Porquê?
 
    Comecei a competir na Maratona de Honolulu, em 2005.
  
    A maratona de Honolulu é muito conhecida no Japão
 
    Quando alí competi pela primeira vez, Kurt Fearnley e Krige Schabor também participaram.
 
    Eram muito bons atletas.
 
    Kurt foi medalha de ouro na maratona dos Jogos Paralímpicos de Atenas.

    Krige foi sete vezes consecutivas campeão da Maratona de Honolulu.
 
    Comecei a ter confiança para competir ao mais alto nível porque sentia que podia ganhar e pensava ser muito excitante competir com atletas de todo o mundo.
 
    
Fê-lo por paixão ou para mostrar ao mundo que, apesar da diferença, pode ganhar?
 
     Sim, por paixão.
 
    Mas, não tinha a certeza de ser possível vencer.
 
    No entanto, a única coisa que eu podia fazer era treinar e treinar e treinar.
 
    Gosto muito de competir com alguns dos melhores atletas do mundo.
     
Em que “classe” (T…) compete? Que tipo de deficiência física tem?
     
      A minha classe é a T-54.
 
     Tenho uma lesão na medula espinal e o nível é 12th.
 
     Não posso mexer a metade de baixo do meu corpo e não a sinto.
     
Nasceu com essa deficiência?
 
     Não, não nasci.
 
     Há 15 anos atrás (tinha 23 anos), quando ajudava no negócio da família (trabalho em ferro), fui “esmagado” debaixo de uma placa de ferro, que pesava cerca de 300 quilogramas.
 
     A minha cabeça não ficou debaixo dela, felizmente, porque havia uma madeira próximo que me protegeu.
     
Quantas horas por dia treina? Que precauções principais toma com a alimentação?
 
     Treino três horas por dia, seis dias por semana.
 
     Tento não comer comidas muitas oleosas.
     
Qual o seu maior feito atlético até agora? Porquê?
 
      Foi a 111º Maratona de Boston, onde ganhei ao Sr. Ernst Van Dyk, que era o grande campeão.
 
     Ele ganhou esta maratona sete vezes consecutivas.
 
     E eu tornei-me o primeiro japonês a vencer a Maratona de Boston.
 
    
Em que provas vai participar nos Jogos Paralímpicos de Pequim? Quais são as suas metas/ambições para esses jogos?
 
     Vou competir nos 1500 m, 5000 m e maratona.
 
     Claro que os meus objectivos são conquistar medalhas.
     
É um corredor profissional ou tem outro emprego também?
 
     Sou um corredor profissional, mas, também trabalho de manhã.
     
Que condições tem para treinar?
       Posso treinar de tarde, tanto durante a semana, como nos fins de semana.
Que apoios tem (patrocinadores, etc)?
 
       Sou apoiado por “C’s Athlete” e os meus patrocinadores são OX e Panaracer
      
Qual a sua opinião sobre o recente Campeonato do Mundo em Lisboa?
 
       Penso que é um percurso muito bom, como não há no Japão.
        
E o que achou da organização?
       Penso que João (Correia) e os seus amigos tomam conta de nós muito bem.
       Algumas pessoas também nos apoiavam, mas, não eram suficientes para tantos atletas.
Na sua opinião, que devem fazer as organizações de provas similares em Lisboa?
 
        É muito dificil de responder, porque muitas das competições japonesas também têm problemas.
 
       Se fazes um evento maior, também precisas de mais pessoas para ajudar e de mais dinheiro.
 
       Penso que o importante é fazer as pessoas pensar que nós não somos diferentes daqueles atletas que não têm deficiências e o nosso desporto é, simplesmente, um desporto como os outros.
      
Concorda com a pretensão de Óscar Pistorius de competir nos Jogos Olímpicos de Pequim, apesar de ele ser duplo-amputado e correr com próteses leves e aerodinâmicas?  
 
        Na minha opinião, penso que as suas pernas não se devem a um treino muito duro, mas, sim a uma alta tecnologia nas suas próteses, pelo que penso que ele não tem o direito de participar nos Jogos Olímpicos.  
      
Que mensagem gostaria de deixar para os cibernautas que leiam esta entrevista?     
         Vou tentar participar no maior número possivel de competições e tentar fazer com que as pessoas conheçam o desporto em cadeira de rodas e o apreciem.
         Vou continuar sempre a tentar fazer o meu melhor.
 
 
 
 
 

Periodicidade Diária

domingo, 15 de setembro de 2019 – 18:37:39

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...